Lista telefônica

Por Herculano Domício - Jornal Cruzeiro do Vale

Por Herculano Domício

09/01/2017

ILHOTA EM CHAMAS I
O prefeito de Ilhota, Érico de Oliveira, PMDB, demonstrou claramente que não vai se importar com as dúvidas (ou pressões) que cercam os seus e muito menos respeitar as leis, se não estiver mal orientado. Paulo Roberto Drum, PPS, ex-vereador, e homem forte do governo de Ademar Felisky, PMDB, quando cuidou da Defesa Civil, na catástrofe ambiental severa de novembro 2008, não só se tornou secretário de Indústria e Comércio de seu governo (portaria 9/2007), como foi nomeado pela portaria 13/2017, Gestor de Convênios, e com um detalhe, neste caso específico, segundo a mesma portaria, sem remuneração. Ai, ai, ai.

ILHOTA EM CHAMAS II
Espera aí! Para se ocupar cargo público não é preciso se ter lei anterior constituindo o cargo que se permite à nomeação? E este cargo existe na prefeitura de Ilhota? Desde quando? Será que assessoria jurídica desconhece o princípio da legalidade quando se nomeia alguém? Quando se cria um cargo, dá-se as atribuições dele, para que se possa fiscalizar o agente que o está ocupando e se ele está fazendo aquilo que lhe é inerente e obrigação no cargo. Exemplo: o lixeiro possui as atribuições próprias, o motorista as suas, o procurador as dele e assim por diante. Alguém precisa conversar com o prefeito Érico, pois seus amigos antes do que ele possa pensar, vão lhe colocar em frias.

ILHOTA EM CHAMAS III
A eleição da mesa da Câmara pode estar comprometida. A maioria passou como um trator pesado sobre a minoria. E a minoria, injuriada, não se deu por vencida. Tem tudo para melar na Justiça. Estão atrás de atas que se escondem dentro da Câmara e até o fechamento desta edição não havia sido publicada no Diário Oficial dos Municípios. Aliás, o site da Câmara de Ilhota, como relatei no ano passado está atualizado e não recebe qualquer interação de contato. Uma verdadeira caixa preta. E olha que fizeram um Termo de Ajustamento de Conduta como o Ministério Público que cuida da Moralidade Pública para não mais deixar isso acontecer, sob punições. Político é assim: sempre desafiando a transparência, a lógica, as leis, a ética, o Ministério Público e a Justiça.

TRAÍDO I
O DEM de Gaspar foi o noivo traído na despedida de solteiro por seus próprios parceiros antes do casamento. O partido precisa urgentemente se reinventar, sob pena de ficar manso e fazer da fama, um meio de vida. Para lembrar, o DEM é um partido conservador. Nasceu com a Arena na ditadura militar, passou nas primeiras divisões eu originou o atual PP, a ser o PFL que reinou no Nordeste e que aqui em Santa Catarina, foi o feudo dos Bornhausen’s. Desgastado pelo PT que ameaçou aniquilá-lo, o partido ainda tentou se disfarçar na marquetagem. Não deu certo. Todos se espalharam para se salvarem. Alguns ficaram no DEM e uma parte migrou para o PSD, de Gilberto Kassab. Os conservadores Bornhausen’s, por exemplo, até viraram “socialistas”, no PSB. E o DEM catarinense, acabou nas mãos do ex-secretário e deputado Federal, sempre pendurado nas tetas de Brasília, com Paulo Gouveia da Costa. Devido a isso, diminuiu.

TRAÍDO II
Aqui em Gaspar a história não é muito diferente, e longa. O PFL já teve até prefeito, Luiz Fernando Poli e que veio do MDB e acabou no PDT, mas... Resumindo: o que sobrou do DEM ficou com Luiz Nagel, naquela aventura dele para ser vice de Adilson Luiz Schmitt, então no PPS, em 2012, e que resultou naquela lavada histórica de 721 votos. De bom daquela disputa? A eleição a vereadora pela sigla, Andreia Symone Zimmermann Nagel. O DEM, de verdade, não era bem de Nagel. É que Adilson infiltrou os seus – que sobrou do PMDB, do PSB onde esteve e que não queriam o seu PPS. Manteve-os em rédeas curtas. Mas, a personalidade forte de Andreia, fez ela ganhar voo como vereadora e isso incomodou sobremaneira Adilson. Mandou recados, tentou interferir e cada vez a distância aumentava. Eram pontos que se atritavam e se superavam com a paciência moderadora de Nagel.

TRAÍDO III
Pouco transparente, sem partido, desgastado, sem estrutura de votos, sem carisma para enfrentar um novo embate eleitoral, ansioso, desconfortável para quem já foi prefeito e tinha planos políticos ambiciosos, Adilson de verdade nunca parou com as suas maquinações a partir dos relacionamentos e emprego público de Florianópolis. Mesmo fora do jogo, sempre quis comandá-lo mesmo com as peças soltas. Enquanto uns diminuíam os laços (como o deputado Aldo Schneider) outros testavam a nova oportunidade. Adilson, até tentou disfarçar: mandou avisar que entrariam numa hibernação política de quatro anos. Ela durou semanas porque ele é essencialmente um bicho político, apesar de todos os revezes que teve ou construiu. E a cada dia que se aproximou a eleição de outubro do ano passado isso foi ficando cada vez mais claro. Perdeu o jogo, mas deixou a marca no estrago que protagonizou em todos os lados em que atuou.

TRAÍDO IV
Adilson egresso e marcado no PMDB de Gaspar, teve o cargo diminuído em Florianópolis depois das eleições de gerais de 2014, na cota como cabo eleitoral de Aldo Schneider. O deputado teve que fazer escolhas, pressionado pelo partido e gente que fazia o jogo no governo do Estado. Enfraquecido, mas não derrotado como sempre, Adilson se aproximou do PSD, via o gabinete do presidente da Assembleia, Gelson Meríso e assim retomar o seu prestígio e recompensa nos quadros de comissionados do governo do estado. A missão: colocar num mesmo balaio o PSD e o DEM, em Gaspar, ter de volta o comando de Andreia e dar lições ao PMDB, mesmo sob contrariedade familiar. Tudo ia bem, até que Adilson foi surpreendido na imprensa pela filiação de Andreia ao PSDB. O mundo dele desabou, sobraram as cobranças e encontrou culpados para todos os lados. Os Nagel’s viram que estavam no meio de um jogo pesado e dele nada, asseguram, sabiam.

TRAÍDO V
O PSDB sempre foi filhote fraco do PMDB de Gaspar. Parte dele também ficou tonto com a nova filiada e à disposição dela em ser candidata a prefeito. Matreiro e organizado, o PMDB foi logo descontruindo Andreia dentro do próprio PSDB. Coube ao DEM, presidido por Nagel e com um controle mínimo no partido, levar a candidatura de Andreia, exatamente por ser ela egressa do DEM, por que ela tinha mais entusiasmo no desafio do que o próprio PSDB como partido e por ter o DEM dado o vice, Charles Roberto Petry. Sem ajuda regional e estadual, o DEM não aguentou o tranco. E por duas questões simples: o DEM de Santa Catarina não adotou a candidatura de Andreia e principalmente porque o partido em Gaspar ainda é feito de viúvas de Adilson. Na última semana de campanha, quando havia sinais de que Marcelo de Souza Brick, PSD, e Giovânio Borges, PSB, poderiam ter chances, Adilson listou todos os seus do DEM e passou um a um, oferecendo números de pesquisas, cargos no governo do PSD e oportunidades lunáticas para mudar de lado. Mais do que isso, desfiou uma série de defeitos de Luiz e de Andreia. Coisa braba. E ai de quem tinha convicção e tentou desafiar Adilson: teve que se recolher, não pode ir para a rua. Vergonhoso, mas do jogo eleitoral.

TRAÍDO VI
O DEM nacional não é um partido de proa, apesar de algumas marcas como Rodrigo Maia, na Câmara, Ronaldo Caiado, no Senado, ACM Neto, em Salvador. São nomes isolados. Ainda possui o MBL que o adotou, algo que precisa ser melhor avaliado, pois a tendência do Movimento é se tornar um partido ou uma falange liberal depois da reestruturação partidária. A mesma sorte que se joga ao DEM na possível diminuição do número de partidos no Brasil. Em Santa Catarina o DEM é nulo, não possui liderança. No Vale do Itajaí igualmente. Em Gaspar, o DEM está num dilema: o de se reestruturar como partido com identidade própria ou ficar como algo a reboque de interesses de quem já não possui liderança e não consegue se identificar com organizações e partidos, mas possui com interesses próprios. Ou seja, vai continuar com que deve medo e favor a Adilson, vai se tornar um partido de aluguel e composição ou vai criar caminhos próprios? E se resolver se reestruturar, precisa ser rejuvenescido em torno de alguma liderança. Precisa luz própria, com gente liberal ou conservadora e que não esteja a serviço de velhos caciques ou partidos locais com donos, que construíram uma fila de permanente poder, desenhando quem deverá ser coadjuvante onde o DEM, PSDB, PR, PTB, PSC, PV, PDC, PPS, PSB, PCdoB, PRB, PP e outros são enfraquecidos para terem papel secundários.

TRAPICHE

Começaram a discutir como esconder do povo os decretos e portarias que nomeiam e são obrigados por lei serem, serem publicados, pois se trata de coisa pública, com o dinheiro de todos nós. Uma vergonha.

A última resolução (a 81 de 22 de dezembro de 2016) da Câmara que foi publicada no site, trata de duas coisas no aditivo da contratação do aluguel da Câmara: ele passa de R$15.000,00 para R$15.615,30 neste ano e se acrescenta ao total de R$15.870,00 devido ao aluguel de mais uma sala de 20,40m2 contígua e que estava desocupada. A este valor de R$15.870,00 serão acrescidos o IPTU e a taxa de condomínio das partes locadas.

O ex-deputado Federal e ex-presidente do PP catarinense, João Alberto Pizzolatti Júnior, e padrinho do PP de Gaspar ligado ao presidente do Samae, José Hilário Melato, parece que não está mais com essa bola toda nos corredores de Brasília para criar soluções e liberar verbas.

Para ter foro privilegiado na Lava Jato, ele foi levado pelo partido a titular da Secretaria Extraordinária de Articulação Institucional e Promoção de Investimentos do Estado de Roraima, governado por Suely Campos, PP. Há dias troquei Roraima por Rondônia ao citar Pizzolatti e fui corrigido por um leitor atento.

Em tese, Pizzolatti seria o responsável para buscar investimentos para o estado de lá. No final da semana que passou, Roraima foi manchete mundial devido ao massacre de 33 presidiários – quase todos com a cabeça cortadas -, depois dos quase 70 de Manaus.

E esse macabro episódio também rendeu um bate-boca com o governo de Michel Temer, PMDB, enfraquecendo com ele, o desastrado ou mal assessorado, ministro da Justiça, Alexandre de Morais, PSDB. O governo de Suely Campos pulou na jugular e desmentiu Temer, o temerário, mostrando documentos sobre a sonegada ajuda.

Tudo porque, segundo o governo de Roraima, uma das causas do massacre, seria a falta de atenção aos pedidos de ajuda que ela fez governo Federal na área de segurança e foi totalmente ignorada, bem como os de investimentos para construção e melhoria presídios e equipamentos naquele estado.

Mas, as dúvidas não param por aí. Na estrutura de governo que está no site oficial de Roraima, a secretaria Extraordinária de Articulação Institucional e Promoção de Investimentos não aparece. Muito menos o nome de Pizzolatti, como titular, ou de seu “vice”, ou eventual substituto.

Perguntado sobre o assunto Pizzolatti e secretaria, o governo de Roraima ainda não respondeu. A última citação de Pizzolatti no site do governo de lá foi no dia 28 de abril de 2015, quando ele teve que ir na Assembleia dar explicações aos surpreendidos deputados com a sua intempestiva nomeação, de quais seriam as suas funções no governo de Roraima. Esses políticos...

Ilhota em chamas. A secretaria de Educação e a Apae não se entendem. A primeira acha que deve intervir na segunda.

Um atrativo para o caixa: O IPTU de Gaspar pode ser pago à vista com 15% de desconto até o dia 20 de março de 2017. A inflação anual se nada der errado, será de 4,5%. Então um ganho real de 10%. Poucas, aplicações terão esse ganho.

O PMDB e o governo do estado do PSD já enganaram os gasparenses uma vez. A obra de alargamento, retificação e asfaltamento da Rua Leonardo Pedro Schmitt, no Macucos, foi prometida para 16 meses depois da assinatura do contrato em três de abril de 2014.

Perguntei aqui aproveitando a passagem dos deputados Aldo Schneider (estadual) e Rogério Peninha Mendonça (federal) por aqui para fazer proselitismo na imprensa, pois já se passaram o dobro, 32 meses e nada.

O prefeito Kleber Edson Wan Dall, PMDB, se apressou em mandar divulgar que o ato de inauguração está marcado para o dia 18 de março, dia da emancipação de Gaspar. Então vai ter que correr. Acorda, Gaspar!

Começou mal. Segundo um press release, “a prefeitura de Gaspar por Meio da Superintendência da Defesa Civil está realizando, visitas em algumas regiões da cidade para monitorar e vistoriar possíveis danos causados por ocorrências registradas na última semana de 2016”.

O primeiro press release sério para esta área deveria começar assim: depois de oito anos abandonada e dirigida por curiosos, a Defesa Civil de Gaspar vai ser restruturada de forma técnica para orientar e proteger os cidadãos em situação de risco, construindo políticas e ações contínuas para mitigar e preveni-los, ao máximo possível, das exposições decorrentes das catástrofes naturais.

Do jeito que se anunciou, tudo será como antes, com candidatos a heróis, culpas divinas e impotência diante da natureza.

Olhando a Maré interage no twitter. E uma das observações mais retuitadas foi sobre a informação indignada de Mônica Bérgamo, do jornal Folha de S. Paulo, incluindo o vídeo, em que a Polícia em Rondônia usava balas de borracha para conter os presos.

“Matar degolando pode? Reprimir com bala de borracha para que parem a degola não pode? Estranha essa mídia viúva da esquerda do atraso”.

Outra envolvendo a polícia e que prendeu um turista norte americano no Rio de Janeiro por desacato depois dele “imobilizar” e ter dado uma surra num assaltante que disparou a arma contra ele várias vezes e todas, por sorte, terem falhado.

“Não faltou bom senso ao delegado! Ele apenas percebeu que o gringo foi mais eficaz do que ele e aí resolveu defender o bandido”.

Comentários

Herculano
12/01/2017 20:21
COLUNA OLHANDO A MARÉ INÉDITA

A coluna para a edição impressa do jornal Cruzeiro do Vale desta sexta-feira já está rodando no parque gráfico.

Na internet ela estará daqui a pouco no ar
Herculano
12/01/2017 17:58
Ao Doralino

Porque a Câmara está imitando o PT, seu professor.

O presidente da Câmara, Ciro André Quintino, PMDB, ainda não entendeu que ele preside uma instituição e não um grupo de amigos e do partido.

Ciro colocou na assessoria de imprensa, um manipulável e não um profissional de imprensa. O resultado é isto.

Ciro, corre riscos - e ele sabe - e os acentua com as suas escolhas. O tempo será senhor da razão. Acorda, Gaspar!
Doralino da Silva
12/01/2017 16:35
Bom Herculano,

Porque que a câmara de vereadores está fazendo uso do seu site para propagar visitas de deputados ou só de ações de vereadores do PMDB? Não é estranho isto?
Erva Daninha
12/01/2017 15:15
Oi, Herculano

Às10:31hs. Será que teremos MARILUCI, A GRANDE?
Herculano
12/01/2017 13:03
BENEFÍCIO DO INSS PARA QUEM GANHA ACIMA DO SALÁRIO MÍNIMO, SOBE 6,58%

Conteúdo do jornal Agora. Texto de Fernanda Brigatti. Os segurados que recebem um benefício do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) acima do salário mínimo já conseguem saber de quanto será o reajuste deste ano.

A partir do pagamento depositado em fevereiro, eles terão um reajuste de 6,58%, percentual que corresponde ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado de janeiro a dezembro de 2016.

O índice é menor do que foi inicialmente previsto pela gestão Michel Temer (PMDB) no Orçamento para 2017, que era de 7,5%, e bem inferior aos 11,28% pagos no ano passado. Apesar da diferença grande entre o reajuste deste e do ano passado, quem ganha mais de um salário não tem tido aumento real, acima da inflação.

Com o reajuste, um aposentado que ganha R$ 2.000 passa a receber R$ 2.131,60. Os benefícios reajustados começam a cair na conta de aposentados, pensionistas e dos que recebem auxílio com valor acima do piso a partir do dia 1º de fevereiro.

O INPC, divulgado ontem pelo IBGE, também altera o o teto do INSS, que é o valor máximo pago pela Previdência.

O teto aumentará de R$ 5.189,82, válidos em 2016, para R$ 5.531,31.

Na prática, é muito difícil um trabalhador chegar a receber uma aposentadoria igual ao teto, pois é necessário ter um fator previdenciário maior do que 1. O reajuste também altera o desconto da contribuição previdenciária de quem recebe um salário acima do teto. O desconto no salário nesse caso passará de R$ 570,88 para R$ 608,44.

A tabela de descontos do INSS também mudará. Os novos descontos são aplicados nos salários pagos a partir de fevereiro
Herculano
12/01/2017 12:41
DISCURSO DE MERYL STREEP É A CARA DA ESQUERDA CAVIAR: VITIMISMO E HIPOCRISIA MANIPULANDO EMOÇÕES, por Rodrigo Constantino, do Instituto Liberal

Só consegui ver agora o discurso da atriz Meryl Streep no Golden Globes, quando ela detonou o presidente eleito Donald Trump com sua voz embargada de "emoção" (é uma boa atriz, admito). A coisa viralizou, e inúmeros patetas estão caindo na ladainha, ou seja, ficaram tocados com a performance da atriz.

Não há nada mais fácil do que odiar Trump e, com isso, conseguir alguns "likes" na escala politicamente correta. Não é preciso estudar, ter argumentos, conhecer nada, muito menos praticar algum ato louvável: basta odiar Trump que você já é uma boa pessoa, uma alma caridosa e preocupada com as "minorias" e os pobres. O esquerdismo é um atalho para preguiçosos também.

Pois bem: esse texto de Marcelo de Paulos resume muito bem o que ocorreu nesse discurso e por que ele é tão perigoso (mas não tanto quanto a esquerda caviar gostaria, tanto que Trump venceu apesar ?" ou talvez por causa ?" de todo o apoio das celebridades):

Você já deve ter visto o discurso da Meryl Streep no Golden Globes de ontem. Ela faz o que bons atores sabem fazer: mentir para provocar uma emoção.

Ela estava recebendo um daqueles prêmios pela carreira, logo tinha o privilégio de subir com um discurso preparado. E talvez a coisa toda estivesse combinada.

No evento organizado pela imprensa estrangeira do entretenimento, ela começa falando que os três segmentos mais vilanizados da sociedade americana estão ali: Hollywood, estrangeiros e imprensa.

