Lista telefônica

Por Augusto César Diegoli - Jornal Cruzeiro do Vale

Por Augusto César Diegoli

07/08/2017

Evolução das aplicações financeiras
A seguir, damos o resultado das principais aplicações financeiras no mês de julho e o acumulado neste ano (janeiro a julho): Selic +0,80% (acumulado +6,65%), CDI +0,80% (acumulado +6,49%), CDB +0,70% (acumulado +5,54%), Poupança +0,56% (acumulado +4,12%), Ibovespa (Bolsa de Valores) +4,80% (acumulado +9,45%), Dólar comercial -5,92% (acumulado -4,07%), Euro comercial -2,49% (acumulado +8,29%), Ouro -3,65% (acumulado +6,65%) e Inflação pelo IGP-M -0,72% (acumulado -2,65%).

Construindo nova vida
Em longo artigo, o “Miami Herald” diz que os compradores brasileiros voltaram. Mas agora é diferente da invasão de 2010, quando os brasileiros resgataram Miami da maior bolha imobiliária que este país já viu, parte da crise financeira iniciada em 2008. Eles procuravam investir atrás de ofertas de imóveis. Desta vez, muitos estão deixando seu país permanentemente, cansados não só do clima econômico e político, mas da falta de segurança e de estabilidade. Em suma: eles têm pouca esperança em seu país e buscam construir novas vidas na América.

Reforma trabalhista
Construção civil, tecnologia da informação e comércio são algumas áreas que estudam substituir a mão de obra por pessoas jurídicas. A partir de novembro, a reforma trabalhista permitirá que as empresas demitam funcionários para contratá-los como terceirizados ou autônomos, desde que não seja para a mesma função. No entanto, como há quarentena para recontratar como terceirizado, as empresas devem começar a ter autônomos.

Poupança com melhor resultado
Pelo terceiro mês seguido, os brasileiros depositaram mais do que sacaram na poupança. Em julho, a captação líquida (depósitos menos retiradas) somou R$ 2,3 bilhões, segundo o Banco Central. O valor é menor que a captação líquida registrada em junho (R$ 6,1 bilhões). Nos sete primeiros meses do ano, a caderneta de poupança registrou saques líquidos de R$ 9,96 bilhões. Com o início da recessão econômica em 2015, os investidores passaram a retirar dinheiro da caderneta para cobrirem dívidas, num cenário de queda da renda e de necessidades, além de procurar outras aplicações com melhor rendimento.

Cruzeiros
A MSC Cruzeiros já colocou à venda os pacotes para minicruzeiros entre Santos, Balneário Camboriú e Porto Belo. A viagem é a bordo do navio MSC Preziosa, o maior transatlântico a navegar as águas brasileiras e dura três noites. A venda dos pacotes é sinal da confiança do setor na autorização das operações. O processo para formalizar Balneário como destino oficial de cruzeiros já está em fase final na Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). A previsão é que seja concluído nos próximos meses.

Recorde
O Beto Carrero World bateu recorde de público no mês de julho, com um movimento 14% maior do que o mesmo período no ano passado. A aposta no turismo nacional tem dado resultado, e o número de visitantes de outras regiões do país vem numa onda de crescimento. O parque deve superar o faturamento de 2016 que chegou a R$ 211 milhões.

Troféu Onda Verde
A Zen, indústria metalúrgica de Brusque, acaba de receber o Troféu Onda Verde, pois foi uma das vencedoras da 24ª edição do Prêmio Expressão de Ecologia, com o projeto Inovação Tecnológica. A entrega do prêmio ocorreu em Florianópolis, durante o Fórum de Gestão Sustentável, evento que apresenta os projetos ambientais que são destaques no Sul do Brasil. O prêmio é promovido pela Editora Expressão e o Fórum de Gestão Sustentável é um evento patrocinado pelo BRDE com apoio institucional da Fiesc e da Fatma.

Biografia de Walter Orthmann
Dia 17 de janeiro próximo, o ilustre Walter Orthmann quebrará o recorde mundial, e poderá figurar no Guiness World of Records como o mais longo tempo de atividade em uma mesma empresa: 80 anos. Em preparação à data, a Renauxview já está coordenando o lançamento de uma nova biografia do colaborador. Com o objetivo de tornar-se um marco no Brasil e no mundo, a empresa quer registrar a importância do trabalho como fonte de inspiração e longevidade.

Justiça do Trabalho
A assessoria de imprensa do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) informa que está nos planos do órgão que as duas Varas do Trabalho que hoje ocupam um imóvel alugado na avenida das Comunidades sejam transferidas para o prédio em frente à praça Barão de Schneeburg, antigas instalações do Besc. O plano é que todas as Varas do Trabalho do Estado se mudem para imóveis próprios. Isso está previsto para Brusque, mas a reforma do prédio foi suspensa, devido a um grande corte no orçamento do TRT no ano passado.


