Lista telefônica

Idosa encontrada morta em Gaspar é enterrada e família suspeita de assassinato - Jornal Cruzeiro do Vale

Idosa encontrada morta em Gaspar é enterrada e família suspeita de assassinato

03/12/2017
Idosa encontrada morta em Gaspar é enterrada e família suspeita de assassinato
Postagem em 03/12/17 - 17h


Foi debaixo de chuva e sob a comoção de familiares e amigos que Valmerina Tonholi, de 73 anos, foi enterrada. O enterro aconteceu às 9h de domingo, dia 3 de dezembro, no Cemitério Municipal de Gaspar, menos de um dia após seu corpo ter sido encontrado jogado às margens da Rodovia Ivo Silveira, em Gaspar.

O corpo de Valmerina, mais conhecida como Cebola, foi encontrado por populares nas proximidades da entrada do bairro Macuco, em Gaspar. Junto dele estava a bolsa, dinheiro, documentos e os chinelos da vítima. Apesar de os pertences estarem junto do corpo, a família acredita na possibilidade de um assassinato. Isso porque a casa de Cebola foi encontrada totalmente aberta e o local onde o corpo estava não fazia parte do trajeto realizado pela vítima. Além disso, a idosa estava com marcas no pescoço, que levam a crer que ela foi asfixiada. Agora, a polícia vai investigar o caso.

----------------------------------

Postagem em 02/12/17 - 13h30

Corpo de idosa é encontrado às margens da Rodovia Ivo Silveira, em Gaspar

O Corpo de Bombeiros de Gaspar foi acionado por volta do meio dia deste sábado, dia 2 de dezembro, para auxiliar o Instituto Geral de Perícias (IGP) na retirada de um corpo encontrado às margens da Rodovia Ivo Silveira, em Gaspar. O corpo foi localizado no mato, nas proximidades da entrada do bairro Macuco, e foi encontrado por populares. O corpo foi identificado como sendo de Valmerina Tanholi, de 73 anos, mais conhecida como Cebola. Junto dele, foi encontrada a bolsa, dinheiro, documentos e chinelo da vítima.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, devido ao estado do corpo acredita-se que ele estava naquele local a pelo menos 24h. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal de Blumenau e as causas da morte serão investigadas.  

Valmerina morou muitos anos na rua Pedro Schmitt Junior, no bairro Poço Grande. Foi casada com o falecido João Tanholi. Atualmente, morava no bairro Santa Terezinha. Ela deixa filhos e netos.  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Edição 1829

 

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.