Um minuto para digerir. Ela disse que Hollywood ?" ela e seus colegas que faturam muitos milhões para depois querer "redistribuir" os milhões dos outros ?" é vilanizada. Ok, vamos em frente.

Estrangeiros? Passou uma lista enorme de atores nomeados na noite para demonstrar que "sem os estrangeiros, só restaria o futebol americano e as artes marciais mistas (MMA), que não são as artes!"

Perceberam o truque? Ela quer que o clamor por cumprir as regras que limitam a imigração ILEGAL para os Estados Unidos seja recodificado como "ódio por estrangeiros" ou um desejo de mantê-los fora da América.

Este é o clássico "straw man argument" (o argumento do espantalho): você pega o argumento de quem pensa diferente de você, caricatura em algo muito horroroso e depois fica vociferando contra a caricatura.

Por fim, a imprensa. Ela disse que a imprensa livre precisa "ser vigilante do poder". Pergunta, dona Meryl: onde esteve essa imprensa nos últimos oito anos, a não ser vazando perguntas para a Hillary antes dos debates ou escondendo todos os escândalos, fracassos e tragédias do governo Obama? AGORA a imprensa precisa ser vigilante? Tá bom.

Agora, a parte que mais repercutiu foi a declaração "emocionada" dela contra o deboche que Donald Trump teria feito de um repórter deficiente. Isso é uma mentira perpetuada pelas insistentes repetições.

Um repórter deficiente do New York Times estava cumprindo seu papel de troll com a campanha do Trump quando foi ridicularizado pelo candidato em um comício.

Mas foi exatamente essa forma politicamente incorreta de Donald Trump que fez com que ele quebrasse as amarras de silêncio que a imprensa esquerdista americana sempre impôs aos candidatos republicanos.

Hollywood, imprensa e academia descobriram que não conseguem domar o Trump ?" e isso os deixa furiosos. Os bons atores (Barack Obama entre eles) conseguem ainda fingir que sua motivação é a bondade ingênua. Mesmo quando não conseguem distinguir na sua atuação uma voz embargada de uma afonia.

Nada mais a acrescentar. Se você quer bancar o otário, então basta continuar se encantando com as palavras vazias e a bela retórica dos políticos "progressistas", dos atores engajados e dos "intelectuais" socialistas, os ícones da esquerda caviar que vivem numa bolha estética e conhecem o povo somente como abstração e os pobres e minorias apenas como mascotes para massagens em seus egos inflados.
Herculano
12/01/2017 10:31
da série: o crime organizado pelo PT e a esquerda do atraso que destruiu o Brasil só consegue enganar os analfabetos, ignorantes e desinformados, além de alimentar os fanáticos. Veja as notas a seguir de O Antagonista. São rebatidas com fúria, palavrões e ameaças, os único argumento de quem se diz plural, democrático e dialético. Wake up, Brazil!

ALEXANDRE, O GRANDE

José Eduardo Cardozo, Tarso Genro e Eugênio Aragão assinaram um documento pedindo a Alexandre de Moraes "a grandeza de renunciar ao cargo".

Os três ministros da Justiça do PT serão recordados para sempre pela grandeza de sua defesa da ORCRIM comandada por Lula e Dilma Rousseff.

Depois desse aval, ninguém mais tira Alexandre de Moraes do cargo

JEC, O GRANDE

Brasil 12.01.17 06:17
O Globo perguntou a Alexandre de Moraes:

"O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo disse que preferia morrer a ir para uma prisão brasileira. Também pensa assim?"

Alexandre de Moraes respondeu:

"Eu prefiro não cometer nenhum crime, como fiz minha vida toda, para não ter que ir para a prisão".

"O MAIOR PROBLEMA É A CORRUPÇÃO"

Alexandre de Moraes disse a O Globo que "o maior problema do sistema penitenciário na questão do crime organizado é a corrupção".

E prosseguiu:

"Tem que construir presídio, mas só presídio não resolve. Vamos aparelhar os presídios com scanner, bloqueador de celular, raio-x. Só que temos que capacitar agentes penitenciários, e isso está no plano de segurança, e fazer um combate eficaz à corrupção. O que adianta ter bloqueador de celular e scanner se, na hora de passar no equipamento, houver corrupção?"

Ele está certo, é claro.

Mas o caso da Umanizzare mostra que é preciso combater a corrupção dos agentes penitenciários e, também, dos agentes políticos.

Um depende do outro.

ALEXANDRE AO PT:"FALASSEM MENOS E TRABALHASSEM MAIS"

Alexandre de Moraes reagiu às críticas de petistas em relação à condução da crise carcerária. Ele enviou a seguinte nota a O Antagonista:

"Lamentável que algumas pessoas que exerceram cargos no governo anterior e o PT tentem esconder sua incompetência na gestão da segurança pública e do sistema penitenciário durante 13 anos. Nesse período, opções desastradas, ineficiência na gestão e péssimo uso do dinheiro público criaram as condições negativas para a grave crise que hoje o país sofre. Falassem menos e trabalhassem mais, não teríamos nessa situação."

O PSDB, também por meio de nota, manifestou apoio a Moraes. Disse que os críticos "usam da demagogia" e "silenciam sobre os planos anunciados com destaque em solenidades e que nunca saíram do papel".

"Silenciam sobre os mais de R$ 8,9 bilhões contingenciados do Fundo Penitenciário Nacional e do Fundo Nacional de Segurança. O ministro Alexandre de Moraes enfrenta hoje, com coragem, mais uma herança gerada pela omissão de 14 anos das administrações do PT. A gravidade da situação exige responsabilidade. A sociedade brasileira não aceita mais tamanho oportunismo político."

VANESSA, A GRANDE

O Antagonista disse que Vanessa Grazziotin recebeu um milhão de reais dos donos da Umanizzare.

O Globo, no dia seguinte, corrigiu o número para 1,4 milhão de reais.

O Antagonista, ontem à noite, revelou que ela embolsou, na verdade, 2,9 milhões de reais.

O Globo, hoje, confirmou o valor de 2,9 milhões de reais.

Vanessa Grazziotin soltou uma nota indignada:

"Estou sendo vítima de ataques nas redes sociais (...). Se o objetivo é me intimidar, não conseguirão".

O objetivo de O Antagonista, neste momento, é um só: chegar a um número final.

PS da coluna Olhando a Maré. Republiquei ontem e está abaixo, o artigo que a catarinense Vanessa Grazziotin, senadora militante do PCdoB do Amazonas, onde enganar é mais fácil, escreveu e publicou no jornal Folha de S. Paulo, antes que toda essa farsa fosse esclarecida. Essa gente não tem remédio. Ou ela volta vestir a pelo de cordeiro como fez para ganhar em 2002, ou vai ser difícil retirar o rótulo de incompetente, corrupto, mentiroso e bandido.
Sasi Perere
12/01/2017 08:29
Sr. Herculano

Sou funcionario do Samae, a dança das cadeiras vai longe, ficam Fernanda, porque entende da questão do lixo, Marcelo, da contabilidade e Ana do compras, porque Melato e Kleber não tem na sua equipe gente capacitada, mas arrumando, segundo os seus acéfalos. Portanto ai vem uma renovação e não capacitação. Aguardai-vos.
Herculano
12/01/2017 08:12
ALGUÉM É CONTRA? AS FACÇÕES, OS BANDIDOS, O SISTEMA PRISIONAL MASSIVAMENTE CORRUPTO E A OAB QUE PROTEGE BANDIDO QUE SE DISFARÇA DE OPERADOR DO DIREITO. VISITA DE ADVOGADO DE FACÇÃO DEVERIA SER GRAVADA NAS PRISÕES, DIZ MINISTRO

Conteúdo do jornal Folha de S. Paulo. Texto e entrevista de Gustavo Uribe e Leandro Colon, da sucursal de Brasília.Em meio a uma grave crise no sistema penitenciário, o ministro Alexandre de Moraes (Justiça) defende que a visita de advogados de chefes de facções criminosas a presídios seja monitorada, inclusive por meio de gravações.

"Eu acho que tem de ter o controle desse advogado", disse. "As lideranças são colocadas em um presídio de segurança máxima com bloqueadores de celulares, mas aí você permite visita íntima sem que o Estado possa filmar. Você permite a entrada de advogados, mas, nos outros países, quando ele fala, está sendo gravado", disse.

Moraes negou que o governo tenha demorado a reagir às matanças em presídios de Manaus e Boa Vista. Para ele, é "leviano" afirmar que a solução no sistema prisional será dada rapidamente.

Folha - O presidente Michel Temer demorou três dias para se manifestar sobre o massacre em Manaus, e o sr. apresentou uma iniciativa considerada vaga em termos de medidas concretas...

Alexandre de Moraes - Perdão, mas foi considerada vaga por quem não entende nada, pseudoespecialistas. Alguns nunca viram um criminoso na frente. É muito fácil criticar os outros sem analisar o plano.

Folha - O sr. diz que a situação dos presídios não saiu do controle. Mas ao menos 99 pessoas foram mortas em uma semana.

Moraes - Há no país 650 mil pessoas que estão no sistema penitenciário. Superlotado? Superlotado. Com problemas? Com grandes problemas. Com crise aguda nos Estados do Norte? Sim. Mas temos 650 mil presos que continuam sob a guarda dos respectivos Estados que estão se desdobrando para evitar qualquer problema. Nós temos uma crise aguda gravíssima, não descontrole.

Folha - Mas o governo federal não demorou para reagir?

Moraes - De forma alguma. Há propostas permanentes. O plano nacional de segurança está sendo discutido desde 30 de maio. E não tem nada de vago, é tudo detalhado com previsão orçamentária. Agora, pseudoespecialistas têm preguiça de ler. Há as críticas de sempre, é possível ver que as críticas desses pseudoespecialistas são iguais, sempre. Quem achar que a situação é resolvida imediatamente é extremamente leviano. Não há possibilidade de se resolver em um passe de mágica.

Folha - Por que o governo não consegue enfrentar o principal problema na crise prisional, que é o poder das facções?

Moraes - Esse é um dos problemas, não é o único.

Folha - Mas por que as autoridades geralmente negam a existência delas?

Moraes - Infelizmente, o que se divulga é que o único problema é a facção A ou a facção B. A crise é crônica. Houve um aumento no número de presos e um descaso total com a questão. E aqui não é uma questão ideológica. Pode-se optar por construir mais presídios, um sistema de penas alternativas ou pela junção de ambos. E é o que estamos optando. As gangues se formam porque alguém quer dominar internamente.

O problema é que essas facções internas conseguem se comunicar externamente. E aí vem o segundo grande problema, para mim, o maior: a corrupção. Entra celular, bebida, droga, comunicação.

A corrupção estimula o poder das lideranças. O que estimula o crescimento das facções é a prisão errada. O Brasil prende muito, mas mal. Se alguém pula o muro e subtrai um botijão de gás, é acusado de furto qualificado mediante empreitada com pena privativa de liberdade. E alguém que rouba com fuzil e faz parte de organização criminosa, recebe também pena privativa de liberdade. Os dois vão para a penitenciária.

Na hora que são presos milhares de pequenos traficantes que não fazem parte de organizações criminosas, você coloca soldados nas mãos das lideranças dos presídios.

Folha - Não há também uma negligência externa de combate às facções?

Moraes - Não é uma negligência. No mundo inteiro, o combate ao tráfico de drogas é feito. Você prende e apreende mais drogas e prende as lideranças. Hoje, as grandes lideranças estão presas. O que tem de ser feito de forma mais efetiva é encerrar a comunicação delas com os outros. Aí entra outra coisa que não se discute no Brasil, o país mais negligente na questão de legislação com grandes lideranças. Pode ter visita íntima e pode ter conversa de liderança sem que se grave.

Folha - Então deve ter uma revisão na legislação para chefes de facções?

Moraes - Eu diria uma revisão procedimental, de direito penitenciário. As lideranças são colocadas em um presídio de segurança máxima com bloqueadores de celulares, mas aí você permite visita íntima sem que o Estado possa filmar. Você permite a entrada de advogados, mas, nos outros países, quando ele [advogado] fala, está sendo gravado. Não pode passar isso para fora, o sigilo deve ser garantido.

Folha - O sr. acha que tem que gravar conversa do advogado com os chefes de facção presos?

Moraes - Eu acho que tem de ter o controle desse advogado. Recentemente, foi feita uma operação em São Paulo em que foram presos mais de 20 que não eram advogados.

Uma coisa é o advogado da causa, que está defendendo a pessoa, outra é toda pessoa que se identifica como advogado poder ingressar e conversar. Obviamente que, em São Paulo, eram advogados só de fachada, eram criminosos com carteira de advogados, como a própria OAB disse.

Folha - O Ministério da Justiça irá propor essa alteração?

Moraes - Esse é um dos pontos que vamos conversar com os secretários estaduais [dia 17]. Todas essas alterações, inclusive a implantação do plano de segurança pública, tem de ter o apoio da maioria.

Folha - O PCC começou em um presídio de SP, e os governos do PSDB negaram por muitos anos o crescimento da facção, sendo que hoje ela está presente em todo o país. Houve negligência das gestões tucanas?

Moraes - De forma alguma. Se compararmos as lideranças presas, o sistema penitenciário e a construção de presídios em São Paulo em relação a todo o país, é possível ver que é um modelo que deve ser seguido.

Folha - Mas a sensação é que o poder público continua minimizando a força do PCC no país.

Moraes - Não subestimamos a força de nenhuma facção, mas talvez a imprensa superestime.

Folha - Na última quinta-feira (5), o sr. havia dito que Roraima não havia pedido socorro nos presídios, e depois saiu um ofício provando que tinham pedido. O sr. não caiu em contradição?

Moraes - Não, eu não caí em contradição. Lembrei de um dos pedidos e me esqueci do outro. A governadora [Suely Campos, do PP] esteve no ministério duas ou três vezes. Não tenho problema nenhum em dizer que eu esqueci. O outro pedido foi para agir como agente penitenciário e foi negado, como será negado novamente se for pedido. Porque não está previsto em lei.

Folha - A Força Nacional de Segurança pode se transformar em uma grande moeda de negociação com os Estados?

Moraes - A minha ideia é transformar a Força Nacional em espécie de guarda nacional, como a americana, guardadas as devidas proporções. Como fazer isso? Primeiro, uma medida provisória para possibilitar o alistamento de policiais militares inativos até cinco anos. A ideia é ter uma Força de 7.000 homens neste ano.

Folha - O sr. se sente firme no cargo? As críticas externas preocupam?

Moraes - Críticas devem ser feitas quando são construtivas para balizar a atuação. O meu cargo é de confiança do presidente e, enquanto tiver a confiança dele, e eu tenho, vou continuar trabalhando.
Herculano
12/01/2017 07:46
VENEZUELA PASSA DA RECESSÃO À DEPRESSÃO COM QUEDA DE 10%. MAS EM NOME DA SUPOSTA DEMOCRACIA O DITADOR NICOLÁS MADURO CONTINUA NO GOVERNO, NEGA-SE A NOVO REFERENDO E DESCLASSIFICA O LEGISLATIVO. ESTE MODELO É O PRATICADO PELA EX-PRESIDENTE DILMA, PT E A ESQUERDA DO ATRASO. DO QUE O BRASIL SE LIVROU

Conteúdo da Agência Bloomberg. Texto de Andrew Rosati. Os venezuelanos precisam enfrentar um labirinto de filas para compra produtos básicos, como açúcar ou aspirina. Eles se acostumaram a encontrar as prateleiras das lojas vazias, uma frustração que às vezes acaba instigando saques. A população não precisa de dados econômicos para saber que 2016 foi um ano horrível.

Mesmo assim, quando e se os números forem divulgados, eles provavelmente confirmarão um colapso quase sem precedentes fora de tempos de guerra. O governo interrompeu há tempos a publicação regular dos números do PIB e mantém silêncio desde fevereiro.

Mas a estimativa do Fundo Monetário Internacional, de contração de 10%, transformaria a Venezuela na pior economia do mundo no ano passado --e a taxa está perto da extremidade otimista do espectro. Economistas privados calculam a queda em até 15%.

Após o terceiro e mais duro ano do que agora se qualifica como uma depressão completa, a Venezuela perdeu quase um quinto de sua produção. Sem controle de gastos, o governo foi afetado pelo colapso de 2014 nos preços do petróleo, que drenou os dólares da economia, deixando muitos produtos básicos em falta e elevando a inflação anual a três dígitos.

Enquanto os economistas do país tentam determinar os números, os historiadores venezuelanos não conseguem encontrar paralelos para tal queda, pelo menos desde a Guerra da Independência, há dois séculos.
"Seria possível dizer que essa é uma economia de tempos de guerra", disse José Manuel Puente, economista do Instituto de Estudos Avançados em Administração, de Caracas. "Mas os números da Venezuela deste ano são piores que os de economias em guerra."

Em realidade, alguns países tiveram desempenhos piores nesta década: Síria e Líbia viram suas economias encolherem à metade em meio a guerras civis, segundo o FMI. Mas em 2016 a Venezuela ficou sozinha. O presidente Nicolás Maduro pareceu reconhecer o fato em um de seus primeiros discursos públicos deste ano.

"2016 foi o ano mais duro, difícil e longo que já tivemos", disse Maduro, na segunda-feira.

Para ter um paralelo local, é preciso ir muito além da memória viva, segundo o historiador Tomás Straka.

"Em termos de fenômenos como migração massiva, fome e abandono de casas, isto é comparável apenas com a Guerra da Independência", disse ele. O conflito, que esvaziou cidades inteiras, terminou em 1823. Ele foi liderado por Simón Bolívar; Straka dá aulas na Universidade Católica Andrés Bello, nome de um auxiliar de Bolívar.

'Tudo vindo abaixo'
É claro que a devastação atual tem uma escala menor; contudo, muitos venezuelanos fugiram do país e muitos dos que ficaram passam fome.

Na padaria que administra na região leste da capital, Douglas Palencia, 40 anos, conta que produz a metade da quantidade de pães de 2014. A escassez de trigo é seu maior problema, mas às vezes faltam outros ingredientes também. "Todos os dias parece que falta mais alguma coisa", disse ele. "Estamos cortando constantemente. Está tudo vindo abaixo: quantidade e qualidade."
Herculano
12/01/2017 07:36
da série: se a nomeação de um comissionado é tida como de confiança por quem o nomeia, nomear um adversário que expressa desrespeito público é sinal de burrice e fraqueza, além de mostrar a força do aparelho adversário infiltrado e que zomba do poder de plantão

PREFEITURA DEMITE COORDENADORA QUE CHAMOU ALCKMIN DE "MAFIOSO" E DORIA DE "JONY DOLAR", por Mônica Bérgamo, no jornal Folha de S.Paulo

A Prefeitura de São Paulo demitiu nesta terça-feira (10) a produtora cultural Ana Paula Galvão, recém-nomeada coordenadora do Teatro Paulo Eiró, em Santo Amaro (zona sul). Na época da eleição municipal, ela fez críticas ao prefeito João Doria (PSDB) e ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) em redes sociais.