Altas e quedas na indústria
As vendas da indústria catarinense acumulam queda de 2,3% no primeiro semestre deste ano em comparação com janeiro-junho de 2016, mostra pesquisa da Federação das Indústrias de Santa Catarina. No mesmo período, as horas trabalhadas na produção reduziram-se 1,35% e a massa salarial ficou 2,09% menor. Os setores que aumentaram o faturamento no período foram equipamentos de informática e produtos eletrônicos (+13,2%), produtos alimentícios (+3,9%), celulose e papel (+2,6%) e móveis (+1,4%). Entre os que tiveram desempenho negativo estão os segmentos de borracha e material plástico (-11%), bebidas (-9,8%) e máquinas e equipamentos (-8,7%).

Porto em Balneário
BC Ports é projeto da empresa privada Ports Developed by Shiphandlers, que pretende construir um terminal de embarque e desembarque de turistas integrado ao Parque Unipraias, em Balneário Camboriú. O BC Ports será um porto de entretenimento múltiplo, para oferecer shows. A área escolhida fica em uma bacia protegida. As fundações do empreendimento serão feitas com estacas vazadas para diminuir o impacto ambiental. Haverá dois atracadouros. O porto poderá receber navios de 362 metros de comprimento e calado de 9,3 metros de profundidade. Escritórios de companhias de navegação poderão se instalar, e a intenção também é atrair multinacionais para a cidade.

Parede verde
A técnica dos jardins verticais virou tendência entre os paisagistas, dando um toque único de estilo e sustentabilidade nos ambientes. As chamadas paredes verdes se destacam em fachadas ou até mesmo em paredes antes não utilizadas, dando vida e cor em espaços grandes ou pequenos. Este é um dos diferenciais no paisagismo do Sky Tower, da FG Empreendimentos, que garantiu a revitalização do condomínio ao evitar as ilhas de calor na região onde o edifício está localizado, equilibrando a temperatura do ambiente. Uma parte da parede do hal de entrada do Sky Tower é totalmente coberta por folhagens naturais.

Logística
O projeto de expansão do aeroporto de Navegantes prevê a construção do complexo multimodal Sul, com pátios, armazéns e demais facilidades para a operação em área de 100 mil m2. A concessão será por 25 anos, com investimento de R$ 38 milhões e área concedida de 104 mil m2. O edital deve ser lançado em poucas semanas.

Total de endividados
O percentual de famílias endividadas no país cresceu de 56,4% em junho, para 57,1% em julho deste ano, segundo dados da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, da CNC (Confederação do Comércio). Apesar disso, o total caiu na comparação com o mês de julho de 2016, quando era de 57,7%.

Venda de veículos
A venda de veículos apresentou queda de 4,04% em julho, na comparação com o mês anterior, de acordo com a Fenabrave (Federação de Concessionárias). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a retração foi menor, de 2,15%. Para a entidade, a redução era esperada em função das férias e das incertezas políticas.

Governo corta funcionários
O Ministério do Planejamento divulgou o balanço da reestruturação de cargos públicos implantada na gestão atual do governo federal. Segundo o órgão. Foram extintos 4.184 cargos comissionado, funções de confiança e gratificações. A economia com os cortes é de R$ 193 milhões. Com o fim desses postos de trabalho, a quantidade de cargos comissionados é o menor da administração pública nos últimos 12 anos. O Planejamento afirma que a redução valoriza os servidores efetivos.

Turismo em baixa
O presidente da Embratur esteve no Rio participando de reuniões entre autoridades federais e estaduais. A chiadeira é geral com a queda brusca de turistas nacionais e estrangeiros. O Rio tinha 30 mil leitos, passou para 60 mil com as Olimpíadas e hoje a maioria dos hotéis está sem hóspedes. A taxa de ocupação média geral está entre 20% e 30%. A violência espantou os turistas.

Caos no Rio
Está duro encontrar alguma boa notícia no Estado do Rio de Janeiro. Nesta semana, o governo divulgou dados que confirmaram o que a população já está cansada de saber: a violência aumentou. No primeiro semestre deste ano, foram 3.457 mortes violentas no Estado, 15% a mais em relação ao mesmo período de 2016. Somando tudo, o primeiro semestre deste ano foi o mais violento desde 2009. Essa triste realidade é só um dos aspectos da trama de terror em que o Rio está metido. Anos de gastança sem limite do dinheiro público deixaram o Estado numa pindaíba completa. Não sobrou dinheiro para investir nas coisas básicas, como saúde, educação e segurança.

Uniasselvi Indaial
A Coordenação do Curso de Direito da Uniasselvi de Indaial recepcionou o presidente da Fecema (Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem), juntamente com representantes da Câmara de Mediação e Arbitragem de Timbó (CMATI), para divulgação do VII Secmasc (Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina) que acontece em 22 de setembro na cidade de Brusque. A Fecema e a Cmati marcaram presença em todas as salas de aula do curso de Direito a fim de divulgar os meios alternativos de solução de conflitos.

