Lista telefônica

Por Augusto Diegoli - Jornal Cruzeiro do Vale

Por Augusto Diegoli

11/11/2016

Foco da Havan
A Havan adiou a inauguração de uma nova loja em Jundiaí (SP), inicialmente prevista para 2016. Vai ficar para o próximo ano. Com a decisão, a única unidade aberta neste atípico ano da rede varejista de Brusque será a de Praia Grande, também no interior paulista. A direção da empresa garante que projetos de novas lojas voltam com força a partir de janeiro. Sem inaugurações, a Havan investe na melhoria de algumas unidades.

Mercado Financeiro
O dólar teve queda de 1,94% em outubro e acumula perdas de 23,8% neste ano. Encerrou o mês valendo R$ 3,1890. O euro teve queda de 6,3% no mês e tem um saldo negativo no ano de 23,8%. Encerrou outubro valendo R$ 3,4311. O mercado de ações foi mais uma vez a “bola da vez”. No mês de outubro teve valorização de 11,23% e acumula uma alta de 49,7% neste ano. Encerrou o mês com 64.924 pontos.

Plano de Recuperação
A Transportadora Dalçóquio entregou à Justiça de Itajaí o plano de recuperação judicial. O documento formaliza a proposta de pagamento de R$ 130 milhões em dívidas aos credores, com dois anos de carência. Entre outras medidas, o plano apresentado autoriza a Dalçóquio a vender planta industrial, terrenos, imóveis, maquinário e a repassar contratos para recuperar a saúde financeira. Também permite reorganizações societárias como fusões, incorporações e transferência de bens, e permite que a empresa contrate novos financiamentos. Para as dívidas trabalhistas, é proposto parcelamento de 12 vezes, com exceção dos que tiverem sido contratados de junho em diante e que tenham valor de até cinco salários mínimos. Para os demais débitos sujeitos à recuperação, a empresa pede desconto de 60% sobre o valor original da dívida, sem contar os juros. O pagamento é proposto para começar dois anos depois da homologação, com prazo de quitação em 15 a 17 anos, dependendo do credor.

Alívio para cervejarias
A sanção na última semana da lei que altera as regras de adesão ao Simples deve reduzir em 32% a carga tributária das microcervejarias elegíveis ao novo teto do regime tributário que era de R$ 3,6 milhões e passou para R$ 4,8 milhões. A estimativa é da Associação Brasileira da Cerveja Artesanal. Segundo a entidade, 60% das fabricantes de pequeno porte da bebida no país devem migrar para a nova faixa.

Bondinhos
O turismo religioso em Aparecida (SP) recuou. Ao menos é o que se extrai do número de passageiros no bondinho que leva peregrinos até a basílica. Neste ano, o total de passageiros é 14% inferior ao verificado em 2015. O elevado nível dedesemprego e a redução de renda da população explicam a situação. Em compensação, no Unipraias, em Balneário Camboriú, há aumento de 10% na comparação com o desempenho do ano passado. Aí, a razão pode ser o crescimento do turismo interno, porque milhares de brasileiros desistiram de viajar para o exterior.

 

Edição 1776

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.