O desligamento aconteceu depois que a gestão do tucano teve acesso a postagens de Ana Paula publicadas logo após a divulgação do resultado do pleito, em outubro.

Nos textos, a ex-coordenadora repercute acusações de que o tucano cometeu abuso econômico durante sua campanha, pede a anulação da eleição e chama Alckmin, padrinho político de Doria, de "mafioso".

"Amanhã no primeiro horário tem que ter um pedido de impugnação desta eleição. [...] Ao menos para registrar mais este crime do mafioso Geraldo Alckmin contra cidadãos", escreveu em seu perfil no Facebook em 2 de outubro.

A prefeitura considerou a afirmação sobre o governador grave e ofensiva.

Em outro post do mesmo dia, ao comentar o resultado, a gestora nomeou o então prefeito eleito como "Jony Dólar".

Procurado pela coluna, o secretário municipal de Cultura, André Sturm, confirmou o desligamento de Ana Paula. "A nossa gestão não tem exigências partidárias, procuramos as pessoas com melhores qualificações. Mas ela fez acusações de muita gravidade, que inviabilizaram sua permanência", afirmou.

Em nota, a prefeitura justificou a demissão alegando que "Ana Paula Galvão foi exonerada porque seu comportamento nas redes sociais se mostrou inadequado para um funcionário público em cargo de confiança. Dentre os posts ofensivos a autoridades públicas, havia um em que se referia ao governador do Estado de São Paulo como 'chefe de uma máfia'".

Ana Paula, que havia sido nomeada na semana passada para administrar o teatro mantido pela administração municipal, não quis comentar sua dispensa do cargo
Herculano
12/01/2017 07:24
TEMER TERÁ A CHANCE DE VARRER O PT DO GOVERNO, por Cláudio Humberto, na coluna que publicou hoje nos jornais brasileiros

O presidente Michel Temer terá a oportunidade de varrer ainda este ano os petistas que ainda ocupam cargos de confiança, com evidências de que sabotam o governo. Além de cargos de livre provimento, o presidente poderá trocar 15 diretores de nove das dez agências reguladoras. Só não haverá mudança na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), cuja extinção tem sido reivindicada pela sociedade.

DAQUI NINGUÉM ME TIRA
O petista Rodrigo Assumpção está há anos na presidência da Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social).

AMIGO ENROLADO
A atual presidente do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados), Glória Guimarães, é ligada ao ex-ministro Paulo Bernardo.

SABOTADORES
Petistas ocupam até cargos estratégicos, como Regina Filomena, que pulou do Ministério da Justiça para uma gerência da Petrobras.

VAGA EM ABERTO
Além de mudar 15 diretores, Michel Temer poderá preencher uma vaga na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


EM BRASÍLIA, 19 MORTES E NENHUM CLAMOR PÚBLICO
Dados da Policia Civil mostram que nos primeiros dez dias do ano exatas 19 pessoas foram assassinadas em Brasília. Quase duas mortes por dia. Isso sem contar as 29 tentativas de assassinato e cinco de latrocínio. Talvez o fato de não haver presidiários entre as vítimas explique o silêncio da hipocrisia nacional, que ainda chora a morte de assassinos, estupradores e traficantes em Manaus e Boa Vista.

DIA DO BANDIDO
Neste Brasil bandido, há um Estatuto Penitenciário, criado na Câmara, fixando 25 de junho como o Dia do Encarcerado. Já o Dia da Vítima...

MOLEZA PARA CRIMINOSOS
Projeto do petista Domingos Dutra (MA) obrigava nos presídios creme hidratante, shampoo, condicionador de cabelo, chuveiro quente etc.

INVERSÃO DE VALORES
No Brasil "politicamente correto", 19 assassinatos no DF não provocam clamor público, ao contrário de bandidos mortos em guerra de facções.

IGNORÂNCIA NA AVENIDA
A produção brasileira de grãos vai chegar a 215 milhões de toneladas. Cerca de 15,3% a mais que a safra anterior. É o que alimenta o Brasil. E ainda tem escola de samba do Rio falando mal do agronegócio, único setor da economia que só produz boas notícias.

CORTAR OU CORTAR, AS OPÇÕES
É tão simples quanto somar e dividir: para sair do buraco, o governo do Rio de Janeiro precisa reduzir substancialmente o custo da folha de pessoal, que consome 90% de todas as receitas líquidas do Estado.

CRESCE A CONFIANÇA
Pesquisa encomendada pelo Planalto revela o crescimento da confiança: 15 dos maiores bancos avaliam que o governo sobreviverá à operação Lava Jato e que Michel Temer concluirá o mandato.

RECORDAR É VIVER
Dilma Rousseff legou ao Brasil uma taxa básica de juros em 14,25% ao ano. Na campanha, ela acusou adversários de praticarem juros altos. Ontem, o governo Temer baixou a taxa para 13% ao ano.

CALMARIA QUE PREOCUPA
O ex-presidente Lula anda preocupado com a calmaria da Operação Lava Jato, que não realiza nova fase desde dezembro. Ele prevê tempestade: teme a cadeia em novas operações da Polícia Federal.

PERDENDO-SE PELO NOME
O setor de reclamações no aeroporto Dulles, Washington, tem recebido pedidos de brasileiros para retirar o vídeo que os saúda em português. Tudo pelo nome do pobre rapaz que se apresenta no vídeo assim: "Eu sou o Renan, que lhe dá as boas-vindas à capital dos Estados Unidos".

PRIORIDADE ABSOLUTA
O Planalto tem pressa na instalação da comissão especial da Câmara que discutirá a reforma da Previdência. "A ideia é instalá-la ainda no dia 2", garante o líder do governo, André Moura (PSC-SE).

APOIO POTIGUAR
O governador potiguar Robinson Farias determinou ao filho, deputado Fábio Farias (PSD-RN), que vote em Rodrigo Maia para presidente da Câmara, contra o candidato do seu partido Rogério Rosso (DF).

PENSANDO BEM...
...réu em cinco processos e alvo das operações Lava Jato, Zelotes e Janus, Lula continua ameaçando disputar eleição, mas sabe que em 2018 estará preso ou inelegível.
Herculano
12/01/2017 07:11
DECÁLOGO DO RINOCERONTE, por Conrado Hübner Mendes, professor de direito constitucional da Faculdade de Direito da USP, no jornal Folha de S. Paulo

1. Não tolerarás a diferença nem respeitarás o desacordo.

2. Não perguntarás nem fraquejarás diante da pergunta. As respostas são evidentes, as soluções são únicas.

3. Expressarás desprezo pela política e por políticos, mas farás política com máscara de apolítica.

4. Opinarás com fé e convicção. Deixar-se convencer pela opinião contrária é derrota.

5. Não escutarás cientistas, especialistas, jornalistas. Ignorarás contra-argumentos, fatos, pesquisas. Não buscarás saber quem, como, onde e por quê.

6. Contra direitos, falarás em nome de uma entidade mística, abstrata, aritmética, imaginária: Deus, povo, maioria, "homem de bem". Contra direitos, invocarás uma missão civilizatória: fazer justiça, combater o crime e a corrupção, desenvolver a economia.

7. Desfilarás superioridade moral e intelectual, em nome da qual justificarás toda sorte de microagressões, linchamentos físicos e reputacionais.

8. Mostrarás o que é certo e como se faz, nem que seja no grito, no braço ou à bala.

9. Abraçarás slogans esvaziados de significado, fáceis de assimilar: politicamente correto, comunismo, feminismo. Atiçarás emoções primárias do seu público por meio dessas sínteses caricatas do mal.

10. Exigirás que sua particular forma de viver e se relacionar seja oficial. Dirás que essa forma é natural e as outras, desviantes.

No bestiário do primitivismo político brasileiro, entre mulas, raposas e serpentes, o rinoceronte tornou-se hegemônico. Acima, os seus dez mandamentos.

Na famosa peça "O Rinoceronte", Eugène Ionesco narra a resistência do personagem Bérenger diante da gradual transformação de concidadãos num animal que simboliza a desumanização da cidade. "Não se vê um único ser humano, a rua é deles", diz Bérenger.

A alegoria antifascista nos inspira a olhar para o embrutecimento do Brasil e nos ajuda a escutar os ecos da caverna que nos aguarda.

O rinoceronte brasileiro é guardião das mais cínicas falácias políticas em que nos enredamos.

Uma pequena lista: quanto mais armados os cidadãos e a polícia, maior a segurança; quanto mais se prende, mais se previne o crime; quanto mais se proíbe as drogas, mais se promove a saúde pública; quanto mais se corta em políticas de bem-estar, mais o Estado economiza; criminalize-se o direito reprodutivo das mulheres e a vida estará protegida; flexibilizemos regras ambientais e a economia crescerá.

Rinocerontes escondem que o estatuto do desarmamento reduziu as mortes por arma de fogo; o sistema prisional alimenta um crime organizado rico e inteligente; a guerra às drogas é uma das causas do encarceramento em massa, reforça o narcotráfico e a violência; há correlação entre cortes em políticas de bem-estar e aumento dos gastos em segurança; nunca se abortou tanto (nas clínicas privadas de bairro nobre e nas precárias de periferia); a mudança climática ameaça a vida de gerações presentes e futuras e o Estado, sequestrado por poderes econômicos arcaicos, permanece avesso a alternativas tecnológicas.

Rinocerontes não estão apenas nas redes sociais destilando racismo e homofobia, nas estações de metrô espancando homossexuais e quem os defende, praticando chacina contra família de ex-mulher e filho, nas TVs insuflando pânico moral.

Povoam ministérios, parlamentos, tribunais, movimentos sociais; estão dentro de casa. Não são loucos ou psicopatas.

"Os bons sujeitos dão bons rinocerontes", disse outro personagem de Ionesco. Estão coordenados, têm repulsa a direitos e liberdades iguais e lutam contra a possibilidade da democracia. Em nome do bem. Já não basta chamá-los para o diálogo.
Herculano
12/01/2017 07:05
AMANHÃ É DIA DE COLUNA OLHANDO A MARÉ INÉDITA

Sidnei Luis Reinert
12/01/2017 06:40
Maduro chefiou a reunião do Fórum de São Paulo
Na reunião mais de 17 delegações internacionais e partidos de esquerda na América Latina focada


IMPRENSA PRESIDENCIAL
O presidente está na Nicarágua
Por WEB NACIONAL
11 DE JANEIRO DE 2017 16:00
Presidente Nicolas Maduro chefiou a reunião do Comité Executivo do Fórum de São Paulo, que teve lugar quarta-feira na Nicarágua.

Na reunião, realizada em Manágua, Nicarágua, mais de 17 delegações internacionais e partidos de esquerda na América Latina concentrada.

Maduro destacou que este evento veio em um momento muito especial e que inclui o melhor das batalhas do século XX e disse que na América Latina é a esperança do mundo.

Ele defendeu a independência de Porto Rico e da liberdade de Oscar López Rivera e Milagros Salas de Argentina.

Ele também reafirmou o compromisso da Venezuela com as lutas dos povos da América Latina.

http://www.el-nacional.com/noticias/politica/maduro-encabezo-reunion-del-foro-sao-paulo_74914
Sidnei Luis Reinert
12/01/2017 06:32
Venezuela: o controle sob Alimentação de terroristas muçulmanos


A situação na Venezuela está piorando e ficando cada vez mais dramática a um ritmo surpreendente. Na semana passada, o presidente e ditador Nicolás Maduro indicou seu ex-ministro Tareck El Aissami como seu novo vice-presidente. El Aissami é conhecida pelos Estados Unidos Serviços de Inteligência por suas ligações comprovadas com ditadura teocrática islâmica iraniana e para as suas ligações com o grupo terrorista islâmico Hezbollah.

Os serviços de inteligência americanos também sabem que El Aissami desempenha um papel fundamental no esquema de drogas e ao tráfego internacional de armas que foi criado dentro das instituições do Estado venezuelano de Hugo Chávez, com o apoio da ditadura cubana e com a conivência completa do governo de Barack Obama .

Esta mesma semana, o Parlamento venezuelano, com uma maioria constituída por uma oposição social-democrata e conciliador, deposto Nicolás Maduro de sua posição como o presidente. No entanto, corte suprema do país, sob total controle dos comunistas, declarou a nulidade de decisão e emitiu um aviso de que o Parlamento deveria estar extrapolando suas funções constitucionais.

Entretanto, e em meio a este impasse institucional, a situação nacional piorou. Aparentemente, Nicolás Maduro, na prática, removido do exercício real do poder presidência, e aquele que realmente governa o país é o vice-presidente nomeou, Tareck El Aissami. Isto significa que a Venezuela está atualmente sob a tutela de um agente do regime iraniano eo grupo terrorista islâmico Hezbollah. Nas últimas horas, as principais ruas das capitais Caracas foram tomadas pelas forças militares.

Venezuela está passando por um dos momentos mais críticos de sua história: a pobreza, a fome, alimentos generalizada e medicamentos escassez, a violência urbana em níveis alarmantes, perseguição e morte de opositores e ocorrências quase diárias de linchamento. Este é o resultado da tragédia comunista na sua versão latino-americana conhecida como Bolivarianismo , que chegou ao poder no país com o apoio do Foro de São Paulo , o Partido dos Trabalhadores brasileiro PT (e particularmente o ex-presidente Lula) e também por significa o papel importante desempenhado pelo ex-presidente brasileiro, Fernando Henrique Cardoso social-democrata, que fez todos os esforços para dar apoio diplomático ao governo comunista venezuelano. Agora, Venezuela está em perigo de se tornar um Estado sob a tutela do Irã e Hezbollah.

Com informações fornecidas por Emma Sarpentier , ativista e correspondente do jornal brasileiro Crítica Nacional, em Caracas. Versão em Inglês revisto por Alba Cassin de França, proprietário e gerente da Comunicativo Idiomas .

https://criticanacional.wordpress.com/2017/01/11/venezuela-the-power-under-control-of-muslim-terrorists/
Pedro
12/01/2017 05:14
Bem lembrado Heitor

Daqui a pouco vai fechar os servidores nas salas, vai fechar os postos de saúde, vai fechar as creches e quem sabe ele consegue fechar o hospital.....???
Acorda Gaspar!!!
Bebora
11/01/2017 21:26
Sr. Herculano,

Sim Melato, fará uma renovação total e geral, tanto em pessoal (funcionários) como também no jeito de administrar diferente. Com coragem, determinação e objetividade. Tempos novos virão.
antisamae
11/01/2017 20:57
Sr. Herculano,

Vi que o tal Macaco veio do Samae de Gaspat é pau mandado, presenciei conversa entre ele e o ex diretor sr. ELCIO fraco tb, que concordava em disponibilizar Gilberto Goedert pra poliça Civil. Não cumpriu POIS QUEM MANDA E O O PREsIDENTE DA CAMARA CIRO QUINTINO, que quer que sua irmã Beatriz fique por la ate se aposentar, já formalizou o pedido, para depois sim, tocar RH do SAMAE.
Melato, pelo q se sabe pediu ao seu antecessor Elcio, que não exonerasse VARIOS CARGOS comissionados entre os quais Lana, Ana Paula, Marcelo Heisinger, Fernanda Gelat e muitos.
Nao cumpriu o acordado, e em março outros ou todos terão que exercer sua atividades funcionais. Vai faltar salas e espaço para acomodar os apoiadores deste governo medíocre
Herculano
11/01/2017 20:17
BANCO CENTRAL REDUZ TAXA BÁSICA DE JUROS PARA 13% AO ANO

Conteúdo do Congresso em Foco.Pela terceira vez seguida, o Banco Central (BC) baixou os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu hoje (11) a taxa Selic em 0,75 ponto percentual, para 13% ao ano. A decisão surpreendeu os analistas financeiros, que previam o corte de 0,5 ponto percentual.

Com a decisão de hoje, a Selic está no menor nível desde abril de 2015, quando estava em 12,75% ao ano. Mantida em 7,25% ao ano, no menor nível da história, de outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. Somente em outubro do ano passado, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia.

Em comunicado, o Copom informou que a demora na recuperação da economia contribuiu para a autoridade monetária acelerar o corte dos juros. "O conjunto dos indicadores sugere atividade econômica aquém do esperado. A evidência disponível sinaliza que a retomada da atividade econômica deve ser ainda mais demorada e gradual que a antecipada previamente", destacou o texto.

O Copom ressaltou que as incertezas externas ainda não trouxeram efeitos sobre o Brasil e que o comportamento da inflação, que fechou 2016 abaixo das expectativas, favoreceu a redução maior da Selic.
Sidnei Luis Reinert
11/01/2017 19:30
Uma bombinha relógio para os EUA, só Obama bebê chorão faz. No apagar das luzes de seu mandato, manda urânio enriquecido para o Irã, mas para quê, se ele mesmo disse que o acordo nuclear com o Irã, e suspensão do embargo, era porque a energia nuclear deles era para fins pacíficos, para fins pacíficos não precisa de urânio enriquecido.

Obama aprovou dar ao Irã 116 toneladas métricas de urânio como um presente de "obrigado"
Sarah Lee Jan 10, 2017 12:48 pm
Obama aprovou dar ao Irã 116 toneladas métricas de urânio como um presente de "obrigado"

A administração de Barack Obama, com a ajuda do restante dos signatários do P5 + 1 do acordo com o Irã, dotou o Irã de urânio suficiente para fabricar 10 bombas nucleares simples, disse um especialista em armas nucleares na segunda-feira.

http://www.theblaze.com/news/2017/01/10/obama-approved-giving-iran-116-metric-tons-of-uranium-as-a-thank-you-gift/
Herculano
11/01/2017 19:02
LIMPEZA NO SAMAE DE GASPAR

Há dias eu perguntei: o experimentado e entendido em leis, o mais longevo dos vereadores e hoje presidente do Samae, José Hilário Melato estava nomeando os seus e não estava exonerando os comissionados? Criava-se cargos e remunerações duplas.

Só hoje, dia 11, foram publicadas no Diário Oficial dos Municípios - aquele que se escondem na internet e não tem hora para sair - portarias com datas do dia seis, mas com efeitos retroativos ao dia primeiro de janeiro (?). Ai, ai, ai.

Saíram dos cargos comissionados do Samae, JOSÉ LANA Diretor de Faturamento do Serviço; PEDRO SPARDOTTO, Coordenador de Esgotamento Sanitário (como assim? Gaspar não tem um centímetro de coleta de esgoto e nem tratamento sanitário) e JULIUS STORCH NETO, Coordenador
da Estação de Tratamento de Água.

Outra. Na briga política insana de exilar adversários, o Melato, revogou para a partir de hoje, a Portaria
nº 113 de 06 de dezembro de 2016, em que o ex-presidente Élcio Carlos de Oliveira,e colocou à disposição da Polícia Civil do Município de Gaspar, o servidor Gilberto Rodrigo Goedert, ocupante do cargo efetivo de Encanador/Motorista.

É brincadeira. Em um mês, ao menos no papel, o funcionário efetivo foi da e voltou para a autarquia. Acorda, Gaspar!


