Lista telefônica

Erros comuns na alimentação de gatos - Jornal Cruzeiro do Vale

Erros comuns na alimentação de gatos

08/01/2016
Erros comuns na  alimentação de gatos

Não é porque gatos são animais mais independentes do que cachorros que os cuidados necessários aos donos dos felinos são menores ou dispensáveis. Quando o assunto é comida, por exemplo, às vezes a dificuldade de aceitação do gato a determinado tipo de alimento faz o dono buscar alternativas que podem ter consequências graves. Algumas atitudes erradas dos donos podem trazer problemas para a saúde do pet.

Confira abaixo três erros comuns na alimentação dos gatos:

1. Alimentar com comida de cão

Gatos que vivem em companhia de cães podem sentir apetite pela ração canina e passar a ignorar a própria ração. Mas optar por ração de cão é um grande engano. Gatos, por exemplo, precisam de mais proteína que os cachorros. Se um gato for alimentado por longos períodos com ração canina, ele pode desenvolver deficiências nutricionais, cegueira e até morrer.

2. Dar comida de gente ao gato

Alimentar gatos com comida para humanos é igualmente perigoso. Gatos são sensíveis e não toleram gorduras e temperos, o que pode causar diarreia e vômito.  Além disso, existem comidas que são absolutamente fatais para os felinos, mesmo que sejam bastante saudáveis para os humanos. Entre essas comidas estão cebola, alho e chocolate.

3. Optar apenas por rações secas

As rações úmidas são mais palatáveis que as secas e, por isso, às vezes são as preferidas dos gatos. As rações secas contêm pouca água, o que é ruim, e contêm alta quantidade de carboidratos, nutriente do qual os gatos não têm tanta necessidade. O ideal é intercalar rações secas e úmicas e não servir as duas misturadas.

 

Edição 1731