Lista telefônica

Após oito meses, obra na Pedro Schmitt Junior e Artur Poffo é retomada - Jornal Cruzeiro do Vale

Após oito meses, obra na Pedro Schmitt Junior e Artur Poffo é retomada

14/06/2017
Após oito meses, obra na Pedro Schmitt Junior e Artur Poffo é retomada

Na manhã de quarta-feira, 14 de junho, um caminhão da empresa Baltt Empreiteira estacionado em frente à residência de número 1801 na rua Pedro Schmitt Junior, no bairro Poço Grande, em Gaspar, trouxe certo alívio aos moradores. Isso porque a empresa vencedora da licitação da pavimentação da via voltou ao trabalho depois de oito meses de paralisação. No início da manhã, cerca de 10 funcionários da Baltt puderam ser vistos pela rua. Eles voltaram ao serviço realizando a recuperação das calçadas que foram danificadas no período de paralisação das obras.

Segundo o Secretário de Planejamento de Gaspar, Alexandre Gevaerd, a empresa volta oficialmente à obra na próxima segunda-feira, dia 19 de junho "Estivemos reunidos com a empresa no início da semana e eles voltam com força total na próxima segunda. A partir da semana que vem teremos máquinas e todos os equipamentos necessários para a conclusão da obra". 

Com a volta da obra de pavimentação, a partir de segunda-feira, 19, os caminhões com mais de 25 toneladas estarão proibidos de acessar as ruas Pedro Schmitt Junior e Artur Poffo. De acordo com Gevaerd, a Ditran de Gaspar estará realizando a sinalização e a fiscalização para que os veículos pesados não atrapalhem a continuidade dos trabalhos. 

Lembre o caso

A pavimentação das ruas Pedro Schmitt Junior e Artur Poffo, que fazem a ligação da Rodovia Jorge Lacerda, no bairro Poço Grande; com a Rodovia Ivo Silveira, no Santa Terezinha; teve início em novembro de 2015, quando a ordem se serviço foi assinada. A previsão inicial de término da obra era junho de 2016. Porém, entre diversos impedimentos, a obra foi paralisada oficialmente em outubro de 2016, por falta de liberação de pagamentos.

Passados oito meses, a Caixa Econômica Federal realizou o pagamento para a empresa Baltt do valor referente aos serviços já executados. O dinheiro foi liberado no dia 2 de junho e, agora, a empresa volta a trabalhar na realização do sonho da comunidade.

De acordo com o Secretário de Planejamento de Gaspar, o período em que a obra ficou paralisada serviu para que melhorias no projeto fossem realizadas. “Eu digo que, se por um lado perdemos oito meses de obra, por outro pudemos realizar diversas melhorias no projeto original. conseguimos acrescentar baixas de ônibus e arborizar a rua, por exemplo”.

 

Edição 1805
 

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.