Herculano
11/01/2017 18:47
AGORA É OFICIAL

Começaram as nomeações na Câmara de Gaspar. Jorge Luiz Matos de Oliveira é o assessor do presidente Ciro André Quintino, PMDB. Já Wilson Pereira Junior é assessor de imprensa da Casa. Ele é jornalista?

Já para ser assessor de gabinete, que são comissionados com curso superior completo foram nomeados com apenase 30 horas semanais

Ana Carolini Deschamps, por indicação do vereador Francisco Solano Anhaia, PMDB;

Elaine Cristina Wandalen, por indicação do
vereador Wilson Luís Lenfers, PSD;

Elizabeth de Souza, por indicação da vereadora
Mariluci Deschamps Rosa, PT;

Manoella Vieira de Souza Santos, por indicação do vereador Cícero Giovane Amaro, PSD;

Patrícia Terezinha Cunhaque Duarte, por indicação do vereador Rui Carlos Deschamps, PT;

Talita Catie de Medeiros, por indicação da vereadora Franciele Daiane Back, PSDB.

Susana da Veiga, por indicação do vereador Evandro Carlos Andrietti, PMDB.

Foram nomeados para serem comissionados como Assessor
Parlamentar, e que exige como grau de escolaridade mínima o nível médio completo, com carga horária de 30 horas semanais

Barbara Constance Corrêa, por indicação do vereador Silvio Cleffi, PSD.

Carlos Francisco Bernardes, , por indicação do Suplente de Vereador investido no mandato, José Ademir Moura, PSC;(é suplente de José Hilário Melato, PP).

Larissa de Cássia Zunino, por indicação do vereador Roberto Procópio de Souza, PDT.
Herculano
11/01/2017 18:25
NOMEAÇÃO EM GASPAR

DEISE ANTUNES DOS SANTOS, para o cargo em comissão de Coordenadora de Serviços, na Secretaria de Obras e Serviços Urbanos.

CONSELHOS COM NOVOS MEMBROS

Para o Conselho Municipal de Educação ?" COMED, gestão 2016/2019: foram nomeados RAQUEL BERNARDES CORRÊA, membro titular da área governamental,Educação Infantil, em substituição à servidora Sanira Cristina Dias; e
CRISTIANE LUCIANO CORRÊA, membro titular da área governamental, Ensino Fundamental, em substituição à servidora Camila Screiber Heckler.

Já no Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do FUNDEB foram nomeadas ZILMA M?"NICA SANSÃO BENEVENUTTI, conselheira, 1º titular, representante do Poder Executivo, Secretaria de Educação, em
substituição ao conselheiro Neivaldo da Silva; e
ROSEMERI MOSER MELATO, conselheira, 2º titular, representante do Poder Executivo, Secretaria de Educação, em substituição à conselheira Simara Emilia Dalcastegné Capistrano.

ERRATA

Como esta coluna tinha observado nos originais publicados, hoje a prefeitura de Gaspar publicou duas erratas de atos públicos (decretos). Mas, tem mais. E o movimento nem começou. Acorda, Gaspar!
Herculano
11/01/2017 18:13
ILHOTA CHAMA

Diferente de Gaspar, onde o Ministério Público já advertiu e nada foi feito até agora, a prefeitura de Ilhota resolveu não enfrentá-lo diante de tantas pressões que vai sofrer. Por isso, está chamando aprovados no concurso público para ocupar vagas de atendentes nos CEIs

Estão na lista SARITA RAQUEL URBAN DA ROCHA, SUELE DE AZEVEDO, CLAUDIA FERNANDA NAZARIO,DANIELA DA SILVA DE JESUS, REGINA MILANI,LUCIANA DAS GRAÇAS S. COSTA, NAIARA FERRETI ALVES, ISABEL CRISTINA SPERBER, DIANDRA TAINARA PAULO, FERNANDA LETICIA DOS SANTOS, ANA PAULA MARTINZ FERREIRA, SILMARA TORMES, MAIARA CRISTINA CESAR, SHEILA DOMIGOS,ELLEN CAROLINE SCHMITZ, ANA CAROLINA SOARES, GEOVANA BONFIM DA FONSECA,
SUSANA REINERT MULLER, MAYARA TAMYRYS LUTZOW,
Herculano
11/01/2017 16:51
PRESOS NÃO VOTAM, por Carlos Chagas, para o Diário do Poder

Depois do choque que atingiu o país inteiro com os massacres nas penitenciárias de Manaus e Boa Vista, vão sendo descobertos antecedentes e consequências daquele horror. Ontem nos referimos às dificuldades de identificação dos assassinos que degolaram e estriparam colegas de cadeia, exceção dos que se deixaram fotografar.

Hoje, outro motivo de indignação: pelas informações de autoridades estaduais, ficamos sabendo que nos últimos dez anos nenhum investimento de vulto foi feito nas cadeias, tanto pelos Estados quanto pela União. Enquanto isso, a população carcerária duplicou, gerando não apenas o acúmulo de presos, mas também a ampliação da influência do crime, dentro e fora das grades.

Quer dizer que desde 2006 o poder público omitiu-se, sem que se construíssem novas cadeias ou se reformassem as velhas.

Quem era presidente da República,naqueles idos? O Lula, primeiro, Dilma depois. Ficaram 13 anos contribuindo para o aumento da criminalidade. Assistiram a multiplicação de grupos de bandidos, muitos em guerra aberta, dominando as cadeias, cobrando mensalidades da massa exposta à corrupção, obrigada a contribuir ou morrer.

Por onde andava o PT, nesses dez anos dos treze em que dirigiu o país? O crime organizado cresceu, desdobrou-se tanto quanto o tráfico de drogas. Da parte do governo dos trabalhadores, nada. Presos não votam. A não ser para escolher os chefes de quadrilha e determinar quem será assassinado.
Herculano
11/01/2017 16:24
A RBS TV BLUMENAU VEIO A GASPAR E PASSOU VERGONHA ONTEM E HOJE

Ontem foi na ponte do Vale. Semanas antes da "inauguração" a RBS veio e garantiu que a ponte estava pronta. Não estava, como o tempo e eu provamos. Depois, na "inauguração", a RBS veio aqui e numa "cabeça" afirmou aos tlespectadores de que a ponte não seria interditada e quem afirmava isso (eu por exemplo dias antes e o Cruzeiro do Vale), criava boato.

Pois é: ontem a RBS esteve de volta aqui e afirmou que a ponte do Vale seria interditada hoje porque não estava pronta. Então? Faltou explicar que fez jornalismo fajuto e contribuiu para os fatos.

Hoje, a RBS mostrou que foi lá no loteamento das Casinhas de Plástico. Constatou que e ex-prefeito Pedro Celso Zuchi, PT, a fez de boba pelo menos três vezes, prometendo aquele posto de saúde. Agradeceu a zombaria, o teatro de que foi um dos personagens.

Aqui sempre afirmei que a RBS fazia aquilo para promoção do prefeito por paga, ou porque o seu jornalismo é perneta, por preguiça ou por ideologia. Passar esse tipo de vergonha, é algo indigno de quem diz ser jornalista ou da prática jornalística. Incrível.

Quer mais para arrematar? Da outra vez que a RBS esteve lá no loteamento das Casinhas de Plástico, mostrou aos telespecdores uns tubos de aço e sinalização que dizia serem materiais para as obras de infraestrutura do loteamento que não tem calçamento, calçada, rede coletora de água e esgotos, mas prometidos pelo PT a cada campanha eleitoral.

Hoje a RBS foi lá e constatou que tudo estava na mesma, menos os materiais que tinham "sumido", mas ignorou esse detalhe (ou foi aplicado no loteamento ou foi retirado).

No dia da exibição da reportagem, escrevi aqui, que isso era preguiça ou má-fé da jornalista ou da RBS. Todos sabiam que aqueles tubos eram da linha de gás que se mudava para a duplicação da BR 470. Sobre barriga, informação para esconder os fatos e aliviar a barra dos políticos enganadores, nada se falou. Nem pediu desculpas aos telespectadores.

E de quem é a culpa? Dos jornalistas (pois foram três diferentes em pelo menos cinco momentos diferentes)? Sim, mas todos possuem produtor e direção de jornalismo que permitiram tudo isso, de forma reiterada. Então é uma prática dirigida, consentida
Herculano
11/01/2017 15:56
INFLAÇÃO: ESQUECENDO JANETE

Conteúdo de O Antagonista. O recuo da inflação para a meta é, também, sinal de que um pouco da herança maldita do lulopetismo está sendo superada. Um exemplo é a energia elétrica.

Em 2015, o forte reajuste das tarifas foi o principal algoz do IPCA, diante da destrambelhada intervenção de Janete [codinome da clandestina Dilma Vana Rousseff quando terrorista] no setor.

Agora, de modo inverso, as tarifas foram as que mais contribuíram para a queda da inflação.

Em números: as tarifas recuaram 10,66% em 2016, o que representou um corte de 0,43 ponto percentual no IPCA. Isoladamente, foi o componente que mais ajudou
Sidnei Luis Reinert
11/01/2017 12:27
Investidores vão denunciar em AGO prejuízos na captação de recursos e rolagem de dívidas da Petrobras


Edição do Alerta Total ?" www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Investidores se mobilizam para fazer cobranças consistentes à diretoria da Petrobras, na próxima Assembleia Geral marcada para o dia 31 de janeiro, no Rio de Janeiro. O principal foco de protesto é que, antes de vender ativos, açodadamente, por preços vis, em momento de crise e com preços deprimidos do barril de petróleo, a petrolífera estatal de economia mista deveria cobrar da sua controladora, a União Federal, a restituição de pelo menos US$ 20 bilhões. O valor devido pode chegar US$ 67 bilhões ?" segundo cálculos de especialistas O dinheiro é referente à revisão do contrato de cessão onerosa do Pré-Sal ocorrida em setembro de 2010.

Investidores criticam o fato de a direção da Petrobras se vangloriar, na mídia, da captação de novos recursos (a juros altos) e alongando a dívida gigantesca. Trata-se de um grande negócio para os espertos compradores dos chamados "junk Bonds" do mercado. Os títulos da Petrobras tiveram uma demanda que foi o dobro da oferta internacional. Especialistas ponderam que os valores de face dos títulos da Petrobras remuneram 6,125% (para cinco anos) e 7,375% (para 10 anos). A média internacional varia de 4 a 4,5% para emissão de debêntures e títulos que vencem em 60 meses. Os confiáveis títulos do Tesouro dos EUA pagam 1,87% a.a (cinco anos) e 2,38% (10 anos)

Especialistas garantem que não tem lógica a Petrobras refinanciar sua dívida a preços estratosféricos, porque a Petrobras é credora da União Federal. A diretoria da empresa celebrou, na segunda-feira, a captação de R$ 4 bilhões no exterior. O dinheiro será usado não para investimentos, mas para recomprar papéis com vencimento até o ano de 2020. Investidores têm até 6 de fevereiro para revender seus títulos à Petrobras. A estatal já refinanciou US$ 14 bilhões em dívidas. A empresa pretende vender US$ 19,5 bilhões em ativos.

Outra reclamação que será formalizada na primeira AGO de 2017 é sobre uma prática viciada do governo da União (controladora da empresa) que manipulava votações para eleger membros do Conselho de Administração e Fiscal da petrolífera. A empresa será novamente denunciada por investidores pelo fato de ter sido conivente com conflitos de interesses e fraudes que usaram, de forma ilegal e nada ética, os votos do BNDES e de fundos de pensão estatais para escolher conselheiros que, falsamente, representariam interesses de investidores minoritários.

Tais denúncias já estão protocoladas na Ouvidoria-Geral da Petrobras, hoje comandada por Mário Vinícius Claussen Spinelli, que oficialmente tem atuação independente dentro do Sistema Petrobras. O Canal Oficial de denúncia envia um código de acesso para que seja acompanhado o andamento da apuração realizada. Além do formulário eletrônico, as denúncias também podem ser feitas por meio do telefone 0800 601 6925, disponível 24 horas por dia, em todos os dias da semana. O organismo funciona na Av. República do Chile, 65 - 11º andar - Sala 1101 - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - CEP 23.031-912. Tem acesso pelo site - https://www.contatoseguro.com.br/petrobras

A Ouvidoria-Geral da petrolífera funciona desde 18 de novembro de 2015: "Trata-se de ferramenta de ambiente seguro e sigiloso, hospedada fora do Sistema Petrobras, por meio do qual qualquer pessoa pode efetuar denúncias relativas a ações ou omissões contrárias à lei ou aos preceitos do Código de Ética do Sistema Petrobras e do Guia de Conduta que possam causar dano à empresa e suas controladas, a seus empregados, colaboradores, acionistas e demais públicos de interesse".

A Ouvidoria-Geral da Petrobras terá muito trabalho porque investidores exigem que sejam apurados indícios de gestão temerária da empresa entre os anos de 2003 e 2014 ?" que agora causam o desmonte da empresa e prejuízos diretos para investidores. Denúncias formais já foram feitas em assembléia gerais e extraordinárias, nos dias 28/04/2011. 23/11/2011, 19/12/2011, 19/03/2012, 18/03 2013 e 02/04/2014. Também pedem que sejam apuradas idênticas denúncias feitas, desde 14/03/2007, à Comissão de Valores Mobiliários. As denúncias mexem com as auditorias da PWC e KPMG.

Resumindo: o bicho pode pegar, porque as mesmas denúncias estão formalizadas na SEC (Securities and Exchange Commission), a poderosa e temida "Xerife" do mercado de capitais nos EUA. A Força Tarefa da Lava Jato recebeu material idêntico. Investidores que tiveram a coragem e honra de formalizar as denúncias, por escrito, com provas e dando a cara para apanhar, esperam que tudo seja apurado com o máximo rigor. Eles reclamam que, até agora, pouca ou nenhuma explicação oficial receberam sobre tantas reclamações...

Alguma novidade no Brasil da Impunidade, exceto para pobre, preto e puta, e onde os consumidores otários pagam pelos combustíveis mais caros do mundo? É mais fácil esperar por uma solução milagrosa para a tal "crise" penitenciária que agora rouba a pauta do desgoverno Michel Temer...
Herculano
11/01/2017 11:25
da série: os meus leitores e leitoras sabiam disso tudo (e ontem comentei mais uma vez: abaixo), antes da inauguração da ponte. Mas, fui ridicularizado mais uma vez pelo políticos. A "imprensa", obsequiosamente, silenciosa, se sabia, omitiu, se não sabia, foi outra vez preguiçosa, e mais uma vez não foi atrás da realidade. Enganou o seu público leitor, ouvinte e telespectador. O que esses professores andam ensinando nas faculdades de jornalismo, além da catequese?

A INTERDIÇÃO DA PONTE DO VALE E A IRRESPONSABILIDADE POLÍTICA, por Alexandre Gonçalves, no Informe Blumenau

O bom do jornalismo é que ele permite conhecer várias posições, a medida que tenhamos interesses. E com isso mudar de opinião.

Recentemente publiquei aqui não achar nada demais a decisão do agora ex-prefeito de Gaspar, alguns dias antes de entregar o mandato, de inaugurar a Ponte do Vale antes de estar totalmente concluída. Celso Zuchi entendeu (e eu também, na versão original) que ele tinha que sair na foto da inauguração, afinal foi em sua administração que a obra foi feita. Na oportunidade, Zuchi garantiu que "faltavam pouca coisas", com interdições parciais e eventuais.

Mas não é bem assim. Nesta terça-feira, 10, o recém empossado prefeito Kleber Wan-Dall (PMDB) reuniu seu colegiado, trouxe o engenheiro da obra e reuniu a imprensa.

Mauro Oliveira, engenheiro da Aterpa, foi o que mais falou. Fez uma apresentação técnica muito clara e objetiva, que até pessoas "normais" como eu e você podemos entender. Explicou o que falta do ponto de vista do serviço da empresa dele, fato que teria sido informado para a administração anterior e para esta.

O que mais me impressionou foi a explicação sobre juntas de dilatação, que precisavam ser finalizadas. Por conta delas, responsáveis por amenizar a vibração no elevado, é que a Ponte do Vale será interditada a partir desta quarta-feira, às 6 horas, por 25 dias.

Tem um monte de outras coisas para fazer, nada de maior complexidade, mas tudo importante. Mas a foto acima mostra como estas juntas de dilatação são importantes.

Quando ouvi a fala do engenheiro, entendi que a liberação do trecho foi uma irresponsabilidade administrativa, para fazer onda política pela gestão de Celso Zuchi.

Admite-se até fazer uma "solenidade de inauguração", para quem quiser comparecer. Agora liberar o que ainda não pode ser liberado ao público está errado, gravemente errado. Ouvi do ex-prefeito que o trânsito não precisaria ser interrompido.

Mas a fala da empresa que fez o serviço vai na contra-mão da versão de Zuchi.

Nem o prefeito Wan-Dall e nem o engenheiro Mauro quiseram polemizar a situação. Mas falaram o que tinham para dizer.

Resumindo. A partir desta quarta-feira, 11, 6 horas, o trânsito na Ponte do Vale estará interditado, por 25 dias.

Menos mal. É uma grande obra, vital, que tem o DNA do ex-prefeito Zuchi, que não precisava ter feito essa.

Demorou cerca de quatro anos, podemos esperar mais 30 dias
Heitor
11/01/2017 10:14
A ponte fechada??? Com o PMDB já era de se esperar, o Adilson quando foi prefeito fechou o hospital, o Roberto Pereira fechou a rádio e o prefeito Kleber fecha a ponte. Agora é só esperar pra ver o que mais vão fechar.
João Barroso
11/01/2017 09:22
Herculano!

Seria interessante os petistas gasparenses darem uma olhadinha no Informe Blumenau do jornalista Alexandre Gonçalves, sobre a PONTE DO VALE. E olha que o Alexandre Gonçalves é petista, ta.
Herculano
11/01/2017 08:24
GRUPO GLOBO INSISTE EM COLOCAR IDEOLOGIA NO LUGAR DE JORNALISMO: O CRIME É DO "ADOLESCENTE", PORRA!, por Rodrigo Constantino, do Instituto Liberal

É cansativo. Não temos mais jornalistas, com raras exceções. O que temos em seu lugar é um bando de militantes com uma visão limitada e ideológica de mundo, que tentam impor aos leitores. As inversões são frequentes demais, a subversão de valores é total, e o resultado é a desinformação.

