Lista telefônica

Editorial - Jornal Cruzeiro do Vale

Até onde vai o poder da farda?

13/01/2017 08:55

Esta pergunta se tornou comum na última semana em Gaspar, quando Carlos Russi, de 58 anos, morreu durante uma abordagem policial no bairro Bela Vista. Com mais de uma versão sobre o caso, familiares, amigos e até mesmo quem não conhecia Carlos espera uma resposta. Para resolver a situação, a Polícia Militar abriu um inquérito e a Polícia Civil espera o laudo do Instituto Médico Legal, IML, para dar procedimento à investigação.

A família de Carlos acusa um policial militar de abuso de autoridade. Eles dizem que sofrem, há tempo, pelo poder que o homem de farda tem.

Infelizmente, casos de abuso de autoridade são mais comuns do que se imagina. Ao assistir ao noticiário ou ler um jornal de grande circulação, é comum nos depararmos com esse tipo de notícia. Mas, o que parecia distante da realidade gasparense, pode estar mais perto do que se imagina. Histórias como essa assustam a população. Afinal, quem era para proteger, agora, está causando mais insegurança. Mas, vale lembrar que, como em todas as profissões, não se deve julgar todos que vestem a mesma roupa pela atitude de uma única pessoa.

Carlos Russi faleceu vítima de infarto. Mas, o motivo que o levou a tal situação será investigado pela Polícia Civil e, em breve, esclarecido para a família. Se o policial acusado de abuso de autoridade for culpado pela situação, que ele seja punido. A comunidade gasparense espera uma resposta. Os amigos esperam uma resposta. A família espera uma resposta.

 
Edição 1783

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.