Lista telefônica

E você? - Jornal Cruzeiro do Vale

Quanto custa andar de carro no Brasil?

11/08/2017

Primeiramente, para dirigir qualquer veículo em solo brasileiro, é necessário emitir a licença para tanto. Ou seja, tirar a CNH. O investimento inicial médio em SC somente para carros é de R$1.400,00. Nos Estados Unidos da América, o serviço custa no máximo 50 dólares (pouco mais de R$150,00).

Com a Carteira de Habilitação em mãos, você precisa de um automóvel para se locomover. Suponhamos que você resolve adquirir um Onix/Chevrolet 1.0 básico: R$40 mil. O veículo é vendido na Argentina por R$25 mil e nos EUA a versão completa é comercializada por R$19 mil. O licenciamento anual do mesmo veículo por aqui ficaria em torno de R$800,00, enquanto no Tio Sam, exatos 36 dólares (+-R$ 120,00).

A bordo do veículo, com toda documentação em mãos, está na hora de abastecer seu possante. Em território brasileiro você pagará aproximadamente R$3,70 por litro de gasolina (qualidade duvidosa). Os países vizinhos, Equador e Bolívia, cobram menos de R$1,60 por litro. Nos EUA, algo em torno de R$2,10. No ranking mundial de preços, o Brasil aparece em 116 º Lugar (ordem crescente). Isso que somos possuidores de uma gigante no ramo: Petrobras.

Por fim, dificilmente você escapará de cometer alguma infração de trânsito, seja por excesso de velocidade, embriaguez ou ultrapassagem em local proibido. O valor de uma multa pode chegar a R$2.934,70, valor proporcional e condizente com a realidade dos brasileiros que recebem a título de salário mínimo R$937,00. Somente em 2016, o SETERB de Blumenau/SC arrecadou R$12 milhões! A finalidade da alta arrecadação seria para inibir o motorista e diminuir o número de acidentes fatais, o que não vem acontecendo.

Entretanto, fique tranquilo! Segundo o CTB (Art. 320), o valor arrecado de multas é destinado para sinalização, engenharia de tráfego, policiamento e educação no trânsito. Ou pelo menos deveria, vide a falta de sinalização e engenharia inoperante (congestionamentos intermináveis). Quanto maior o valor recolhido, maior o número de Rodovias privatizadas, consequentemente mais pedágios e taxas.

Outras opções surgem para quem não pode ostentar um carro na garagem de sua casa: Táxi, Uber, Ônibus, Bicicleta (aproveitando a onda fitness).

E você? Já utiliza algum meio de transporte alternativo?

 

Edição 1813

Comentários

Diogo
11/08/2017 10:20
Comparemos o Brasil de hoje com o Brasil de 1994

1994 1 Real equivale R$ CR$ 2.750,00 (dois mil setecentos e cinquenta cruzeiros reais)
Fiz está comparação para observar que naquela época, com 2750,00 cruzeiros reais, tínhamos mais poder de compra do que com 1 real, e é oque está acontecendo até hoje, entra e sai governo o poder de compra dos brasileiros fica menor a cada dia.
Temos consciência que todos os outros países existem impostos, as vezes até maiores que os do Brasil(duvido), mas o poder de compra da população não caem. A DIVIDA do Brasil não foi a população que fez, e sim os governos incompetentes em administração que elegemos(todos), e qual a SAÍDA para isso? O governo responde:
Aumentar os impostos para poder arrecadar mais e encher os bolsos deles.
A mudança começa a partir de cada um, para que um dia quem sabe, tenhamos um país onde possamos viver com a qualidade que merecemos.

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.