Em nome do politicamente correto, o sujeito costuma ser ocultado das manchetes quando quem comete crime ou atentado terrorista é muçulmano, ou seja, quase sempre. Já temos inúmeros "caminhões assassinos", um caso que tornou a ficção dos Transformes em realidade na cabeça dessa turma. Se acha que exagero, veja esse trecho de uma notícia de ontem no GLOBO:

OS SOLDADOS QUE ESTAVAM NA ÁREA COMEÇARAM A ATIRAR NO CAMINHÃO. DE PRIMEIRA, ELES NÃO CONSEGUIRAM MATÁ-LO. ELE ENGATOU A MARCHA À RÉ. NESSE MOMENTO OS JOVENS GRITAVAM E OS INSTRUTORES DISSERAM PARA SE ESCONDEREM ATRÁS DAS PAREDES DE PEDRA. DEPOIS QUE O ATACANTE FOI INCAPACITADO, OS PARAMÉDICOS CHEGARAM - CONTOU LEAH SCHREIBER, UMA DAS INSTRUTORAS QUE TESTEMUNHOU O ATAQUE

Pois bem: além de "caminhões assassinos", temos também marginais que se transformam apenas em "adolescentes", mesmo quando cometem o quarto crime no mesmo local, e um proprietário que consegue eliminar o marginal em legítima defesa sendo transformando em? criminoso! Isso mesmo! Vejam essa manchete do G1, do grupo GLOBO:

ADOLESCENTE É MORTO A TIROS QUANDO TENTAVA ASSALTAR A CASA PELA 4ª VEZ NO PI

FOI O SEGUNDO HOMICÍDIO REGISTRADO EM MENOS DE 24 HORAS, NO BAIRRO PORTO ALEGRE. SEGUNDO A PM, O SUSPEITO DO CRIME É O DONO DA CASA,QUE TERIA REAGIDO

Mais um homicídio foi registrado em menos de 24h no bairro Porto Alegre, Zona Sul de Teresina. Desta vez, um adolescente de 16 anos morreu com tiro na nuca na noite no início da noite de segunda-feira (9), quando tentava roubar uma casa, o dono reagiu e atirou contra o menor.

"O dono da casa já tinha ameaçado o adolescente, porque ele já tinha roubado outras três vezes a sua residência. Nessa segunda-feira, o menor teria tentado novamente o crime, quando foi surpreendido pelo proprietário armado, que reagiu e atirou no assaltante", relatou o sargento Raimundo Nonato, da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e ainda chegou a realizar alguns procedimentos ainda no local, mas o adolescente não resistiu e morreu. Conforme o sargento, o menor tem várias passagens pela polícia por roubo e tráfico de drogas. O dono da casa fugiu após o crime e até a manhã desta terça-feira (10) não tinha sido localizado.

Homicídio? Crime? O homem precisa fugir? Só mesmo num país como o Brasil, dominado por essa imprensa "progressista" que trata bandido como "vítima da sociedade" e quem reage ao crime em legítima defesa como bandido. Então o homem deveria simplesmente aceitar ser roubado, permitir o assalto constante do "di menor"? É isso que esses "jornalistas" e "intelectuais" no fundo esperam?

Bom, é nesse país que um turista americano, quando consegue reagir a uma tentativa de assalto e espancar o marginal, acaba preso na delegacia, em vez de receber uma medalha de honra por bravura. Depois ficam todos perplexos com a criminalidade descontrolada, com a ousadia dos bandidos, com a população ordeira totalmente acuada, e sem poder inclusive ter com maior facilidade uma arma para sua defesa.

Os americanos são mesmo muito "otários"! Ainda bem que no Brasil sobra tanta "malandragem", não é mesmo?
Herculano
11/01/2017 07:28
DOUTOR WHATSAPP, Morton Scheinberg,clínico e reumatologista do Hospital Israelita Albert Einstein, é doutor pela Universidade de Boston e professor livre-docente da USP, no jornal Folha de S. Paulo.

Cada vez mais, os pacientes estão lançando mão dessa ferramenta e de outras, como e-mails e mensagens de texto, para receber o atendimento médico. Estão usando posts no Facebook e no Twitter para procurar o profissional.

Na maior parte dos casos, são pacientes que moram na mesma cidade que o especialista procurado, às vezes a poucas quadras de distância do consultório médico.

Há casos em que essa ferramenta pode ser muito útil. Por exemplo, se um paciente está passando mal, procura o médico via mídias sociais e este pode orientá-lo se é ou não o caso de procurar um hospital. Ajuda também a relatar sintomas novos ou reações adversas a tratamento.

É muito comum o paciente mandar foto de lesão e pedir opinião do médico ali mesmo, na mensagem de texto. Como se uma visão simples de uma tela do celular pudesse substituir uma inspeção mais acurada do especialista. O médico responde, o paciente retruca e, em minutos, inicia-se uma consulta virtual.

Ao meu ver, é preferível o paciente procurar o consultório, ou até mesmo falar por telefone para avaliar com o especialista se há a necessidade de uma nova consulta. Isso não pode acontecer via mensagens de texto.

Os abusos desse meio de comunicação podem levar a situações inusitadas, como um paciente que achou por bem enviar uma foto do seu vômito, ou outro que gravou a sua respiração para ilustrar o ritmo.

Sim, devemos usar todo o arsenal tecnológico de que dispomos em prol de um atendimento e tratamento cada vez melhor dos nossos pacientes. Mas temos que ter bom senso e entender até onde essa ferramenta pode ajudar ?"ela não substitui uma consulta.

Já passamos pelo "doutor Google" e agora estamos na fase do "doutor WhatsApp", prática que carece de qualquer tipo de regulação ou desdobramento legal. E como seria feita a cobrança pelos serviços prestados via tais plataformas?

Minha recomendação, nesses casos, seria usar o WhatsApp em casos específicos, e combinar de antemão com o paciente o protocolo adequado para o seu uso.

A consulta ainda é, e será mesmo diante de todos os avanços tecnológicos, a única ferramenta adequada que permitirá ao médico chegar ao diagnóstico e orientar o melhor tratamento. Até mesmo porque os encontros presenciais entre médico e paciente são fundamentais para criar um vínculo de segurança e confiança.

O "doutor WhatsApp" deve ser implementado principalmente com pacientes conhecidos e fotos enviadas quando solicitadas. O modelo de chamadas por vídeo, que apresenta intenso crescimento, somente deveria ser usado em cenários específicos e pontuais.

Diante do avanço desenfreado das novas mídias, cabe ao médico liderar o diálogo e ao paciente discutir face a face com seu profissional de escolha a melhor conduta a ser seguida, evitando que o uso deste valioso recurso seja utilizado de forma inapropriada.
Herculano
11/01/2017 07:22
GOVERNO TEMER ESTÁ PIOR DO QUE O DA DILMA, DIZ PAULINHO DA FORÇA

Conteúdo do jornal O Estado de S. Paulo. Texto de Igor Gadelha, da sucursal de Brasília. Deputado do Solidariedade diz que Câmara 'tem de ter um pouco de independência' e critica a preferência do Planalto, nos bastidores, pela reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ); apoiadores da candidatura de Jovair Arantes (PTB-GO) querem colocar no parlamentar fluminense a pecha de candidato governista.

Apoiadores da candidatura de Jovair Arantes (PTB-GO) à presidência da Câmara dos Deputados querem colocar em Rodrigo Maia (DEM-RJ), que vai disputar a reeleição ao comando da Casa, a pecha de candidato do governo Michel Temer. Dessa forma, apostam que poderão conseguir ainda mais apoio ao parlamentar goiano, que explora o discurso de candidatura independente do Palácio do Planalto.

"Já falei para o Jovair que ele tem é que pedir que o governo diga claramente que apoia o Rodrigo. O governo Temer está pior do que o da Dilma", afirmou o deputado Paulo Pereira da Silva (SP), presidente do Solidariedade, ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado. Apesar da crítica, o parlamentar paulista disse que seu partido vai permanecer no governo Temer, no qual comanda a Secretaria de Desenvolvimento Agrário.

Em discurso durante o lançamento da candidatura de Jovair na tarde desta terça-feira, 10, Paulinho já tinha discursado nessa linha. "A Câmara tem de ter um pouco de independência. Não podemos ter aqui um candidato do Palácio do Planalto", afirmou Paulinho.

Na fala, o deputado disse que a Casa precisa de um presidente que olhe para o que "pensam todos deputados" e não apenas as lideranças dos partidos.
Apesar de ainda não ter lançado oficialmente sua candidatura, Rodrigo Maia articula apoio para ser reconduzido ao comando da Câmara. Oficialmente, o Planalto afirma que não se envolverá na disputa interna da Casa, mas, nos bastidores, tem preferência pela candidatura do deputado do DEM. Além disso, vários ministros do governo Temer estão ajudando o parlamentar fluminense a viabilizar sua candidatura.

Jovair Arantes faz parte do chamado Centrão - bloco informal de cerca de 200 deputados de 13 partidos da base aliada, entre eles PP, PR, PSD, PTB e Solidariedade. Algumas legendas do grupo, porém, devem apoiar a recondução de Maia em troca de cargos na Mesa Diretora, como o PP, PR, PRB e PSD, sigla que tem um candidato à presidência da Câmara - o deputado Rogério Rosso (DF).
Herculano
11/01/2017 07:13
A ESQUERDA TEME A ISLAMOFOBIA, MAS VÍTIMAS DO ATENTADO ESTAVAM NUMA FEIRA CRISTÃ-NATALINA

Conteúdo de o Implicante.Sim, cristofobia existe e, resta evidente, mata.

O mais recente atentado terrorista na Alemanha matou doze pessoas e deixou mais de 50 feridos. As vítimas estavam numa feira natalina na praça Breitscheidplatz, em Berlim. Não foi coincidência. O Estado Islâmico teria pedido ao seus seguidores que levassem o horror a eventos do tipo na Europa.

Mesmo com dezenas de vítimas cristãs, com uma dúzia delas vindo a óbito, a esquerda está nesse momento ocupando as redes sociais com discursos contra a islamofobia.

O Implicante acha que está mais do que na hora de se discutir a cristofobia. Resta evidente que ela não só existe, como mata. E que precisa ser combatida para que vidas inocentes não sejam levadas por preconceito religioso.
Herculano
11/01/2017 07:00
PROTECIONISMO FOI TESTADO E FALHOU MISERAVELMENTE NO BRASIL, por Alexandre Schwartsman, economista, ex-diretor do Banco Central,no jornal Folha de S. Paulo.

Tempos atrás, levantei a hipótese de que a equipe responsável pela (agora órfã) Nova Matriz Econômica fora vacinada contra a realidade. Neste fim de semana, ao ler a coluna de Clóvis Rossi, me convenci de que a vacina existe e está sendo aplicada em larga escala.

Rossi está maravilhado com as iniciativas de Donald Trump no campo econômico, em particular as de caráter protecionista, já que estas poderiam se traduzir em aumento de emprego.

Em que pese um mea-culpa meio fajuto ("confesso que já fui favorável a esse tipo de medida"), no final da coluna Rossi deixa claro que acredita nessa solução e exorta um político (ou mesmo um "outsider") a "fugir da corrente majoritária", já que "o tamanho da crise brasileira pede ousadia e pensar fora da caixa" (anglicismos à parte).

Talvez seja o efeito da vacina, mas essa foi exatamente a política seguida durante o governo Dilma (e parte do governo Lula).

Não faltaram iniciativas protecionistas, como requisitos de conteúdo nacional nas compras da Petrobras, ou imposição de tarifas sobre automóveis importados, ou ainda a nova tentativa (a terceira) de relançar no país a indústria naval.

Segundo relatório da OMC, publicado ao final de 2015, o Brasil havia adotado uma medida protecionista a cada 17 dias em média desde a eclosão da crise financeira de 2008.

Não foi, obviamente, apenas essa faceta da política econômica que nos lançou na atual crise (o descontrole fiscal, também cria da Nova Matriz, fez esse serviço com muita eficiência), mas não restam dúvidas de que: a) o protecionismo foi testado (e não pela primeira vez, diga-se de passagem); e b) falhou miseravelmente, como pungentemente iluminado pelos casos da Sete Brasil e da própria Petrobras.

Isso não deveria ser uma surpresa.

Ainda que proteção possa aumentar (ou preservar) o emprego em uma dada atividade, há efeitos secundários que tipicamente reduzem o bem-estar para a economia como um todo, seja por meio de custos mais altos, seja porque recursos fiscais (que poderiam ser mais bem utilizados para outros fins) acabam sendo direcionados para setores pouco eficientes.

Não bastasse isso, a repugnância nacional à avaliação de políticas públicas acaba por colaborar com a manutenção de programas que deveriam ter sido eliminados décadas atrás (alguém já ouviu falar da Zona Franca de Manaus, ou a vacina antirrealidade atingiu a perfeição?).

Não se trata, como Rossi escreveu, dos riscos (sic) de "cair numa Venezuela", mas da certeza que vem do conhecimento da história econômica recente (e não tão recente) do Brasil.

Em que pesem tentativas de abrir a economia à competição externa, é fato que permanecemos como um dos países mais fechados ao comércio internacional do mundo, mesmo levando em conta nossa dimensão continental.

Já vimos o filme, a reprise, a refilmagem e a série de TV: em todas elas morremos no final.

Não faltou quem pensasse "fora da caixa". A minúscula inserção do país no fluxo de comércio internacional não aconteceu por azar.

Também não foi por acaso que a participação do governo na economia brasileira foge de todos os parâmetros e nos força agora a medidas desesperadas para conter o gasto público.

Um dia irão descobrir que ser ousado no Brasil é pensar "dentro da caixa"
Herculano
11/01/2017 06:54
PT QUER FICAR COM A CHAVE DO COFRE DA CÂMARA, por Cláudio Humberto, na coluna que publicou hoje nos jornais brasileiros

Após comandar o maior escândalo de corrupção da História, o PT articula acordo para apoiar a reeleição de Rodrigo Maia para presidente da Câmara. A exigência do partido é controlar a primeira-secretaria, que administra o orçamento de R$ 5,2 bilhões. Os petistas estão fora da Mesa Diretora desde 2015, quando Dilma deu ouvidos ao então ministro Aloizio Mercadante e fez o PT enfrentar Eduardo Cunha.

MUITO PODEROSA
A primeira-secretaria tem poder: cuida do Orçamento da Câmara, da nomeação dos servidores comissionados, da posse de diretores etc.

SEM AS BOQUINHAS
Com a eleição de Eduardo Cunha, o PT ficou pela primeira vez de fora da Mesa Diretora, desde 2003.

FILA DO DESEMPREGO
O PT também não conseguiu comandar uma só comissão permanente da Câmara, cujos cargos fazem falta à militância hoje desempregada.

MUITAS BOQUINHAS
O gabinete do primeiro-secretário da Câmara acomoda 17 cargos de até R$17 mil mensais, e ainda pode nomear dezenas de outros.

PLANALTO SO AGORA SUSPEITA DE SABOTAGEM PETISTA
Parece que finalmente caiu a ficha: o Palácio do Planalto "desconfia", aliás tardiamente, que o governo Michel Temer tem sido sabotado pelos petistas que continuam exercendo cargos de confiança na administração federal. Havia a suspeita, mas a certeza certamente começa a se consolidar depois do vazamento de todas as senhas que permitem publicar fotos e informações em redes sociais do Planalto.

ADVERTÊNCIA
Políticos que apoiam o presidente Michel Temer estão cansados de advertir sobre riscos da permanência de petistas no governo.

NÃO À 'CAÇA ÀS BRUXAS'
Quando é confrontado sobre o excesso de petistas no governo, Michel Temer sempre alega que sua orientação é evitar a "caça às bruxas".

CINCO MIL BOQUINHAS
Segundo estimativas de deputados do próprio PT, cinco mil petistas continuam ocupando cargos comissionados no governo Temer.

GESTO POSITIVO
Fez bem o presidente Michel Temer ao comparecer no velório de Mário Soares, também muito admirado por brasileiros que vivem em Portugal. É um gesto que restabelece a prioridade nas relações bilaterais.

GROSSERIA
Quando o atual presidente Marcelo Rebelo de Sousa foi empossado, Dilma nem sequer telefonou para cumprimentar, tampouco designou representante. FHC estava por lá e acabou representando o Brasil.

RANKING MALUCO
Em 9º lugar, a TAM (atual Latam) está entre as dez melhores empresas aéreas do mundo, segundo site FlightStats. Parece piada. A Delta, ruim de dar dó, é a 8ª. A excelente Singapoore ficou em 7º e a Emirates nem é citada. Em 1º está a KLM e em 2º a sofrível Ibéria, espanhola.

PRÊMIO NA PF
O diretor da Divisão de Inteligência da Polícia Federal, Sandro Luciano Caron, ganhou um prêmio: será Adido Policial Federal na Embaixada do Brasil em Lisboa. Substituirá Cláudio Ferreira Gomes.

BOTA INFERNO ASTRAL NISSO
A mulher de Eduardo Cunha, Cláudia Cruz, não tem mesmo "corpo fechado". Fraturou o pé no ano passado, após tentativa desastrada de andar de skate. Agora, quebrou a perna em acidente com bicicleta.

SEM CRISE
Quatro consultores do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) jantavam no Ninny, uma cantina na Asa Norte. Pediram duas garrafas de bom vinho e proclamaram: "O Pnud paga!".

É PRECISO MANTER O FOCO
A classe política não deve perder o foco, aprovando medidas urgentes para recuperar a economia. "Nosso País precisa sair do fundo do poço. Não podemos continuar desperdiçando tempo", adverte o presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, José Carlos Lyra de Andrade.

ESCRUTÍNIO
É intensa a disputa, no PMDB, pela vice-presidência da Câmara. O deputado José Priante (PA) faz campanha nos bastidores e mostra confiança. Já Lúcio Vieira Lima (BA) pede voto pelas redes sociais.

PENSANDO BEM...
...ainda ocupando boquinhas no governo Temer, petistas não estão entre os 12 milhões de desempregados produzidos pelo governo desastroso de Dilma (PT).
Sidnei Luis Reinert
11/01/2017 06:40
O governo de Obama deu ao Irã US $ 700 milhões por mês desde que o acordo de armas nucleares foi assinado, totalizando mais de US $ 10 bilhões
10 DE JANEIRO DE 2017 12:07 PMPOR ROBERT SPENCER 20 COMENTÁRIOS

"Quem, devido lealdade aos Estados Unidos, impuser-lhes guerra ou aderir a seus inimigos, dando-lhes ajuda e conforto dentro dos Estados Unidos ou em outro lugar, é culpado de traição e sofrerá a morte ou será preso pelo menos cinco anos E multado sob este título, mas não inferior a US $ 10.000; E será incapaz de exercer qualquer cargo sob os Estados Unidos. "

Deveria haver uma investigação sobre se as ações de Obama em relação ao Irã, onde os mulás ordenaram ao povo que cantem "Morte aos Estados Unidos" nas mesquitas todas as sextas-feiras, constituem traição.

Este dinheiro vai pagar por uma grande dose de terror jihad.



"O Irã: US rendido mais de US $ 10 bilhões em ouro, dinheiro, Assets", de Adam Kredo, Washington gratuito Beacon , 09 de janeiro de 2017:

A administração Obama pagou ao Irã mais de US $ 10 bilhões em ouro, dinheiro e outros ativos desde 2013, de acordo com autoridades iranianas, que revelaram que a Casa Branca intencionalmente deflacionou o valor total pago à República Islâmica.

Funcionários iranianos na semana passada confirmaram que a quantia total de dinheiro pago ao Irã nos últimos quatro anos é de mais de US $ 10 bilhões, um valor que vai contra as estimativas oficiais fornecidas pela Casa Branca.

