Lista telefônica

Etapa regional do Dança Catarina será em Gaspar - Jornal Cruzeiro do Vale

Etapa regional do Dança Catarina será em Gaspar

18/10/2018
Etapa regional do Dança Catarina será em Gaspar

Fomentar a dança e preservar a educação integral da criança edo adolescente na construção de sua cidadania. Com esses objetivos, o fim de semana será marcado pelo talento dos bailarinos e bailarinas que competem no Festival Escolar Dança Catarina. A fase regional, composta por quatro etapas, terá sua primeira parte sediada em Gaspar neste sábado e domingo, dias 20 e 21 de outubro. As apresentações acontecem no Ginásio João dos Santos, a partir das 18h30.

Na oportunidade, participam 16 instituições de ensino que representam os municípios integrantes das Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) de Ituporanga, Rio do Sul, Taió, Ibirama, Blumenau, Timbó, Joinville e Jaraguá do Sul. Em Gaspar, serão 264 artistas disputando as categorias Infantil (12 a 15 anos), dividida em dança popular e livre; e Juvenil (acima de 15 anos), abrangendo a dança livre.

Após a fase de Gaspar, o festival segue rumo Itá, no Oeste do estado. Lá, nos dias 9 e 10 de novembro acontece a seleção das escolas de São Miguel do Oeste, Dionísio Cerqueira, Itapiranga, Palmitos, Maravilha, São Lourenço do Oeste, Quilombo, Xanxerê, Chapecó e Seara. Posteriormente, nos dias 16 e 17, a regional chega em Balneário Camboriú, com a peneira de Florianópolis, Brusque, Itajaí, Laguna, Tubarão, Criciúma, Braço do Norte e Araranguá. A temporada termina em Caçador, nos dias 23 e 24, com as escolas de Lages, São Joaquim, Campos Novos, Curitibanos, Caçador, Joaçaba, Videira, Mafra, Canoinhas e Concórdia.

Presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Natália Lúcia Petry afirma que está feliz com o andamento do festival. “Este é um projeto que atingiu uma qualidade técnica considerável para alunos do ensino fundamental de nosso estado. A vivência com a dança, além de ser mais uma opção de atividade na vida desses jovens, tem sido importante no desenvolvimento da capacidade psicomotora, bem como no processo de cidadania e socialização de indivíduos”.

 

Edição 1873

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.