Curtas CBMAE
Não se pode inserir uma cláusula de arbitragem no contrato e ao mesmo tempo dispor sobre a eleição de foro judicial. Pode-se, assim, proceder desde que esteja perfeitamente esclarecido e delimitado no contrato, que tais questões as partes reportar-se-ão à arbitragem e, para outras, o foro judicial. (Selma Lemes – Arbitrabilidade de Litígios na Propriedade Intelectual).

Empresas querem árbitro privado
Grandes empresas poderão recorrer com maior frequência a árbitros privados para solucionar disputas com seus funcionários, explorando uma brecha aberta pela reforma trabalhista. A arbitragem é um método de solução de conflitos fora do sistema judiciário. No meio empresarial, ela é usada para garantir celeridade e rigor técnico a decisões que envolvem grandes volumes de dinheiro. Com a reforma, trabalhadores com renda superior a duas vezes o teto dos benefícios da Previdência Social, cerca de R$ 11 mil, poderão resolver disputas com seus empregadores em câmaras de arbitragem se concordarem expressamente com isso numa cláusula de seus contratos. Quem tem um contrato regido por arbitragem não pode mudar de ideia e ir à Justiça comum. No Brasil, há um histórico de casos de altos funcionários que já recorreram à arbitragem para resolver discordâncias trabalhistas.

Solução do problema e não só do processo
Não é difícil que o fim do processo dê início a outro conflito, em vez de encerrar o litígio. Em temas sociais sensíveis como o despejo de centenas de famílias ou a preservação do meio ambiente, o juiz deve se questionar se uma decisão sua encerrará o problema. Em caso negativo, deve ter a humildade de reconhecer que o caso transcende seu poder de decisão e deve ser tratado de outra forma, quem sabe a negociação amigável. (Consultor Jurídico).

Como aumentar sua aposentadoria
Os segurados que ficaram um tempo afastado do trabalho e receberam o auxílio-doença devem pedir que esse período seja incluído no cálculo da aposentadoria. Isso antecipa o direito ao benefício e pode aumentar o valor a ser recebido do INSS. Para essa inclusão, é preciso fazer ao menos um recolhimento para a Previdência depois que o auxílio foi cortado ou o segurado teve alta. Mesmo quem teve o auxílio-doença cancelado após passar pelo pente-fino pode entrar nessa regra. Em alguns casos, a inclusão permite que o trabalhador ganhe o 85/95.

Atualize seu cadastro
Os aposentados por invalidez que recebem o benefício há mais de dois anos devem atualizar seus cadastros no INSS para evitar o corte dos pagamentos. Isso porque o governo começará a enviar cartas a esses segurados neste mês de agosto convocando para o pente-fino. Eles terão de passar por uma nova perícia para avaliar se a invalidez persiste. Quem está com endereço errado no cadastro do INSS não receberá a carta e, portanto, poderá ter a aposentadoria cortada. O governo acaba de divulgar uma lista com 55 mil nomes de beneficiários do auxílio-doença que não compareceram à perícia e poderão ter os pagamentos suspensos.

Auxílio-doença direto no INSS
O segurado do INSS que fica temporariamente sem poder trabalhar por causa de uma doença ou acidente tem direito a receber o auxílio-doença pelo período em que ficar incapaz para o trabalho. O benefício é pago após o 15º dia afastado. A duração média de afastamento do trabalhador subiu de 78 dias, em junho de 2015, para 99 dias, neste ano. Cerca de 65% dos auxílios são pagos pelo INSS por até três meses, de acordo com dados do instituto. Para garantir a concessão do auxílio, o segurado deve ir preparado à agência da Previdência e apresentar laudos, exames e atestados que comprovem que seu problema de saúde o impede de trabalhar. A decisão final sobre o benefício caberá ao médico perito.

Indenização
A Gol Linhas Aéreas terá que indenizar um morador de Brusque em R$ 5 mil por danos morais, decidiu a Vara Cível de Brusque, na semana passada. O homem deu entrada no processo após ter se sentido lesado pela companhia aérea, já que seu voo teve um atraso além dos parâmetros considerados aceitáveis. A Gol não conseguiu justificar o atraso do voo, tampouco apresentar qualquer fato que servisse para atenuar sua responsabilidade sobre o problema, fato que foi considerado pelo poder Judiciário como suficiente para imputar à empresa a indenização.

Em sala
O Supremo Tribunal Federal (STF) convalidou definitivamente providência da procuradoria Geral do Estado de SC no sentido de desconsiderar o período de tempo em que o professor ocupou cargo de natureza administrativa, para fins de obtenção de aposentadoria especial. Fez-se justiça para um herói nem sempre valorizado: aquele que atua em sala de aula, da qual a maioria, é preciso dizer, quer fugir.

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.