Lista telefônica

Os dez maiores salários da Prefeitura de Gaspar - Jornal Cruzeiro do Vale

Os dez maiores salários da Prefeitura de Gaspar

09/02/2018
Os dez maiores salários da Prefeitura de Gaspar

Por Indianara Schmitt 

Um ditado muito conhecido diz que ‘para quem paga, é muito. Para quem recebe, é pouco’. Então, vamos a duas situações. Primeiro: um funcionário de uma empresa privada trabalha em horário comercial e recebe, mensalmente, o piso da sua categoria. Suponhamos que este valor chegue em R$2.500,00. Segundo: determinado servidor público tem como salário base o valor de R$3.239,65. Com averbação, ele recebe um acréscimo de R$8.388,29. Somando esses dois valores aos benefícios que lhes são de direito, o servidor recebe, mensalmente, o valor de R$18.684,81.

Quando comparadas as duas situações, é inevitável que a palavra ‘desigualdade’ seja a primeira a vir à mente. O que está em questão, porém, não é o cargo que cada um dos trabalhadores ocupa. Afinal, cada função desempenhada pode gerar, sim, grande diferença na folha de pagamento ao final do mês. O ponto principal é, na verdade, a grande diferença salarial no setor público e privado.

Você sabe quais são os maiores salários?

Hoje, o maior salário pago pela Prefeitura de Gaspar é para um professor, que recebe todo mês R$18.684,81. Ainda falando da profissão ‘professor’, vamos a mais um ponto: na lista dos 10 maiores salários, cinco deles são pagos a professores. Junto dos profissionais da área da educação estão também veterinário, engenheiro civil, desenhista e fiscal. Confira na lista quais são os maiores salários pagos pela Prefeitura de Gaspar:

 

Por que o valor é tão alto?

Quando o assunto é piso salarial, os profissionais da área da educação são sempre os primeiros a serem lembrados. Isso porque a categoria muitas vezes não é valorizada como deveria. Mas então, porque cinco dos 10 salários mais altos pagos pela Prefeitura de Gaspar são para professores?

Segundo o Secretário de Administração de Gaspar, Roberto Pereira, todos os funcionários da lista possuem salários com averbação. Ou seja, eles receberam um complemento salarial que era permitido de acordo com o artigo 76 do Estatuto do Servidor 1305/1991. “Mais tarde, o PT criou uma lei onde, a cada ano, um servidor comissionado recebia o acréscimo de 10% em seu salário. Esse valor era cumulativo e se transformou nesse montante. Essa lei foi extinta na Reforma Administrativa de 2015, mas os funcionários da gestão anterior continuam recebendo o valor cumulativo do benefício”, explica.

Hoje, os 10 maiores salários com averbação pagos pela Prefeitura de Gaspar somam, anualmente, R$2.171.541,32.

Prefeito, vice e secretários

Na relação de salários apresentada pelo Jornal Cruzeiro do Vale, não é comparado o salário do prefeito, vice e dos secretários. Hoje, o prefeito recebe o valor bruto de R$24.859,27. Já o salário do vice-prefeito é de R$11.473,78 e dos secretários R$11.627,94.

Samae e Câmara

Os salários dos funcionários do Samae e da Câmara de Vereadores de Gaspar não foi comparado na tabela. Isso porque os dois possuem caixas próprios e as saídas não são vinculadas com o caixa da prefeitura.

Quadro de funcionários

Atualmente, contando com os colaboradores do Samae e da Fundação de Esportes, a Prefeitura de Gaspar conta com 1.117 servidores efetivos, 97 servidores comissionados e 67 servidores afastados pelos mais diversos motivos, como doença, óbito de familiar, tratamento de saúde de familiar, casamento e paternidade.

Além dos salários, a prefeitura gasta altos valores com atestado médico, licença prêmio e atestado para tratamento de familiar. Somados os três itens, em 2012 a prefeitura registrou um gasto extra de R$1.589.947,47; em 2013 de R$1.787.252,06; em 2014 de R$1.865.130,04; em 2015 de R$2.162.971,89; em 2016 de R$2.617.151,11 e em 2017 de R$2.341.466,95.

 

Edição 1837

Comentários

ACarlos
13/02/2018 10:10
Que isto é revoltante, é sim, porém quem cria as leis é o poder legislativo (vereadores) e foram eles que aprovaram. Se voltarmos ao passado, veremos que muitos dos que estão no poder hoje e criticando, faziam parte do nosso legislativo. Então agora a pergunta é, mesmo que fossem minoria, por que na época não colocaram, com se diz, a boca no trombone, denunciando, ao menos para o povo gasparense saber o que estava acontecendo, mas não, ficarem quietinhos, mostrando que no legislativo na verdade, também aqui em Gaspar, é um balcão de negociações. Mas eles não represento o povo ? Pode até ser, mas em primeiro lugar vem o interesse deles próprios, depois o povo...
Augusto
13/02/2018 01:26
Quem diria seu Neivaldo. Enrolou, enrolou e saiu de fininho deixando a educação de Gaspar um caos.
Quem te acompanhou esses anos todos com aquele cacuete de subir as calças fazendo pressão na cinta...caramba, seu discurso redundante, conhecimento parco... só enrolando e pensando na grana. Agora está em uma escolinha fingindo que ...? O que mesmo? Coordenador? Fosse liso camarada.
Miguel José Teixeira
09/02/2018 15:51
Parabéns! Excelente matéria.
Aproveitando o tema:

"Uns trabalharam, os outros receberam o salário." (Manúcio - tipógrafo italiano)
Cleiton de Oliveira
09/02/2018 11:20
A administração que ficou 8 anos no comando da Prefeitura cometeu diversos ates de tráfico de influência. Notem que praticamente todos os servidores com esses salários desproporcionais a realidade, são pessoas envolvidas com o partido de Celso Zuchi.
Nico
09/02/2018 09:34
Bom dia, vergonhoso ver tantos salários altos e tão pouco sendo feito, atualmente se fala muito junto a administração da prefeitura em mudanças...realmente estas precisam acontecer principalmente no corte de gastos extras como os acima citados, em mais de 01 anos na administração da prefeitura o PMDB não inova (sou isento de qualquer partido), somente é verificado cobranças a mais...esta na hora de mudanças sem mexer no dinheiro do povo,
Nelson
09/02/2018 09:24
Todos ligados ao PT, quando eu digo, que esse Partido (PT) não vale nada, isso é uma vergonha.

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.