A última divulgação do Irã, que combina com as reivindicações anteriores sobre o governo Obama, ofuscando detalhes sobre suas transferências de dinheiro para o Irã - incluindo um pagamento em dinheiro de US $ 1,7 bilhão incluído em um resgate aos americanos livres - Economia do Irã e preservar o acordo nuclear do Irã.

O porta-voz do Ministério do Exterior iraniano Bahram Ghasemi confirmou na semana passada um relatório recente do Wall Street Journal detalhando cerca de US $ 10 bilhões em dinheiro e bens fornecidos ao Irã desde 2013, quando a administração estava envolvido na diplomacia sensível com Teerã destinada a assegurar o acordo nuclear.

Ghasemi revelou que a cifra de US $ 10 bilhões apenas arranha a superfície do montante total dado ao Irã pelos Estados Unidos nos últimos anos.

"Eu não vou falar sobre a quantidade exacta," Ghasemi foi citado como tendo dito em relatórios língua persa independentemente traduzido para o Washington gratuito Beacon .

A cifra de US $ 10 bilhões é realmente uma estimativa "mesquinha", afirmou Ghasemi, acrescentando que uma combinação de dinheiro, ouro e outros ativos foi enviada por Washington ao Banco Central do Irã e posteriormente "gastada".

"Este relatório é verdade, mas o valor foi maior", disse Ghassemi.

"Após a conferência de Genebra eo acordo resultante, foi decidido que US $ 700 milhões de dólares seriam dispensados ??por mês" pelos EUA, de acordo com Ghassemi. "Além dos fundos de caixa que recebemos, nós [também] recebemos nossas entregas em ouro, lingotes e outras coisas".

Peritos regionais que falaram com o Beacon gratuito sobre essas divulgações disse que o número 10000000000 $ oferecido pela administração Obama deve ser visto "como uma estimativa conservadora para o que o Irã foi pago para ficar à mesa e negociar." <...

https://www.jihadwatch.org/2017/01/obama-administration-has-given-iran-700-million-each-month-since-nuke-deal-signed-totaling-over-10-billion
Apolo
10/01/2017 22:05
Boa prezado Herculano,

Eu sempre afirmei nas rodas de amigos, que voce não mudaria sua linha de conduta, com os politicos e assim tem sido. Parabéns.g

Fecharam a ponte para executar menos 5% para concluir a obra e para isto vão demorar 25 e com o dinheiro em conta.
Suponhamos que este prefeito fosse fazer a ponte Dorval Pamplona, com base na demora para fazer este reparos, levaria nada mais, nada menos do 12 anos para concluí-la.
Herculano
10/01/2017 20:33
ALGUÉM TEM DÚVIDAS DE QUE OS POLÍTICOS ESTÃO ENVOLVIDOS COM BANDIDOS,NARCOTRAFICANTES, PODER E MISÉRIA? JORNAL O ESTADO DE S. PAULO FAZ ESTA MANCHETE

SENADOR ACUSA GOVERNADOR DO AMAZONAS DE ACORDO COM O FDN PARA GARANTIR ELEIÇÃO

O texto é de Ricardo Brito.O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) acusou o governador do Amazonas, José Melo (Pros), de ter feito um acordo com a facção Família do Norte (FDN) para garantir sua eleição. Segundo ele, o grupo teria prometido dar 100 mil votos para Melo em troca de uma espécie de "liberdade condicionada", nas palavras dele, nos presídios em Amazonas.

Para Braga, o "escândalo" da morte de 60 presos em penitenciárias no Estado - que teriam sido realizados por integrantes da FDN - era esperado. "Isso é uma tragédia anunciada, em 2014 nós denunciamos o acordo do governo com a facção", disse o senador, em entrevista exclusiva ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

O parlamentar disse esperar que as autoridades do Judiciário tomem providências, uma vez que, disse, Melo está cassado pela Justiça Eleitoral, mas se mantém no cargo por meio de uma liminar. Se Melo perder o cargo por decisão do judicial, Braga - que ficou em segundo na disputa - assumiria. O senador já governou o Estado por dois mandatos.

Questionado se o governo federal deveria ter ajudado o governo estadual na crise penitenciária, Braga disse que o Estado não pediu inicialmente reforço federal. Para ele, a gestão prisional no Amazonas é culpa somente do governo local. Nesta terça-feira, 10, a Força Nacional começou a chegar a Manaus para ajudar na segurança pública no Estado. Amazonas é um dos sete Estados que pediram ajuda para reforçar a segurança do sistema penitenciário local.

Para o senador, a tragédia é "muito maior" do que os 60 presos mortos nas rebeliões do Estado. Ele lembrou que há ainda mais de uma centena de foragidos e que teria havido o crescimento na violência pública no Estado.

GOVERNADOR DO AMAZONAS REBATE BRAGA
O governador do Amazonas, José Melo, rebateu nesta terça, em nota oficial, as acusações feitas pelo senador Eduardo Braga (PMDB-AM) segundo as quais ele teria feito um acordo com a facção Família do Norte (FDN) em troca de garantir sua eleição.

"O governador José Melo repudia a tentativa do senador Eduardo Braga, derrotado nas urnas na última eleição para o Governo do Amazonas, de buscar promoção política em cima dos problemas registrados no sistema prisional em Manaus. As acusações são mentirosas e as ilações feitas pelo senador são irresponsáveis e também criminosas. Refletem a postura política de quem aposta na adoção em uma linha de oposição desqualificada contra o governo, baseada na proliferação de boatos, em afirmações mentirosas e na torcida pelo 'quanto pior, melhor'", afirmou a Secretaria de Comunicação Social do Estado.

A manifestação disse que o governador também repudia a tentativa de associá-lo a "supostas negociações" com criminosos ou de ter usado forças policiais durante as eleições de 2014. Segundo a nota, o processo está em fase de instrução e os advogados que fazem a defesa do governador ressaltam que em nenhuma das acusações há qualquer comprovação de veracidade nas denúncias. "A assessoria jurídica reforça que, nas próprias conversas mencionadas, os diálogos são claros no sentido de que não houve qualquer tipo de acerto em troca de apoio.

Todas as palavras relacionadas à campanha foram proferidas pelo detento, sem que tenha havido qualquer contrapartida do interlocutor, no caso o major Carliomar Brandão", explicou.

Carliomar era subsecretário de Justiça do governo de Melo quando, em outubro de 2014, veio a público uma gravação, que chegou a ser publicada pela revista Veja. Nesse áudio, ele teria ido a um presídio reunir-se com presos para, em troca de supostas regalias, receber apoio de um líder da FDN à eleição dele.

"É importante relembrar que, quando as denúncias foram feitas, o major citado foi afastado do cargo que ocupava na direção do sistema penitenciário. Ressalta-se, ainda, que as denúncias não foram comprovadas e ainda não houve julgamento do caso, o que, portanto, não impede que o major exerça qualquer cargo público", frisou.

A nota destacou ainda que, nos dois turnos para eleição ao governo estadual em 2014, "o candidato Eduardo Braga (PMDB) teve mais votos que todos os demais candidatos do pleito nos colégios eleitorais dos presídios do Estado, segundo a apuração oficial do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas".

Na nota, o governador do Amazonas disse ter solicitado apoio da Força Nacional de Segurança Pública ao Ministério da Justiça no último domingo, 8 de janeiro. O ofício com o pedido foi encaminhado ao ministro Alexandre de Moraes e ressalta que o reforço de pessoal e equipamentos é fundamental para auxiliar o Estado a enfrentar a crise no sistema penitenciário. Entre outras providências, é dito que uma força-tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP) está em curso na capital, com policiais civis e militares trabalhando dobrado para garantir a segurança nas ruas e o controle da situação nos presídios.
Herculano
10/01/2017 20:23
CÁRMEN LÚCIA VIRA "EXECUTIVA" À FRENTE DO SUPREMO, por Vera Magalhães, para o jornal O Estado de S. Paulo

As duas liminares concedidas pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, impedindo o bloqueio de recursos do Rio de Janeiro pelo não-cumprimento de obrigações do Estado forçaram o governo a reabrir a negociação direta com o governo Pezão e, de quebra, colocaram o Supremo no papel de avalista de um eventual acordo.
A decisão de Cármen Lúcia não foi bem recebida pela Fazenda, que considera que há uma intervenção indevida do Judiciário num assunto que concerne apenas e tão somente à relação entre governo federal e as unidades federativas.

Mais: a equipe econômica teme que a ingerência do STF na negociação do ajuste fiscal do Rio abra um precedente que leve outros Estados em situação falimentar a bater às portas do Judiciário querendo, primeiro, preservar recursos passíveis de arresto, e, depois, ter alguma negociação bilateral com a União avalizada pelo Judiciário.

Tanto esse caso quanto a participação mais proativa na crise dos presídios mostram um perfil diferente do comando do STF sob Cármen Lúcia: a ministra age, antes, como uma executiva no comando do Judiciário.
Antes mesmo de as demandas baterem à porta do tribunal, na forma de ação, a ministra tem se antecipado e procurado ser parte na dissolução dos conflitos. Se por um lado isso é positivo, pois mostra a disposição dela e do governo ao diálogo, pode facilmente resvalar para a intromissão de um Poder no outro, se não forem tomados cuidados.

Essa confusão de prerrogativas já esteve muito evidente em episódios recentes entre o Supremo e o Congresso, seja na anulação da votação das dez medidas de combate à corrupção ou nas decisões de afastar Eduardo Cunha, antes, e manter Renan Calheiros no comando da Câmara e do Senado, respectivamente.

Cármen Lúcia definiu a questão do equilíbrio federativo como preocupação de seu mandato logo no início, quando chamou os governadores para uma conversa. Isso encontra justificativa na pauta do próprio Supremo: as demandas dos Estados ocupam boa parte das discussões na corte.
Da mesma forma, a crise dos presídios tem um aspecto que concerne ao Judiciário, por meio do CNJ.

Portanto é salutar que a presidente do Supremo esteja atenta e seja rápida ao atuar nessas questões. No que tange aos acordos da dívida, no entanto, seria prudente uma postura mais afastada, ainda mais porque, em caso de litígio entre a União e os Estados, caberá ao tribunal dar a última palavra. E isso não combina com mediação.
Herculano
10/01/2017 17:18
VIDA CURTA? OU COMEÇOU A DANCINHA

O primeiro comissionado nomeado e já exonerado pelo prefeito de Gaspar Kleber Edson Wan Dall, PMDB, durou dois dias.

O servidor WALTER VOGELBACHER, foi exonerado do cargo em comissão de Coordenador de Serviços, o qual foi nomeado pelo Decreto nº 7.285, de 03 de janeiro de 2017, a partir de 05 de janeiro de 2017.

NO SAMAE, JOSÉ HILÁRIO MELATO, COMEÇOU A DEGOLAR

Como não fez isso no primeiro dia, como só foi publicado hoje a portaria seis de 2017, de seis de janeiro, o presidente do Samae pede que ela seja retroativa ao dia primeiro de janeiro. Será que pode?

E o que ela diz? Fica exonerado a partir do dia 01 de janeiro de 2017, o servidor FRANCISCO LUIZ GOEDERT, do cargo em comissão de Chefe de Captação e Manutenção do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto ?"
SAMAE,"Esta Portaria tem efeito retroativo a partir de 01/01/2017", insiste.
Daniel
10/01/2017 16:38
ponte do vale interditada 25 dias para uma obra de 45 dias? iiii....sei não...não assustem, pô..o que será agora???
Herculano
10/01/2017 16:36
A PONTE VAI FECHAR. MAS QUEM LEU A COLUNA EM SEUS VÁRIOS ARTIGOS SOBRE ESSE ASSUNTO SABIA DISSO HÁ MUITO TEMPO. A IMPRENSA DE GASPAR E DO VALE ESCONDEU O IMPROVISO, OS PERIGOS E AS MENTIRAS DA PROPAGANDA ENGANOSA. ESTOU DE ALMA LAVADA? NÃO. ESTOU ENVERGONHADO.

Há dois tipos de pragas que infestam as redações hoje em dia: os preguiçosos (por incapacidade profissional ou atrelamento comercial) e os ativistas ideológicos. Todos os dois tipos, formados em universidades, com os mesmos vieses - traem o seu principal cliente de seus negócios e razão da profissão: o leitor, o ouvinte, o telespectador. O cliente é enganado e às vezes, até paga para ter uma informação confiável e recebe bosta.

O Cruzeiro do Vale até fez manchete dizendo que a ponte do Vale seria inaugurada e interditada. Eu antes já tinha escrito sobre isso. Mas, a toda poderosa RBS TV de Blumenau, veio aqui no dia da "inauguração", e já reportei isso, afirmando, repito afirmando, que essa informação de uma futura interdição, foi um boato espalhado por gente mal informada ou afeita a colocar lenha na fogueira contra o PT, o prefeito Pedro Celso Zuchi e mais um monte que passou oito anos se estabelecendo na propaganda enganosa para os analfabetos, ignorantes e desinformados, e assim alimentar os fanáticos.

Mas quem disse, depois da coluna ter informado sobre isso, ou seja, de que a ponte do Vale seria inaugurada e interditada? A própria prefeitura de Zuchi, do PT. Ela num press release, colocou no site oficial e a RBS não quis lê-lo, bem como o resto da imprensa.

Relatei isso. A RBS ficou calada, ou seja, está conivente com a mentira, a propaganda, ou com um trabalho jornalístico sem apuração - e a culpa não é apenas da repórter, mas do produtor e editor seus superiores. A RBS - e outros - escondeu dos seus leitores, ouvintes e telespectadores de que o que se entregou à comunidade estava inacabada, representa va um perigo e onerava ainda mais os combalidos cofres públicos

Quem mais disse que poderia inaugurar a ponte, mas ela não estava pronta para o uso? A própria empreiteira Artepa Martins quando oficiou isso à prefeitura, para se resguardar de prejuízos e responsabilidades. Eu relatei isso. Então o prefeito e sua equipe foram temerários e assumiram riscos de acidentes. E a imprensa quieta.Não só quieta, foi às férias. Eu não.

Agora essa mesma imprensa - a que escondeu ou tentou desmentir o que a própria prefeitura anunciou e recuou - faz manchete do fechamento da ponte do Vale e de todas as coisas que estão nela pela metade, as quais causam prejuízos à obra e aos que passam por ela.

Mas, estava tudo disponível aos olhos de qualquer se não fossem cegos e passasse por lá. E se não fossem preguiçosos, podiam ter checado o que escrevi e lançado questionamentos a técnicos. Mas, a imprensa da preguiça ou a ideológica, preferiu me desmoralizar, desacreditar o Cruzeiro do Vale, ou ficar quieta com as migalhas que recebeu ou devia de favor ao PT, a Décio, a Ana Paula, a Zuchi, ou a esquerda do atraso. Vergonhoso.

Entenderam a razão pela qual a coluna é a mais acessada e lida? Não se trata de perseguição. Mas, da tal vigilância óbvia e que os políticos adversários não fazem aos atos e dinheiro público ao poder de plantão. Não fazem por incompetência, conivência e até por medo. A imprensa afeita à preguiça ou ideológica, trata de salvar o seu em meio a essa mediocridade toda. Prefere ficar desacreditada e mendiga dos poderosos. É por isso, que o Brasil está quebrado.

Só falta agora dizer que se trata de revanche do PMDB contra o PT. O Ministério Público está de olho no que foi feito, dito e irresponsavelmente liberado. Acorda, Gaspar!
Casinha de Plástico
10/01/2017 13:51
Herculano;

Trapiche - dia 02/01/2017

"Melato mudou a estrutura de comando do SAMAE...
Uma pergunta: antes de nomear não é preciso exonerar?"

Diz que quem manda lá é um macaco velho KKKKK...
Velho eu já sabia. A novidade é o macaco.
Ana Amélia que não é Lemos
10/01/2017 13:41
Sr. Herculano:

Segundo Lauro Jardim (às 20:28Hs.), diz que Temer larga tudo e viaja deixando o país em meio à uma torrente de problemas.
Esta barda ele herdou da Dilma e do Lula.
A cada crise, a "crise" viajava.
Mariazinha Beata
10/01/2017 13:29
Seu Herculano;

"RENAN PRESSIONA TEMER A NOMEÁ-LO MINISTRO", coluna de Cláudio Humberto às 06:53 hs.

Se tirarem o Ministro da Justiça, fica evidente o poder de Renan Calheiros e a conspiração para abafar a Lava-Jato.
Temer é refem de Renan.
Antes tínhamos os bandidos do PT, agora temos os bandidos do PMDB.

Bye, bye!
Belchior do Meio
10/01/2017 13:11
Reginaldo Braga, o faxinado da câmara gosta de ficar de joelhos para os parceiros da quadrilha.
Ajoelhou tem que rezar, véio!!!
O gaúcho
10/01/2017 13:04
Ao Editor de Olhando a Maré:

Oi galetê, buenas.
Feliz Ano Novo a você e vida longa ao Cruzeiro do Vale com a sua parceria.

Cláudio Humberto
ALVO PRIORITÁRIO
"Em abril, o Ministério Público acredita que haverá munição suficiente para prender o ex-presidente Lula, a cereja do bolo da investigação".

Neste dia, parece que vai ter fandango dos macanudos, a churrascada vai ser bagual, os borregos e o tambêro já estão presos, as botas ensebadas, só falta o grito de "já se viéro".
Se tiver fandango na noite da bailanta, eu me espalho.

Saudações do Extremo Sul!
Sidnei Luis Reinert
10/01/2017 12:25
"Crise" Penitenciária serve para desviar atenção sobre homologações de delações da Lava Jato pelo STF


Edição do Alerta Total ?" www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A crise carcerária come solta, com risco de agravamento da explosão de violência com a intensificação da guerra entre as 27 facções criminosas brasileiras, e o Presidente Michel Temer resolve dar uma viajadinha a Portugal, para o funeral do socialista Mário Soares. Quem assume interinamente o troninho do Palácio do Planalto é o filho do Imperador César Maia. Em meio a tanta "eme", Rodrigo só pensa na sua questionável reeleição para a presidência da Câmara dos Deputados. Assim, o PCC faz barba, cabelo, bigode e arranca cabeças dos inimigos assassinados impiedosamente.

A área da inteligência das Forças Armadas já ligou o sinal de alerta que Temer, temerariamente, finge ignorar, porque não deseja confrontar, abertamente, as facções criminosas que comandam o tráfico de drogas, armas, lavagem de dinheiro, e até muitas atividades empresariais legalizadas, com a omissão ou parceria com os corruptos da máquina estatal tupiniquim. O marido da bela Marcela parece tão deslocado da realidade que ontem lançou um programa de ambulâncias ?" um dos setores que funcionam mais calamitosamente e sob descarada corrupção ativa. Não demora lança um programa para combater as enchentes do verão ?" onde o descaso, a falta de planejamento e todas as sacanagens são marcas registradas dos poderes públicos federal, estaduais e municipais...

