Lista telefônica

Por Gilberto Schmitt - Jornal Cruzeiro do Vale

Por Gilberto Schmitt

06/10/2017

Ponto ônibus I
Uma vergonha. Esse ponto de ônibus (se é que podemos chamar assim) está na Rodovia Jorge Lacerda, em frente ao Vô Bráulio. Está todo destruído. Não tem mais telhado e a ferrugem come solta. Alô, poder público. Uma manutenção vai muito bem!

Ponto de ônibus II
Falando em ponto de ônibus... um na rua Pedro Schmitt Junior também estava mal na foto. Passei lá esses dias e vi que estava impossível de usá-lo. Não tinha banco nem teto. Só um pedaço de ferro. Infelizmente não estava com a máquina fotográfica no momento para registrar. Voltei nesta quinta para fazer uma foto e seus restos mortais já não estavam mais lá. Não sei o que é pior: ficar sem nada ou ficar com aquele pedaço de ferro.

Dia do ciclista
Todos os vereadores aprovaram a instituição do Dia Municipal do Ciclista em Gaspar. Acho que a ideia é muito boa, porém, nossa cidade não possui ciclovias. Ui, ui, ui. Eu morro e não vejo tudo. E nossas  preces a todos os ciclistas, que fazem malabarismos entre o trânsito caótico de nossa cidade.

Trânsito de são Francisco
Acabamos de comemorar o Dia de São Francisco de Assis e, consequentemente, o Trânsito de São Francisco, que representa a passagem de sua morte para a vida eterna. E nós, aqui em Gaspar, comemoramos o trânsito infernal todos os dias. É fila pra tudo quanto é lado.

Mais uma vez...
O povo gasparense está depositando, mais uma vez, seu voto de confiança no novo gestor do Hospital de Gaspar. Vilson Santin tem uma bagagem de gestão de hospitais enorme e vem com muitas propostas. Esperamos que ele consiga desenterrar o burro que está enterrado em nossa Casa de Saúde. 

Aconteceu em Gaspar
Nossa série ‘Aconteceu em Gaspar’ trás, nesta edição,  o incêndio que atingiu o Banco do Brasil em 1989. A história é contada por Nivaldo Fachini, que trabalhou no banco por 38 anos. Leia a reportagem nas páginas 16 e 17 e saiba quem colocou fogo no banco.

Vandalismo
Uma máquina que prestava serviço para a prefeitura foi deixada no bairro Bela Vista, nas proximidades do Jardim Primavera. Quando os trabalhadores chegaram para trabalhar no outro dia, encontraram o equipamento todo estragado. Sobre esse fato, só tenho uma coisa a dizer: agradeçam pelos vândalos não terem levado a máquina embora. Porque deixaram o equipamento bem na boca do lobo.

 

Edição 1821
 

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.