Lista telefônica

Em dia com a visão - Jornal Cruzeiro do Vale

Em dia com a visão

28/09/2015
Em dia com a visão

Você sabia que quatro quintos de todos os dados recebidos pelo cérebro chegam, primeiramente, através dos olhos? E que a visão tem importância tão grande que supera, até mesmo, a de todos os outros sentidos? A visão permite aos seres humanos aprimorar a percepção do mundo. Por isso, é extremamente indispensável cuidar bem dos olhos, pois além de possuírem grande importância em nossa vida, são frágeis e complexos.

Segundo o oftalmologista Richard Yudi Hida, os olhos são compostos por estruturas delicadas, que exigem cuidados frequentes. De acordo com ele, o primeiro exame oftalmológico de rotina deve ser realizado logo no berçário, com o chamado teste do olhinho, e depois, sugere-se aos pais que levem a criança ao oftalmologista a cada ano. ?Na adolescência, os jovens costumam apresentar sinais de cansaço visual e dor de cabeça. Nessa fase é comum o aparecimento de alterações refrativas, como Astigmatismo, Miopia e Hipermetropia. Quase todas podem ser corrigidas com uso de óculos. Já na fase adulta, as pessoas devem redobrar a atenção à saúde dos olhos. Após os 40 anos, os indivíduos ficam mais suscetíveis às doenças que podem causar cegueira irreversível?, analisa Richard.  

Os diabéticos, segundo o médico, também devem ficar atentos, pois são mais vulneráveis às complicações oculares como a retinopatia diabética, que é umas das principais causas de cegueira no mundo. ?Ao completar 40 anos, sugere-se que as visitas sejam a cada ano e, a partir dos 60, o check-up oftalmológico deve acontecer com mais frequência, dependendo da doença. Os exames oftalmológicos garantem a manutenção de uma boa qualidade visual e qualidade de vida, portanto, não deixe de realizá-los periodicamente?, orienta.

Lentes de contato

Nem todos os indivíduos podem utilizar lentes de contato. Existe uma série de fatores que sugerem que o uso da lente não seja recomendado em alguns pacientes, dentre eles, indivíduos com dificuldade de manuseio, higiene não controlada e pessoas que possivelmente possam dormir com as lentes. A córnea de cada ser humano tem uma curvatura, assim como a lente de contato, que também apresenta uma curvatura já calculada pelo fabricante. Sendo assim, o oftalmologista deve examinar a lente de contato na córnea para ver se ela se ?encaixa? perfeitamente, e não fique muito apertada ou frouxa. Todo paciente que pretende usar lentes de contato deve solicitar uma avaliação da córnea e realizar um treinamento para manipulá-las e conservá-las. Não se deve adquiri-las na ótica ou colocá-las nos olhos sem a avaliação do oftalmologista.  ?Outro ponto importante é não se automedicar, afinal, somente o médico pode dizer qual o melhor remédio para cada situação e a frequência do seu uso. No caso dos olhos, é comum que as pessoas façam uso indiscriminado de colírios e lubrificantes quando sentem alguma irritação ou a sensação de ressecamento, porém, correm sérios riscos de terem problemas mais graves, inclusive de ficarem cegas?, afirma.


saudedivulgao2GG.jpg

Outras dicas

- É aconselhado ajustar o contraste do ambiente com o brilho da TV.  A  luz azul ajuda a regular o relógio biológico, chamado de ciclo circadiano. Contudo, estudos já mostraram que a exposição a essa luz em excesso ? não só de celulares, mas de computadores, tablets e televisores ? pode causar diminuição da qualidade do sono e insônia.

- Passar noites em claro afeta temporariamente a superfície ocular e a musculatura responsável para ?focar? objetos, podendo causar sintomas de cansaço ocular como dores de cabeça, ardência, olho vermelho, lacrimejamento e oscilação da visão. Uma noite bem dormida com qualidade ?reverte? os danos causados na superfície ocular.

 

Edição 1718