As ameaças concretas de guerra do famoso PCC contra facções rebeldes fortalecem aquela previsível cenário de violência fora de controle que tanto alarma os militares. O Poder Fardado sabe que podem acabar fadado a intervir diretamente ou, por convocação, por exemplo, de um dos poderes. Nos bastidores, rola a especulação de que a ministra Carmem Lúcia, Presidente do STF e do CNJ, seria capaz de tomar tal atitude. Tem General torcendo para que o Comandante Marcola não formalize a declaração de guerra aberta nos presídios e em áreas de comércio de drogas e armas. Mas tem General pronto para agir se for preciso, com ou sem requisição dos poderes dominados pelo Crime Institucionalizado...

Com a voz rouca (seria nervosismo?), Michel Temer anunciou ontem a construção de um presídio de segurança máxima no Rio Grande do Sul. O Ministro da Justiça, Alexandre Moraes, avisou que está interligado, em grupos do whatsapp, com Secretários de Segurança e Secretários de Administração Penitenciária. Por isso, seria recomendável que ambos dessem mais atenção ao que rola nas redes sociais: um "Alto Conselho do Primeiro Comando da Capital" que deveria ser levado a sério...

O discurso ideológico do PCC, sob o lema "Paz, Justiça e Liberdade", é conhecido: "Durante muito tempo tivemos uma convivência harmoniosa com nossos inimigos pois a nossa meta sempre foi lutar contra o Estado e não contra nossos irmãos mesmo que de outras Organizações fossem. Saibam que vcs declaram guerra não só ao PCC, mas a todos aqueles que lutam contra o Estado corrupto brasileiro. Estamos Fechado com a ADA, Bonde dos 40, até mesmo nosso rivais CVRL, CRBC, TCC, SS, CDL,TCP, PGC, SDC demonstraram apoio nesse momento".

Militares que estudam a doutrina revolucionária sabem que as ações de facções criminosas costumam antecipar movimentos de revolução política, sobretudo de esquerda radical. Geralmente, o elemento marginal do Crime Institucionalizado é acionado sempre que o comando real da estrutura criminosa tem sua hegemonia ameaçada. Resumindo o raciocínio: nada mais providencial que uma "crise penitenciária" para desviar a atenção, em pleno recesso do Judiciário, sobre as delações premiadas da Odebrecht que devem ser homologadas em meados do fevereiro ou março pelo Supremo Tribunal Federal.

Ninguém se surpreenda se a tal "Crise" Penitenciária não estiver servindo, na prática, para desviar atenção sobre homologações de delações da Lava Jato pelo STF. O chefão $talinácio está amando a atenção sobre a turma do Marcola, já que o noticiário lhe deu uma trégua em pleno recesso recessivo...

Lembre-se: Tudo é possível e o inimaginável acontece quando o Crime é Institucionalizado e a Corrupção é sistêmica...
Herculano
10/01/2017 07:02
IDEALIZADO POR CÁRMEM LÚCIA, CENSO CARCERÁRIO DEVE CUSTAR R$ 18 MILHÕES

Cpnteúdo do jornal O Globo. Texto de Carolina Brígido, da sucursal de Brasília.O censo carcerário, que deverá ser realizado em presídios de todo o país, poderá custar até R$ 18 milhões aos cofres públicos. Idealizado pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, o projeto visa levantar o maior número de dados dos presos ?" como o crime cometido, se é preso provisório ou não e com quantas pessoas divide a cela. O assunto foi tratado no último sábado, em reunião da ministra com o presidente Michel Temer para discutir a crise penitenciária. Ainda está sendo negociado o repasse do dinheiro por parte do governo federal para custear o censo.

Parentes passam mal e se desesperam em enterro de presos que foram mortos durante a rebelião na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Roraima
A dor de enterrar um familiar morto no massacre
As tratativas para a realização do censo começaram no fim do ano passado, quando Cármen Lúcia se reuniu com representantes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Exército. Ainda não está acertado como esses dados serão coletados, já que o modelo do censo tradicional não poderia ser adotado em presídios que não oferecem segurança suficiente aos visitantes. O Exército ficaria responsável por traçar um mapa dos presídios a serem percorridos.

Diante da dificuldade em adentrar muitos presídios, a ministra cogita pedir ajuda a organizações não-governamentais, como a Pastoral Carcerária, da qual Cármen Lúcia já fez parte. A expectativa é de que o censo seja concluído ainda neste ano. Os dados servirão de subsídio para políticas públicas das autoridades federais e estaduais.

Desde que tomou posse na presidência do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a ministra Cármen Lúcia anunciou que a situação dos presídios seria uma das prioridades de sua gestão. Ela visitou várias penitenciárias desde então e constatou que as condições dos presos não correspondem aos números usados pelas autoridades para tratar do assunto. Agora, como aumentou o risco, a ministra deverá suspender as visitas até que a situação seja controlada.
Herculano
10/01/2017 06:53
RENAN PRESSIONA TEMER A NOMEÁ-LO MINISTRO, por Cláudio Humberto na coluna que publicou hoje nos jornais brasileiros

Renan Calheiros não quer nem ouvir falar em distância do poder a partir do dia 1º, quando será substituído na presidência do Senado. Sem o cargo e a prerrogativa de usar aviões da FAB, Renan não quer encarar cidadãos indignados em voos de carreira. Senadores do PMDB não o querem líder da bancada, e ele pressiona Michel Temer a nomeá-lo ministro, com direito a usar jatinhos oficiais para se deslocar.

SOMENTE PRIMEIRA LINHA
Além de exigir ministério, Renan fez chegar a Michel Temer que só aceitaria "de primeira linha". Nada de "segunda classe".

MJ SERIA A OPÇÃO
De olho no desgaste do atual titular Alexandre de Moraes, Renan sinalizou ao Planalto que adoraria voltar a ser ministro da Justiça.

OUSADIA DE INVESTIGADO
Caso consiga o cargo de ministro da Justiça, Renan será superior hierárquico da Polícia Federal, que o investiga em 12 inquéritos.

MINISTROS DEMAIS
Se nomear Renan, Michel Temer enfrentará a reação no Congresso. Alagoas já ocupa dois importantes ministérios: Turismo e Transportes.

FORÇA-TAREFA ACREDITA QUE LAVA JATO IRÁ ATÉ 2018
A força-tarefa responsável pela Lava Jato trabalha com o encerramento da operação que investiga a roubalheira na Petrobras entre julho e agosto de 2018, véspera da eleição para presidente da República. Pelo cronograma em discussão no Ministério Público, a homologação da delação premiada de executivos da empreiteira Odebrecht acontecerá em abril. Os procuradores preveem mais seis meses para analisar os documentos e, em seguida, denunciar políticos.

ALVO PRIORITÁRIO
Em abril, o Ministério Público acredita que haverá munição suficiente para prender o ex-presidente Lula, a cereja do bolo da investigação.

PONTAS AMARRADAS
A força-tarefa da Lava Jato tem tomado cuidado para não dar brechas à defesa de Lula, que alega perseguição ao ex-presidente.

PÂNICO GERAL
O encerramento da Lava Jato na véspera das eleições preocupa os políticos. Muitos ficarão inelegível por causa de decisões judiciais.

INÉRCIA QUE PREJUDICA
Três meses depois de assinado, o arrendamento da usina de açúcar Guaxuma ainda não se concretizou, deixando de gerar empregos, renda e impostos. Tudo por conta da inércia da Justiça alagoana, que não o homologa. É o maior arrendamento da história do agronegócio.

FIM DO ATRASO
O Planalto acredita que concluirá este ano o projeto legalizando os jogos, que deve garantir receita de mais de R$20 bilhões anuais ao governo. O Brasil é o único país não-muçulmano a proibir cassinos.

ASSIM É, SE LHE PARECE
O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) discorda que a candidatura à reeleição de Rodrigo Maia seja uma pedala na Constituição. "Ele não foi eleito para mandato de dois anos. Então, zero de pedalada", diz.

PRESIDENTE
Criticaram Michel Temer por "demorar a falar" sobre a crise nos presídios de Manaus e Boa Vista. Quatro dias. Como se presidente da República tivesse de falar até sobre rebelião em cadeias estaduais.

AMOR ANTIGO
Aliados do Planalto criticam o apoio do PT aos candidatos governistas para presidentes da Câmara e do Senado. "Todos sabem da relação entre PT e PMDB", condena o deputado Daniel Coelho (PSDB-PE).

REI DA SIMPATIA
Duas turistas russas em Cascais pediram a um senhor para fotografá-las, e ele o fez com simpatia. Com a pequena multidão que se formava em torno deles, perguntaram quem era ele, afinal. "Vocês não acreditariam", respondeu em russo. Elas insistiram. Era Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal e rei da simpatia.

CANDIDATO A PILOTO?
Candidato à presidência da Câmara, o deputado André Figueiredo (PDT-CE) tem muitas horas de voo. Pediu o reembolso de R$76,4 mil por meio da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap).

DEMOROU, MAS SAIU
A Secretaria de Saúde de Pernambuco informa que o repasse referente à produtividade de dezembro dos funcionários dos hospitais do Estado, que estava atrasado, já foi realizado.

PERGUNTA NO AEROPORTO...
Se Renan Calheiros não conseguir cargo que lhe garanta avião da FAB, ele vai se inscrever no programa "Meu jatinho, minha vida"?
Herculano
10/01/2017 06:48
SERVIDORES DA ERA PT SEM MANTÉM EM CARGOS ESTRATÉGICOS DO GOVERNO TEMER

Conteúdo do jornal Folha de S. Paulo. Texto de Cátia Seabra. Mesmo com toda a tensão que marcou o processo de impeachment, petistas e pessoas indicadas pelo PT persistem em cargos estratégicos do governo federal, oito meses após o afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff.

Amiga do ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, a advogada Regina Maria Filomena de Luca Miki esteve por quase seis anos à frente da Secretaria de Segurança do Ministério da Justiça.

Foi exonerada em junho de 2016, na interinidade de Temer. Mas assumiu a Gerência Executiva de Inteligência da Petrobras em dezembro, um mês depois de solicitar sua desfiliação do PT.

Antes de chegar ao governo federal, ela foi secretária da Prefeitura de Diadema, na gestão de José De Filippi ?"tesoureiro de duas campanhas presidenciais do PT.

Ligado ao PT de São Paulo, Rodrigo Assumpção ocupa há mais de oito anos a presidência da Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social).

Um substituto chegou a ser anunciado no início do governo Temer. Mas Assumpção continuou no cargo.

Ele chegou ao Ministério do Planejamento no primeiro ano da administração Lula, como secretário-adjunto de Logística e Tecnologia da Informação. Procurado pela Folha, Assumpção não se manifestou.

A atual presidente do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) ?"vinculado ao Ministério da Fazenda?", Glória Guimarães, foi levada ao governo Lula por indicação do ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo.

A convite de Bernardo, ela foi secretaria de Logística e Tecnologia da Informação no ministério. Com a transferência de Bernardo para o Ministério das Comunicações, assumiu a vice-presidência de Operações dos Correios.

Ainda no governo Dilma, comandou a superintendência do Serpro. Em maio de 2016, foi nomeada presidente da estatal. Guimarães rechaça a ideia de apadrinhamento político.

"Estou há 36 anos no serviço público, sempre ocupei funções técnicas e de gestão durante minha vida pública. Nunca trabalhei em fundos de pensão. Não tenho padrinhos políticos", afirma.

No passado apoiado pelos ex-ministros Jaques Wagner e Antonio Palocci contra a cobiça do PMDB, o vice-presidente de Tecnologia do Banco do Brasil, Geraldo Afonso Dezena da Silva, também rejeita o rótulo de afilhado político.

"Sou funcionário de carreira do Banco do Brasil há 40 anos, tempo em que exerci diversos cargos, galgando um a um sem nunca contar com indicações políticas."

ALOPRADO

A exemplo de Dataprev e Serpro, a estrutura do BB Tecnologia e Serviços ?"a antiga Cobra, empresa controlada pelo Banco do Brasil?" conserva parte da estrutura herdada da gestão petista.

Entre seus dirigentes está Expedito Veloso. Um dos coordenadores da campanha de reeleição de Lula em 2006, Veloso ocupa, segundo o site oficial, a diretoria de Operações da instituição.

Durante a campanha daquele ano, seu nome veio à tona em meio ao "escândalo dos aloprados", quando colaboradores da candidatura foram flagrados no momento da compra de um dossiê sobre o tucano José Serra, então candidato do PSDB ao governo de São Paulo.

Veloso foi afastado do PT e investigado pelo banco. Inocentado pela Justiça em 2015, escreveu, em artigo, que pretende retomar o "curso normal" de sua carreira.

Outro sobrevivente é o ex-ministro do Turismo e ex-presidente do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequeno Empresas), Luiz Barretto.

O petista ocupa postos-chave na Esplanada desde o governo Lula. Foi nomeado ministro do Turismo em 2008. Assumiu a presidência do Sebrae dois anos depois e foi substituído por Guilherme Afif em novembro de 2015.

Em fevereiro de 2016, Barretto foi nomeado presidente da Caixa Crescer, instituição de oferta de microcrédito que tem 49% de suas ações pertencentes à Caixa ?"o restante é de fundos privados.

O ex-ministro afirma que não houve indicação política para o cargo. "Não faço parte do governo Temer. Estou numa empresa privada", disse.

Barretto afirma que, embora consultada, a Caixa não tem a palavra final sobre a diretoria da instituição
Herculano
10/01/2017 06:43
SENADO VIRA REFÚGIO DE PETISTAS QUE PERDERAM CARGOS

Conteúdo do jornal Folha de S. Paulo. Texto de Cátia Seabra.O presidente nacional do PT, Rui Falcão, calculou em "milhares" o número de filiados que deixaram ?"ou ainda terão de deixar?"seus cargos em comissão após as derrotas nas eleições municipais do ano passado.

Numa recente reunião partidária, Falcão afirmou que sua conta não incluía apenas os exonerados da equipe da ex-presidente Dilma Rousseff ou do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

Também entraram na estimativa locais como Osasco e Guarulhos, além dos municípios da região do Grande ABC, onde o PT foi derrotado em cidades importantes como Santo André, Diadema e São Bernardo do Campo.

Integrantes da cúpula do partido afirmam que pode passar de 25 mil o número de petistas que perderam seus cargos em comissão.

A liderança do PT do Senado está abrigando parte desses egressos.

De 2015 até agora, foram admitidos 15 novos funcionários na liderança, de um total de 30 servidores.

O ex-presidente da Funai (Fundação Nacional do Índio) João Pedro Gonçalves da Costa é um dos que figuram nesta lista, bem como antigos assessores da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos.

Na relação está ainda Wilmar Lacerda, ex-presidente do PT no Distrito Federal.

Secretário de Administração Pública no governo Agnelo Queiroz (2011-2014), Lacerda foi condenado em dezembro pelo Tribunal de Justiça Federal do Distrito Federal por improbidade administrativa.

Pela decisão, ele e Queiroz ficaram com os direitos políticos suspensos por cinco anos, sob acusação de que mantiveram aliados em cargos comissionados.

Eles também estão proibidos de fazer contrações pelo prazo de três anos com o poder público.

Como ainda cabe recurso, Lacerda diz que não há empecilhos para que permaneça na liderança do PT, com remuneração líquida de R$ 9.900 mensais.

"Confio plenamente que a gente vá reverter essa decisão", afirma Lacerda.

Além disso, a liderança da minoria no Senado, hoje sob o comando do PT, também abriga antigos colaboradores de Dilma, como Gilberto Carvalho, que foi seu ministro da Secretaria-Geral, além de ter sido chefe de gabinete do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como assessor contratado, tem salário líquido de R$ 15.025,34.

O ex-secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores Samuel Pinheiro Guimarães é outro assessor contratado pela liderança da minoria, além de Daisy Barretta, que na Presidência da República era a responsável por organizar a agenda de Dilma Rousseff
Sidnei Luis Reinert
10/01/2017 06:42
DEPOIS DAS "PEDALADAS" AGORA VEM AS "CARPIDAS NA PLANTAÇÃO DE COCA".

Gustavo Perrella, do helicóptero com cocaína, é nomeado para o Ministério do EsporteEx-deputado estadual

Gustavo Perrella assume cargo de Secretário Nacional de Futebol; ele empregava em seu gabinete, na Assembleia de Minas, o piloto que foi flagrado no helicóptero da família Perrella com 445kg de cocaína

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/dono-de-helicoptero-apreendido-com-cocaina-e-nomeado-no-ministerio-do-esporte/
Herculano
10/01/2017 06:36
da série: culpados das mazelas, roubos, descasos, crise econômica..., eles continuam fazendo os brasileiros de beócios e idiotas. O PT (e seu sócio PMDB) e a esquerda do atraso negligenciaram durante 13 anos o sistema prisional que se tornou um caos, mas a culpa (o que não o exime da solução urgente) é apenas de quem governa hoje. No caso em que a catarinense faz proselitismo, quem contratou e quem administra o sistema prisional é o governo do estado. Quem falhou foi o governo que ela participou ou não fiscalizou. Mas, aos analfabetos, ignorantes,desinformados e fanáticos, ela culpa o governo central e mesmo que essa parcela caberia, tudo aconteceu na gestão do PT e PCdoB.

PAVOROSO, SIM!ACIDENTE, NÃO!, por Vanessa Grazziotin, senadora do PCdoB-AM, no jornal Folha de S. Paulo

Lamento profundamente escrever sobre meu querido Amazonas tratando de algo tão doloroso.

Não do "acidente", mas do massacre bárbaro, pavoroso, que sucedeu a festa de Réveillon e que já vitimou quase 70 detentos em Manaus (AM). Fato agravado com a chacina de outros 33 em Boa Vista (RR), ocorrida no dia de Reis.

A chacina ocorreu por absoluto descaso do governo com o sistema prisional e é de sua inteira responsabilidade, a qual não pode ser terceirizada ou privatizada.

Se há o controle das penitenciárias pelas facções criminosas é porque há promiscuidade do governo e certa licenciosidade do conjunto das autoridades, o que explica as "celas de luxo", festas, entrada de armas, drogas e fugas.

No Amazonas, há ineficiência da empresa privada que opera os presídios. Há sobrepreço do contrato (triplo da média nacional), que já consumiu, de 2010 a 2016, R$ 1,1 bilhão do dinheiro público, parte dos quais irrigaram campanhas do governador e seus aliados.

Gravações no processo eleitoral de 2014 revelaram que o major da PM Carliomar Brandão, então subsecretário de Justiça e Direitos Humanos, celebrou um acordo com Zé Roberto (chefe da FDN). Houve compromisso com regalias para a facção em troca de 100 mil votos à reeleição do governador José Melo (Pros). O processo tramita no TSE, até hoje sem julgamento.

A solução é complexa e exige a superação de problemas objetivos e subjetivos. Exige diálogo e ações permanentes dos Poderes. Criar mecanismos de penas alternativas e fazer os detentos trabalharem para evitar a superlotação dos presídios e gerar recursos para fazer frente às despesas.

Nesse caso, o congelamento dos gastos públicos por 20 anos certamente não ajudará na solução. É necessário combater a corrupção permanentemente.

