Lista telefônica

Editorial - Jornal Cruzeiro do Vale

Em Ilhota

No início de 2017, o prefeito de Ilhota, Erico de Oliveira, afirmou que manteria o transporte aos universitários, apesar de mudar a maneira com que o serviço vinha sendo ofertado. Os ônibus do município deixariam de ser usados e haveria uma licitação para resolver o problema, contratando uma empresa terceirizada. Porém, até então nada foi feito. As faculdades da região já deram início às aulas e os ilhotenses que frequentam o ensino superior precisam acrescentar os gastos com o transporte, a matrícula do curso, materiais didáticos e alimentação fora de casa.

A comunidade sente na pele o aumento expressivo, uma vez que o município sempre custeou parcial ou totalmente o transporte. O que preocupa os acadêmicos no momento é a prorrogação da data da licitação, que inicialmente aconteceria no início de fevereiro, para evitar que as aulas começassem em meio à situação. Agora, segundo os alunos, a data foi retardada para a metade de março, um mês após o início das aulas. A informação não foi confirmada oficialmente pelo chefe do Executivo, que não atendeu e não retornou as ligações da reportagem do Jornal Cruzeiro do Vale.

Enquanto isso, os estudantes de Gaspar tem esperanças de conseguirem transporte gratuíto para as universidades. O prefeito Kleber Wan-Dall foi prestativo ao falar do assunto, que já foi sua prioridade enquanto vereador, há quatro anos. Hoje, representando a prefeitura, ele afirmou que por uma questão de viabilidade financeira o município não suportaria oferecer o auxílio no momento, mas o assunto não está fora de cogitação futuramente. Wan-Dall reconhece a necessidade e promete trabalhar em torno disso recebendo comissões de acadêmicos, que desejam a ajuda, para conversar a respeito.

 

Edição 1789

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.