Dificuldade financeira de empresa licitada atrasa obra no bairro Margem Esquerda - Jornal Cruzeiro do Vale

Dificuldade financeira de empresa licitada atrasa obra no bairro Margem Esquerda

21/06/2019
Dificuldade financeira de empresa licitada atrasa obra no bairro Margem Esquerda

Os moradores do Loteamento Marquem Esquerda, às margens da BR-470, em Gaspar, continuam sofrendo com as obras de pavimentação e qualificação da região. Isso porque a obra que foi iniciada em 9 de abril de 2018, e deveria ter sido entregue em fevereiro deste ano, ainda não está pronta.

Depois do primeiro prazo, datado para fevereiro, a obra já foi prorrogada duas vezes: julho e, agora, setembro. Além disso, o serviço estava orçado inicialmente R$ 6.968.123,48 recebeu um aditivo de R$ 1,4 milhão em janeiro deste ano. A execução dos trabalhos está sendo feita pela empresa ganhadora da licitação: a Ramos Terraplanagem.

Moradores querem ver o fim da obra

Os moradores estão cansados da situação. Em dias de chuv, a lama toma conta das estradas. E nos dias de sol, é impossível abrir as janelas por conta do pó. Tudo isso porque depois de mais de um ano de trabalhos na região, as vias continuam sendo de barro.

Morador do local há oito anos, Ângelo Rudinei Ribeiro também é diretor da Associação de Moradores. Ele afirma que as obras estão paradas por falta de material e que a informação que a comunidade tem é de que a empresa que está executando o serviço está com dificuldades financeiras. “O pessoal até vai trabalhar, mas fica andando de lá pra cá. Trocam um monte de areia de um lado para o outro da rua, mas só pra gente ver que estão ali. O que dizem é que não tem material para continuar”.

Quanto ao novo prazo para finalização dos trabalhos, Ângelo destaca que foi dado pelos próprios funcionários que estão executando o serviço. “Era pra ficar pronto em julho. Mas nós, que moramos no local, sabemos que não vai ser possível deixar tudo pronto até lá”.

Prefeitura vai emitir outra notificação

A secretaria de Obras da prefeitura de Gaspar, por meio do engenheiro responsável, Ricardo Duarte, afirma que, de fato, o prazo de entrega da pavimentação e qualificação do Loteamento da Margem Esquerda mudou de data, mas passando, na verdade, para agosto. “O prazo é agosto. Porém, já identificamos que a empresa contratada/licitada diminuiu o ritmo e tem apresentado dificuldades financeiras, mesmo as medições e pagamentos estando em ordem”, destaca Duarte. Ele explica que os pagamentos para a empresa são efetuados conforme medição mensal feita pelos fiscais da obra e atestada pelos fiscais da Caixa Econômica Federal. “O aditivo foi incluso na planilha orçamentária da obra. Não se paga o valor total do aditivo se ele não for executado”.

O engenheiro também ressalta que a empresa, Ramos Terraplanagem, foi devidamente licitada e contratada para executar a obra e que a equipe da secretaria de Obras fiscaliza constantemente esta e todas as obras do município. “Para a empresa que executa esta obra, especificamente, já foram emitidas notificações e outra será emitida nos próximos dias, dessa vez por conta da redução da velocidade de produção das lajotas, em decorrência da fiscalização da última semana”.

Para que o serviço no Loteamento da Margem Esquerda seja definitivamente concluído faltam ainda finalizar a estação de tratamento de esgoto, que está em andamento, a pavimentação e sinalização.

 

 

Edição 1906

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.