Lista telefônica

A humanização dos animais ou a irracionalidade dos homens? - Jornal Cruzeiro do Vale

A humanização dos animais ou a irracionalidade dos homens?

26/01/2018

Cada vez mais os animais de estimação estão sendo sobrevalorizados, enquanto a espécie humana se autodestrói. Segundo uma pesquisa da CNDL, o brasileiro gasta, em média, com o seu cachorro ou gato doméstico, R$ 200,00 mensais. Além disso, 50% das pessoas costumam comprar o bichinho, sendo que em alguns casos pagam milhares de reais.

De outro lado, fazemos vista grossa no semáforo quando um mendigo bate na janela do carro pedindo uma esmola. Achamos caro pagar um almoço no centro da cidade por R$15, mas não em adquirir um saco de ração por R$50. Reclamamos do preço da água e da energia, mas não de pagar R$30-50 por um banho do cachorro no Pet Shop.

Quem nunca presenciou alguém postar na rede social que encontrou um animalzinho abandonado na rua, o levou para casa, ofertou comida, água, e um banho caprichado!? Quantas vezes ocorreu a mesma situação com um andarilho?

E, por falar em abandono, quem for flagrado maltratando um animal pode ser condenado criminalmente por uma pena de até 4 anos. Em contrapartida, praticar o crime de violência doméstica – lesão corporal – a pena máxima é de 3 anos. Ainda, a mesma pena prevista para o “cafetão” que explora o corpo de uma garota de programa para lucrar.

O que causou mais revolta no Brasil nos últimos tempos: O massacre do Carandiru (111 detentos mortos) ou a invasão ao Instituo Royal que resultou no furto de cachorros, coelhos e camundongos, os quais aguardavam para serem cobaias de testes para remédios e vacinas?

Em Gaspar, um cidadão foi flagrado na primeira semana do ano abandonando o seu cão no meio da rua. Resultado? Centenas de compartilhamentos nas redes sociais. Continuando... em nossa cidade ocorreu o primeiro assassinato, de forma cruel e a sangue frio, resultado? Compartilhamentos contados nos dedos e nenhuma alma viva para protestar na Delegacia ou no Fórum por justiça e segurança pública.

Hoje em dia, há luxuosos hotéis para cães e crematórios para seu animal de estimação. De outro lado, sobra mais espaço nas ruas e viadutos para marginais a espera de um resgate ou oportunidade. Centenas de cães são adotados diariamente, enquanto milhares de crianças aguardam uma família – principalmente pela seletiva rigorosa imposta pelos futuros papais.

O homem sempre falou que o cachorro é o seu melhor amigo, o que será que o mundo canino pensa de nós? A amizade é recíproca ou nos veem como trouxas que pagam suas contas e assumem suas inconsequências?

E você, o que pensa sobre isso?

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.