Lista telefônica

Por Gilberto Schmitt - Jornal Cruzeiro do Vale

Por Gilberto Schmitt

14/09/2018

Desfile de 7 de setembro

O desfile cívico de Sete de Setembro não é mais o mesmo em Gaspar. Os alunos das escolas que desfilam deixam muito a desejar. Simplesmente não sabem marchar. Apenas andam desajeitados, desalinhados e descompassados atrás das fanfarras. Uma vergonha sem precedentes. Bem que as escolas com suas respectivas professoras poderiam ensaiar seus alunos para se apresentarem em desfile público. Em contrapartida, as fanfarras de nosso município estão muito bem alinhadas.

Água que o passarinho não bebe

O Dia Nacional da Cachaça foi comemorado no dia 13 de setembro, quinta-feira. O Jornal Cruzeiro do Vale traz uma excelente reportagem sobre a fabricação da cachaça em nosso município. Sou descendente de fabricantes de cachaça. Meu avô, Pedrinho Schmitt, e meu pai, José Francisco Schmitt, faziam cachaça no Poço Grande e a família ainda continua com a tradição. Quando eu era criança e jovem, ajudei a destilar muitos litros da cachacinha. Hoje, sou apenas um consumidor moderado. Parabéns a todos que fabricam a cachaça em nosso município.

Passeio São Pedro

O galpão do Salão Cristo Rei, aquele que é utilizado para servir bebidas na festa de São Pedro, em Gaspar, vai ser demolido. Ele dará espaço ao novo complexo que será construído pela paróquia, denominado de Passeio São Pedro. O empreendimento custará milhões e dará um novo ambiente àquele espaço. O colégio frei Godofredo abrigou muitos alunos naquele galpão nos anos 60 e 70. Tenho boas lembranças daquele espaço, como estudante e também das grandes festas de São Pedro. É o velho dando espaço para o novo. E a vida continua.

20 anos Casa Recuperação

Visitei está semana a Casa de Recuperação Novo Rumo, no bairro Arraial Baixo. Conversei muito com o casal Gert Ingo Hausmann e Marina Hostins que administram aquela entidade. Fiquei surpreso com o excelente trabalho que realizam com os abrigados. Hoje a casa possui 22 dependentes que lutam para se recuperarem de algum vício. A casa de recuperação completa 20 anos neste mês e, domingo, haverá um almoço, por adesão, na sua sede. Quem não conhece ainda o local, fica o convite. E a reportagem completa está na página 18 desta edição.

O Brasil que eu quero

A rede Globo está veiculando a série de opiniões dos telespectadores com a pergunta “O Brasil que eu quero”. As respostas que são exibidas através de vídeos vem de várias cidades de nosso Brasil, inclusive já veiculou uma de Gaspar. Na maioria dos vídeos, a população pede mais segurança, educação, saúde e menos corrupção para nossos políticos. Em contrapartida, assisto quase que diariamente os programas eleitorais e os candidatos prometem, mais saúde, educação, segurança e que vão lutar contra a corrupção. Então, parece que há uma sincronia entre o eleitor e o político. No eleitor eu confiou, no político não. E ponto final. Daqui há quatro anos é a mesma lorota. Quem viver, verá.

 

Edição 1868

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.