Lista telefônica

E você? - Jornal Cruzeiro do Vale

O Sul é seu país?

13/10/2017

No último sábado, dia 7, foi realizado um plebiscito informal organizado pelo movimento separatista ‘O Sul é meu país’ sobre a possibilidade se de separar os Estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina do resto do Brasil. Aproximadamente 350 mil pessoas participaram da pesquisa, sendo que mais de 96% demonstraram ser favoráveis à separação.

Não é a primeira vez que foi realizado o plebiscito informal, sendo o seu principal objetivo ampliar a cada votação ainda mais o rol de assinaturas para cada vez mais pressionar a classe política. Embora exista barreiras e dificuldades impostas aos idealizadores, por exemplo, a própria Constituição Federal, há intenção de algum dia se consiga realizar uma consulta formal.

O primeiro passo é colher assinaturas de 1% dos eleitores de cada Estado da Região Sul para que seja apresentado um projeto de Lei em cada uma das três Assembleias Legislativas. Somente em SC há 4,9 milhões de eleitores (1% = 49mil). Ademais, o Plebiscito formal deve ser aprovado por pelo menos 1/3 de qual das casas do Congresso Nacional (Senado ou Câmara), sendo que este é só o início do processo.

O assunto está em alta, vide a Catalunha atualmente reivindicar a sua independência da Espanha.

Os adeptos do movimento defendem que o rompimento com o sistema de Brasília é o melhor caminho, uma nova política. Normalmente, o Presidente da República eleito não é o que obteve mais votos no sul do Brasil. Em Santa Catarina, por exemplo, Aécio Neves venceu com mais de 64% dos votos, contudo, a nível nacional foi derrotado pela Presidente Dilma, esta que sofreu impeachment. Ainda, como pontos favoráveis, apontam que a qualidade de vida é melhor, há menos violência urbana e não precisaríamos sustentar o restante do País, levantando até a bandeira por um novo sistema de tributação. Por fim, se protegem na identidade cultural da região, desde o chimarrão gaúcho, passando pelo litoral e serras catarinenses até as Cataratas do Iguaçu.

Já a corrente contrária alega ser totalmente inconstitucional a tentativa de separação visto que por representar somente 16% do PIB nacional, a região Sul não conseguiria se sustentar sozinha, esbarrando em investimentos e sustentabilidade. Há também a necessidade de se respeitar e fazer cumprir pactos e tratados econômicos internacionais. A região, muito provavelmente, precisaria importar muita matéria prima do Norte e Nordeste, uma nova moeda, uma nova constituinte, um novo governo, coisas extremamente complexas e pelo que se tem conhecimento, sem quaisquer projetos. Por fim, definem o movimento como utópico e sonhador.

E para você, o Sul é seu País?

Resultado da enquete: Na semana passada, abordei na coluna o fato de um homem completamente nu estar cercado por crianças em uma exposição no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Perguntei aos internautas se eles achavam que o fato era arte ou crime. Veja o resultado:

94% acham que se trata de crime
6% acreditam que o fato é arte

 
Edição 1822
 

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.