Lista telefônica

Por Gilberto Schmitt - Jornal Cruzeiro do Vale

Por Gilberto Schmitt

04/05/2018

Férias da Câmara

Antônio Dalsóchio assumiu essa semana a vaga da vereadora Mariluci Deschamps Rosa na Câmara de Gaspar. Ele vai ficar lá durante um mês. Por 30 dias, não apareço nas sessões. É que seus pronunciamentos são muito demagogos. 

Bagunça na praça 

Começa a entardecer e o pessoal da redação do jornal já sabe: a praça Getúlio Vargas, quintal do jornal, vai se encher de gurizada que devia estar na aula ou em casa, mas que prefere fazer baderna e fumar um cigarrinho do capeta. De vez em quando a polícia aparece e bota uma penca contra o muro. Mas não adianta... no outro dia eles voltam. Vamos ver até onde vai isso!

MDB Cultural

No mês de abril, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) de Gaspar aderiu ao MDB Cultural. A ideia é inspirada na vontade dos filiados em debater sobre o setor cultural, enxergando a cultura como uma troca simbólica entre indivíduos. O presidente do partido, Walter Morello, está orgulhoso em integrar o movimento. Ele assinou a resolução e, com isso, instituiu uma comissão provisória para trabalhar na estruturação e planejamentos.

Acidente

Um pequeno descuido ao transitar pela BR-470 deixou uma mulher ferida na manhã desta quinta-feira, dia 3. Ela capotou o carro nas proximidades do acesso ao bairro Sertão Verde. Ainda bem que não foi nada grave. Todo cuidado é pouco nessa BR, ainda mais agora que está em obras.

Brincadeirinhas...

Na quinta à tarde, participei com meus amigos do programa Pérolas do Humor, da Rádio Sentinela do Vale. Entre uma brincadeira e outra, me perguntaram: “Gilberto, quais as metas para o Cruzeiro do Vale neste ano?”. Rapidamente respondi: “Não temos metas, mas objetivos”. Foi um sarro. Brincadeiras a parte... convido todos para se divertirem ouvindo o programa todas as terças e quintas, a partir das 13h. É um sarro! 

Baderna e algazarra

Cada dia está mais difícil transitar no centro ou próximo às escolas em horários de saída dos alunos. Mas não é por falta de sinalização nem por falta de avisos... mas por falta de educação. Alguns alunos saem da escola, seja a pé ou de bicicleta, e ficam no meio da via, sem o mínimo de cuidado. Qualquer dia pode acontecer o pior. Isso sem falar dos gritos que infernizam quem está trabalhando...

Reconhecimento mundial

Bem na semana do Dia do Trabalhador, o brusquense Walter Orthmann ganhou o título mundial de homem com o maior tempo de serviço em uma mesma empresa. O reconhecimento veio do Guinness World Record porque ele trabalha “apenas” a 80 anos em uma empresa de tecidos. Orthmann é um exemplo de persistência e dedicação em um momento em que muitos empregadores reclamam da falta de funcionários dedicados.

 

Edição 1849

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.