Subjetivamente é preciso superar a cultura da banalização do massacre contra pobres e da simplificação vulgar dessa selvageria, expressas nas desastrosas declarações do governador Melo e do presidente Temer (PMDB), bem como na escalada crescente de desumanização e intolerância da sociedade, cuja síntese é a apologia de que "bandido bom é bandido morto".

De fato, é difícil para as pessoas aceitarem que se gaste tanto dinheiro para manter um sistema prisional caótico quando há carência de recursos para tantas outras áreas.

A constatação de que esse problema persiste por tantos anos sem uma solução à vista explica o apoio popular a propostas equivocadas, como a redução da maioridade penal e até a pena de morte.

De fato, a situação é grave, explosiva e precisa ser enfrentada nas suas reais causas, e não com medidas paliativas.
Sidnei Luis Reinert
10/01/2017 06:05
TRUMP JÁ ESTÁ CRIANDO MAIS TRABALHOS DO QUE OBAMA
Trump fez mais em dois meses do que Obama em oito anos
Jamie White | Infowars.com - 9 DE JANEIRO DE 2017 506

O presidente eleito Donald Trump deve salvar mais de um milhão de empregos nos EUA desde sua eleição, superando os supostos 800 mil empregos de Obama salvos desde 2010.
Desde Trump ganhou, empresas como Carrier, Ford, Softbank, US Steel, e agora Alibaba têm todos empenhados trazer coletivamente mais de um milhão de postos de trabalho para os EUA, que supera Obama de 800.000, um pedido feito recentemente pela Casa Branca imprensa secretário Josh Earnest.
Em outras palavras, Trump está no bom caminho para salvar mais empregos do que Obama tem em dois termos e ele ainda não foi juramentado ainda.

O presidente executivo da Alibaba, Jack Ma e Trump, recentemente teve uma "grande reunião" discutindo planos para criar 1 milhão de novos empregos nos EUA nos próximos cinco anos.
"Tivemos uma grande reunião, e uma grande, grande empresário, um dos melhores do mundo, e ele ama este país, e ele ama China", Trump disse da Trump Tower. "Jack e eu vamos fazer algumas ótimas coisas."

"Estamos focados em pequenos negócios", acrescentou Ma.
O CEO da US Steel, Mario Longhi, disse recentemente que também gostaria de trazer de volta milhares de empregos nos EUA.
"Eu ficaria mais do que feliz para trazer de volta os funcionários que fui forçado a demitir durante esse período depressivo", ele disse na CNBC. "Houve um momento no tempo, no último par de anos que eu estava tendo de contratar mais advogados para tentar interpretar estes novos regulamentos do que eu estava contratando ... engenheiros. Isso não faz sentido.

A Ford também anunciou seus planos de manter uma planta de produção do Lincoln Navigator no Kentucky em vez de terceirizá-la para o México.
"Estamos animados que o presidente eleito Trump e o novo Congresso irão buscar políticas que melhorarão a competitividade dos EUA e tornarão possível manter a produção deste veículo aqui nos EUA", disse a Ford em comunicado.
Parece então que Trump não só bateu Obama, mas também está no bom caminho para se tornar o que ele sempre disse que seria uma vez eleito: "o maior emprego Presidente que Deus jamais criou."
Ilhota em Chamas III
10/01/2017 01:44
Terceira pergunta, depois que as contas ficarem em dia, quais são as prioridades até o fim do mandato.
O prefeito Dida responde que a prioridade do primeiro ano é mostrar para o povo que a administração passada foi péssima, que não conseguiram executar convênios desde 2009, que ele conseguiu na caixa prorrogar por 120 dias. São convênios da Pedra de Amolar, Ilhotinha, Modesto Vargas, e que tem outros convênios que não foram executados por falta de dinheiro para contrapartida.
Nesse o ex prefeito deu uma bela resposta, mostrou que o atual prefeito está falando do que não sabe, por isso que acredito que ele está sendo muito mal assessorado. Mais de 90% desses convênios foram executados e o restando está encaminhado. A rua da Modesto Vargas o ex prefeito deixou a parte burocrática toda pronta, agora é só o atual prefeito executar. A rua da Ilhotinha a mesma coisa. As ruas da Pedra de Amolar o ex prefeito já liberou a execução no final de 2016, então nesse ano é só continuar e terminar.
Só a parte burocrática leva de seis meses a um ano em média para finalizar, podendo levar até mais tempo. Então olha só o tempo que o atual prefeito já ganhou! Já vai poder executar obras que o ex prefeito deixou encaminhada.
Agora dizer que a prioridade é mostrar que o ex prefeito foi ruim está totalmente equivocado, essa não é sua função, sua função é executiva, de trabalhar para atender as necessidades do povo. Acorda antes que seja tarde!
Na pergunta do Aeroporto, o atual prefeito teve a audácia de dizer que espera que não seja um blefe do ex prefeito. Uma resposta dessa só comprova seu total despreparo para o cargo.
A questão desse Aeroporto foi publicada no Diário Oficial da União pela ANAC. Isso poderia ser um blefe? A ANAC publicaria um blefe? Me desculpem a revolta, mas isso pra mim é uma ofensa.
Pra finalizar, no final da entrevista o ex prefeito dá uma dica ao atual prefeito dizendo que essa é a função de um prefeito, trabalhar, ir pra Brasília, buscar as informações com sua equipe e estudar.
Se ele estava achando que seria mamão com açúcar, que iria receber tudo de mão beijada, está muito enganado, agora não é só falar mal do ex prefeito, já tem que mostrar serviço, parar de papinho furado e começar a trabalhar, já acabou o mundinho de fantasia.
Ilhota em Chamas II
10/01/2017 01:40
A segunda pergunta foi sobre já que a prefeitura está com uma dívida o que está fazendo para conter os gastos.
Resumidamente, Dida responde que está apertando o cinto, que só colocou 4 secretários, pra daí economizar e ter dinheiro para fazer as coisas básicas lá na frente.
Primeiramente, não foram 4 secretários, ele mentiu, foram 6, Andréa Quintino para a Educação, Jocelene Silveira para a Saúde, Rosi Voltolini para a Assistência Social, Uilian Bork para o Transporte, Aline Michele Deschamps para a Administração e Finanças e Paulo Drun para Indústria e Comércio.
Outra, alguém pode dar uma aula de orçamento e disponibilidade financeira para esse prefeito? Alguém tem que assessorar ele, senão ele vai sofrer muito desnecessariamente, que dó! A prefeitura não precisa ter dinheiro em caixa para fazer as coisas básicas, a prefeitura trabalha com créditos orçamentários. Se precisasse ter dinheiro em caixa, pra que serviria o Orçamento então? A diferença é que o ex prefeito deixou dinheiro em caixa, mas que não tinha Orçamento, os vereadores não aprovaram, então mesmo tendo dinheiro, não poderia pagar nada. Agora é diferente, os vereadores já aprovaram o Orçamento do Dida, agora é tudo mais fácil. Esse papo de que não tem dinheiro e não pode fazer nada é papo furado, é claro que não fazendo nada se vai economizar, mas não precisa disso, a prefeitura não pode deixar de atender as necessidades básicas de hoje.
Ilhota em Chamas I
10/01/2017 01:38
Herculano,
Vendo a entrevista do prefeito de Ilhota, o Dida do PMDB, ficou claro sua total falta de conhecimento da coisa pública. Ele que já foi vice prefeito no período de 2001 a 2004 e já se esqueceu do estado em que deixou a prefeitura e a nossa cidade, sem crédito na praça, com fama de prefeitura que não paga, sendo que os próprios fornecedores não queriam vender para Ilhota.
Sem querer puxar o saco, mas a verdade é que o ex prefeito de Ilhota, Daniel Bosi (PSD), deu uma aulinha básica de gestão e conhecimento.
Além de assassinar a língua portuguesa, o atual prefeito falou muita, mas muitas inverdades, coisas sem sentido, não sei se não tem conhecimento, ou se está sendo mal assessorado.
Na entrevista a primeira pergunta foi sobre o que foi feito na primeira semana.
Respondendo, ele diz que foi feito muita limpeza, organização, que o grande poblema, isso mesmo, poblema, da prefeitura é o lixo, porque não tem dinheiro para pagar a dívida do ex prefeito, não tem dinheiro para uma dívida que não é dele.
Nesse trecho ele mostra que desconhece o princípio da Indisponibilidade do Interesse Público, ele tem que entender que a prefeitura, seus bens, direitos e obrigações não são dele, pessoa física, é da Prefeitura, ele está ali apenas para conduzir, executar as atividades que atendam as necessidades do interesse público. Ele não é dono, todo poderoso chefão, etc.
Acorda prefeito, hoje a nossa necessidade, o nosso problema são os postos de saúde fechados, são as creches fechadas, o nosso problema é a inércia da prefeitura em executar os serviços básicos.
O que vemos quando passamos na frente da prefeitura não são gente trabalhando, mas sim um bando de gente na frente da prefeitura em rodinha conversando, e trabalhar que é bom nada.
Outra, se a empresa do lixo tem dinheiro para receber, ela que vá buscar seus direitos na justiça, tem outras empresas que podem fazer o mesmo tipo de serviço. Isso comprova que o lixo NÃO É POBLEMA, FICOU CLARO?
Reginaldo Braga
09/01/2017 21:33
Herculano,

Fiquei espantado com entrevista do sr. José Hilario Melato, digno presidente do Samae, todas as perguntas que a ele firam feitas, tiveram respostas vazias e seus submissos ao prefeito Kleber, ou seja se trocar um cano primeiro tem que ouvir o prefeito.
giovania maria schmitt
09/01/2017 21:23
Boa Noite..
Sr.Herculano, começamos um Ano Novo, com administração nova e senhor sempre com noticias velhas ou sempre a mesmice..
Não sei qual o motivo de tanto rancor contra minha familia, porque também sou Schmitt com muito orgulho, meu irmão ex-prefeito Adilson Luis Schmitt é sempre seu alvo que chatice, nojenta.Se não há fatos novos a relatar aos seus leitores e neste eu me incluo, não fale nada.. por gentileza. Por favor; Esqueça nos...
Herculano
09/01/2017 20:28
TEMER PARA TUDO PARA IR À LISBOA, AO CONTRÁRIO DO PRIMEIRO-MINISTRO DE PORTUGAL, por Lauro Jardim, para o jornal O Globo

Michel Temer está embarcando logo mais para Lisboa, ao lado de uma pequena comitiva, para o enterro de Mario Soares, amanhã.

Temer deixou o Brasil em meio à uma torrente de problemas e foi homenagear o ex-primeiro-ministro.

Já o atual primeiro-ministro, Antonio Costa, mesmo sendo do mesmo partido que Soares, não irá. Está em viagem oficial à Índia. E a viagem não será interrompida.
Herculano
09/01/2017 20:23
EMPRESA PÚBLICA, COM SERVIDORES ESTÁVEIS, O CLIENTE É UM CHATO E INCOMPREENSÍVEL À FALTA DE COMPROMISSO COM O ATENDIMENTO E RESULTADOS.

SERVIÇOS BANCÁRIOS DA CAIXA FICAM INDISPONÍVEIS NESTA SEGUNDA-FEIRA

Conteúdo do G1 - Os serviços bancários da Caixa Econômica ficaram indisponíveis pelos meios eletrônicos aos clientes na tarde desta segunda-feira (09), confirmou a assessoria de imprensa do banco.

Segundo a Caixa, os sistemas de transações bancárias apresentaram indisponibilidade na tarde desta segunda-feira (9) e foram restabelecidos às 19h45.

Usuários relataram que não conseguiram sacar dinheiro e pagar contas pelo internet banking por computadores e dispositivos móveis, assim como os serviços dos caixas automáticos e o sistema de cartões do banco.
Por volta das 20h, o G1 encontrou pelo menos 24 reclamações referentes à indisponibilidade do sistema no site de queixas contra empresas "Reclame Aqui".
Uma cliente do banco relatou pelo site que cancelou uma viagem por não conseguir fazer o pagamento com o cartão do banco e deixou um documento pessoal em um restaurante onde almoçou, também por não conseguir pagar.
Sidnei Luis Reinert
09/01/2017 20:00
Devasso, Pimentel some com depósitos judiciais

Aproximadamente R$ 1,5 bilhão para o pagamento de resgates dos depósitos judiciais sumiram das contas do governo de Minas Gerais.
O Tribunal de Justiça de Minas Gerais já foi comunicado pelo Banco do Brasil, que informou à Justiça mineira que o dinheiro 'exauriu-se', tendo sido usado completamente o fundo de reserva destinado a esta questão.
'Embora a legislação preveja que o Estado deva manter o saldo do fundo nos percentuais definidos, o fundo de reserva a que alude a legislação acima exauriu-se, ou seja, não há mais recursos financeiros para garantir o pagamento dos valores dos resgates de depósitos judiciais relativos aos alvarás emitidos pelas varas de Justiça do Estado de Minas Gerais, referentes aos depósitos judiciais repassados', atestou o banco.
O governador Fernando Pimentel nega e acusa o banco dizendo tratar-se de 'estratagema' e 'artifício contábil'.
Vindo de quem vem e diante do passado pouco recomendável do chefe do executivo mineiro, percebe-se logo quem tem razão.
da Redação

http://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/4716/devasso-pimentel-some-com-depositos-judiciais#facebook-exit-screen
Herculano
09/01/2017 17:38
OS POLÍTICOS QUEREM TODOS SEM APOSENTADORIA.CANDIDATO A PRESIDENTE DA CÂMARA, ROSSO DIZ QUE REFORMA DA PREVIDÊNCIA COMO ESTÁ NÃO SERÁ APROVADA

Conteúdo da Reuters. Texto Maria Carolina Marcello, de Brasília. Ao lançar oficialmente sua campanha à presidência da Câmara nesta segunda-feira, o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), colocou as reformas como prioridade de votação na Casa, mas defendeu que a Previdência seja discutida "sem atropelo", além de afirmar que ela não deve ser aprovada da forma como foi enviada pelo Executivo.

"Do jeito que chegou na Câmara, ela não será aprovada... vai sofrer alterações", disse, durante o lançamento de sua campanha em uma transmissão ao vivo em seu perfil do Facebook, referindo-se à reforma da Previdência.

"Como presidente da Câmara dos Deputados, claro, a reforma da Previdência vai ser colocada... mas, claro, sem atropelo", ressaltou. O deputado também citou as reformas trabalhista e tributária como relevantes na agenda da Casa para este ano.

Rosso disse ainda defender que a reformulação das regras previdenciárias seja discutida de forma a chegar em um ponto de equilíbrio que "de um lado acomode as demandas da área econômica, mas de outro lado, principalmente, que promova um texto com justiça social".

A eleição para a presidência da Câmara dos Deputados está marcada para o dia 2 de fevereiro. Além de Rosso, deve se candidatar ao posto o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (RJ), o líder do PTB, Jovair Arantes (GO), e André Figueiredo (PDT-CE).
Herculano
09/01/2017 17:26
ESTOU CONVENCIDO DE QUE FAZER PLANOS NOS ADOECE, por Luiz Felipe Pondé, filósofo, no jornal Folha de S. Paulo

Eu sei que essa época do ano é o momento dos grandes planos de mudança na vida: emagrecer, parar de fumar, parar de comer carne vermelha em nome do amor aos animais ou aos vegetais, nunca mais amar ou se apaixonar pela primeira vez, ou quem sabe experimentar sexo com seu golden retriever numa noite de vodca e "doces", comprar um carro ou vender todos os carros em nome do modo Uber de viver, falar menos no celular e ser, ao mesmo tempo, mais conectado com o mundo, se mudar pra uma praia na Bahia (mas que tenha wi-fi!), enfim, um monte de projetos que falam mais de nossos limites do que de nossos horizontes.

Compreendo que ritos como esses nos fazem algo de bem.

Sentimos que escapamos um pouco do esmagamento cotidiano de uma vida traçada pelas obrigações que esvaziam nossas esperanças de liberdade.

Mas não quero falar do óbvio fracasso desses projetos. Aliás, projetos pautados por paixões tristes como ódio e inveja costumam ser mais duradouros do que aqueles pautados por paixões alegres como amor e generosidade. Somos mais facilmente fiéis a quem odiamos do que a quem amamos.

Quero pensar com você nesse início de ano numa nova forma de ciência, aquela ainda sem nome, mas que tem por objetivo fazer de nós humanos máquinas de projetos de vida. Estou cada vez mais convencido de que fazer planos muito precisos para o futuro nos adoece.

Talvez em alguns anos a medicina descubra que pessoas que fazem muitos planos para o futuro morrem de câncer no cérebro.

Sei, sei. Minha ideia parece um absurdo porque cada vez mais se prega que você deve inclusive ter muito claro pra você quanto você quer ganhar nos próximos 20 anos.

Ou onde você pretende passar as férias de fim de ano de 2027. Ou calcular o quanto de bem-estar você sentirá se comer dez ou mil calorias por semana.

A assertividade para com um futuro controlado aparece no sorriso idiota dos comerciais de bancos, assim como na fé abestalhada dos evangélicos que creem de fato que Jesus seja um excelente consultor de sucesso profissional.

Também sei que "inteligentinhos" de todos os tipos acham que isso tudo é culpa do capitalismo.

Meu Deus, como é bom ter alguém pra pôr a culpa de nossas desgraças, não? Trabalhamos muito porque Trump ganhou a eleição e ele é malvado e cruel!

Não, lamento dizer que não. Você estabelece metas -quantos orgasmos até os 40 anos, quantas idas ao Vietnã, quantas aulas de meditação, quantos vira-latas trará pra casa por uma semana- porque você quer realizar coisas. É quase normal, se alguns dos exemplos não soassem um tanto excessivos.

Mas o projeto do futuro pessoal como ciência vai além disso. Significa tornar seu futuro um objeto do Excel. Seu eu e o Excel como íntimos.

Racionalizar quantos minutos você pretende, infelizmente, gastar sendo infeliz nos próximos 20 anos. E montar uma estratégia para reduzir esses danos. Uma certa tensão da vontade em tornar tudo a sua volta passível de otimização a serviço do sucesso e da autorrealização.

Os idiotas do sucesso não entendem que, quanto mais sucesso temos, menos humanos nos tornamos. O fato é que eliminar o humano é nosso projeto.

Talvez seja uma boa ideia mesmo: somos por demais afeitos à melancolia e à incompetência.

É por isso que teremos que vender desesperadamente esperança no "amor à humanidade", uma das maiores picaretagens já inventadas pela "filosofia".

À medida em que se apaga em nós qualquer reverência pelo fracasso, perdemos qualquer capacidade de entender que projetar o futuro como forma de ciência comportamental e cognitiva é um modo de estupidez a serviço do empobrecimento do mundo. A vida se torna uma planilha cognitiva.

Encanta-me como o enriquecimento acabou por empobrecer a todos.

Isso, os marxistas nunca conseguiram entender, porque no fundo sempre foram escravos da concepção moderna de vida.

Os marxistas também tem suas planilhas de sucesso.

Faço votos que nesse ano você faça menos projetos para o futuro. Sei que a frase é absurda. Aspiramos todos a ser idiotas do sucesso.

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.