Lista telefônica

Doação que salva vidas - Jornal Cruzeiro do Vale

Doação que salva vidas

10/09/2018
Doação que salva vidas

Para a maioria das mães, um dos momentos mais esperados depois do nascimento do bebê é hora de amamentar. Porém, nem sempre essa hora é fácil. Em alguns casos, a mãe não tem leite para alimentar o filho recém-chegado. Em outras situações, o alimento vem em excesso. Porém, em ambos os casos, as mães podem procurar o Banco de Leite Humano de Blumenau, que atende a região, inclusive Gaspar.

Foi isso o que aconteceu com a mamãe de primeira viagem Bárbara Soares, moradora de Gaspar. Ela deu a luz ao pequeno Rafael há aproximadamente duas semanas e teve muito leite. Mas, o filho não conseguia fazer a ‘pega’ correta no seio para a amamentação. Ainda no hospital, Bárbara foi orientada para que procurasse o Banco de Leites. “Meu seio estava muito inchado e podia empedrar o leite. Então, as enfermeiras do hospital disseram que no Banco de Leite eu teria ajuda. E assim aconteceu. As meninas de lá ensinaram a fazer a retirada do leite e também falaram sobre como amamentar um recém-nascido. Fui muito bem atendida”, afirma Bárbara.

Casos de Gaspar

A mamãe Bárbara é uma das 82 mães de Gaspar que, apenas este ano, procuraram pelo Banco de Leite Humano de Blumenau. Atualmente, apenas três mulheres da cidade são doadoras de leite materno. “Esse número se modifica mensalmente. Isso porque muitas mães, ao voltarem ao trabalho, costumam deixar de doar para guardar o leite para seus próprios filhos, que ficam em creches ou com cuidadores”, justifica a bioquímica Maria Goreti Dassoler, responsável pelo controle de qualidade da unidade.

Dados 

O Banco de Leite Humano de Blumenau pasteuriza entre 150 e 200 litros de leite por mês. O leite pasteurizado é enviado preferencialmente para os hospitais com UTI neonatal, como o Santo Antônio e o Santa Catarina, em Blumenau. Com o abastecimento desses dois hospitais garantido, o leite é enviado também ao Hospital Santa Isabel, em Blumenau; e o Azambuja, de Brusque.

Armazenamento  

Para fazer a armazenagem correta do leite, é necessário utilizar frascos de livro com tampa plástica, como os da marca de café Nescafé. Além disso, é necessário tirar o rótulo e ferver o vidro para esterilizar antes de colocar o líquido dentro. Ao retirar o leite, é importante marcar a data de retirada no frasco. Logo depois, ele deve ser levado para o refrigerador. Também é preciso ficar atento à conservação do líquido: na geladeira, o leite cru pode ser mantido por até 12 horas e no freezer por até 30 dias. 

Para ser doadora de leite humano

Para doar o alimento que sacia a fome dos recém-nascidos, basta que a mulher entre em contato pelo telefone (47) 3381-7570 ou pelo e-mail bancodeleite@blumenau.sc.gov.br. Após o recebimento da solicitação, é agendada uma visita domiciliar, feita por uma técnica em enfermagem. “Aí é feito o cadastro detalhado da lactante, um treinamento em manejo clínico do aleitamento materno e são repassadas todas as informações sobre como fazer a armazenagem do líquido”, explica a bioquímica Maria Goreti. 

Como pré-requisitos para ser uma doadora de leite humano, é preciso que a mulher seja saudável, tome medicamentos compatíveis com a doação, esteja amamentando, tenha excedente de leite e tenha realizado os exames de pré-natal. É necessário ainda dispor de um congelador ou freezer em bom funcionamento para conservar o leite extraído até o momento do recolhimento.

Para a gasparense Bárbara, além de recompensadora, a experiência foi uma surpresa. Isso porque ela doou cerca de dois vidros e meio de 100 gramas e a quantidade foi suficiente para alimentar quase 20 recém-nascidos. “Foi muito gratificante fazer a doação. Eu não tinha conhecimento dessa situação e, após ir até lá, vi a importância que tem a doação. Depois de saber que ajudei cerca de 20 crianças, fiquei mais feliz ainda. É uma quantidade enorme de bebês que puderam tomar um leitinho bem cuidado, porque eu tirei com todo carinho do mundo. Como se fosse para o meu filho”.

 

 

Edições: 1867

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.