Lista telefônica

Prefeitura de Gaspar se posiciona sobre denúncia de Improbidade Administrativa - Jornal Cruzeiro do Vale

Prefeitura de Gaspar se posiciona sobre denúncia de Improbidade Administrativa

24/04/2018
Prefeitura de Gaspar se posiciona sobre denúncia de Improbidade Administrativa

Após denúncia de Improbidade Administrativa devido a contratação de Alexandre Gevaerd como Secretário de Planejamento de Gaspar, o prefeito Kleber Wan-Dall afirma que está tomando todas as medidas legais para garantir a permanência de Gevaerd na prefeitura. Para o prefeito, esta situação é lamentável e tem cunho inteiramente político. “Ele é um profissional competente e qualificado. É um ícone de engenharia e mobilidade urbana no Vale do Itajaí e sua permanência aqui é muito importante para Gaspar. Ele está fora do circulo político do governo e foi escolhido por questões totalmente técnica. Estamos juntando esforços para fazer as tratativas legais necessárias para garantir sua permanência no município”, garante o prefeito.

Entenda o caso

Em sessão na Câmara de Vereadores de Gaspar no dia 17 de abril, o vereador Cícero Giovane Amaro usou a tribuna para falar de uma possível denúncia ao Ministério Público pelo ato de Improbidade Administrativa devido a contratação de Alexandre Gevaerd para o cargo de Secretário de Planejamento de Gaspar. Após solicitar documentos para a Universidade Regional de Blumenau (Furb), o vereador constatou que Gevaerd ocupa dois cargos públicos ao mesmo tempo: o de secretário e o de professor universitário. A situação é vedada pela constituição.

Desde a denúncia, a situação segue sendo analisada pelo poder público. Até o momento, Gevaerd continua no cargo de Secretário de Planejamento de Gaspar.

 

 

Comentários

FERNANDO BERNARDI
26/04/2018 15:39
É uma vergonha quando quem está no executivo ou no legislativo faz uma denúncia pelo lado politico. Conheço o Alexandre, foi meu professor de engenharia na Furb em 2004, após me formar em Engenharia Civil tive diversas conversas profissionais com ele enquanto estava Secretário, do então IPPUB em Blumenau.
Conheço sua índole e competência profissional, se estava incorreta sua situação tem que corrigir, o executivo de Gaspar não pode perder um profissional desse gabarito. Ele tem muito a contribuir por Gaspar pois a Mobilidade Urbana dessa cidade está um caos há muito tempo.
É UMA PENA QUANDO SE FAZ DENUNCIA COM VIES POLÍTICO! A POLITICA É O QUE NÃO DEIXA ESSE PAIS CRESCER! REFORMA POLITICA JÁ!
Servidor
25/04/2018 11:29
É uma vergonha o prefeito compactuar com algo assim, pois dessa forma também quero ter esse direito, faltar 14 horas por semana no meu cargo de efetivo e poder trabalhar em outro lugar e acumular mais uma renda.
E é bem como foi dito antes, se o vereador não pode, porque o secretário pode?
Espero que o vereador provoque o MP e a justiça para que se faça cumprir a LEI e o prefeito veja que como o sr. LULA ele não está acima dela.
Diogo
25/04/2018 10:50
A lei é clara: o Administrador público só pode fazer o que está na lei. Se houve um erro, tem que ser corrigido. Nós na iniciativa privada, se erramos, pagamos. A população tem que parar com esta ideia ah o cara roubou , mas fez, a pessoa é bem intencionada. Estamos na era da informação, o país endividado, não dá para aturar este amadorismo ou pior má fé. Numa avaliação pessoal esta ideia do Binário foi mal divulgada, impopular e o pior: mal feita. Este é o trabalho da câmara: fiscalizar. Parabéns ao vereador, que a verdade prevaleça.
cristiano
25/04/2018 08:48
Cristiano
Pessoal por mais competente que ele seja,a partir do momento que se assume um compromisso com carga horaria de trabalho no mínimo tem que se cumprir sua jornada,com o salario pago ao secretario é o mínimo que se espera.
O sr. secretário sendo um profissional tão competente,imagine ele dedicado em tempo integral aos anseios da comunidade.
Paulo
25/04/2018 00:09
Não conheço o Secretário Alexandre Gevaerd, mas pela fotografia percebe-se que é um homem vivido, experiente, provavelmente pai de familia e ainda a reportagem informa ser Professor Universitário. É extremamente vergonhoso para ele, Furb e Prefeitura esta situação, ainda mais por ser engenheiro e educador que deveria primar pela ética, moral e sobretudo ser um ícone de exemplo. Seu curriculo não justifica todo este embaraço de incompatibilidade de horários, o minimo que se espera dos envolvidos é reconhecer o erro, desculpar-se e de alguma forma reparar os prejuízos provocados ao municipio.
Funcionario Publico
24/04/2018 23:39
Em nenhum momento foi questionado a capacidade dele, e ninguém pode querer se posicionar acima da lei, nem mesmo o sr. Prefeito. O Prefeito pode fazer tudo que a lei o permite e nada que a lei condene sem exceções. ..
Carlos
24/04/2018 22:16
Deveria ter ficado em Brusque ou Blumenau que são piores que nós em mobilidade... Tchau
Rodrigo da Silva
24/04/2018 21:22
A lei é igual para todos,porque quando foi para o Cicero eles tbm não procuraram uma soolução boa para todos
Cláudio
24/04/2018 19:07
Senhor Thiago, a questão aqui é simples. Agir contra a lei, crime de improbidade administrativa. Isso vem acontecendo a mais de um ano, e com o aval do Prefeito e todo seu secretariado. O dano causado ao erário é enorme, beira a casa dos 40 mil reais e quem está pagando para ele não estar trabalhando somos nós, cidadãos gasparenses. Espero que o ministério público se interesse pelo caso e mais vereadores passem a fiscalizar e denunciar o quem ocorrendo de errado no município.
Andre
24/04/2018 18:51
Sr. Prefeito, lamentável é sua posição perante um assunto tão grave, onde o Secretário Gevaerd se afasta diversas horas ao mês para lecionar na Furb, e não tem nenhum desconto na folha de pagamento da Prefeitura conforme pode ser apurado no portal da transparência, cujo salário mensal é de R$ 11.845,39 pagos com impostos da população gasparense.
Nos deparamos diariamente com diversos escândalos a nível nacional de propinas, superfaturamento e outros, e em Gaspar no momento infelizmente vivemos algo parecido. Não sei se é ilegal ou não, a ocupação em dois cargos públicos, mas tenho certeza que é imoral um funcionário ser pago por duas empresas para estar desempenhando ao mesmo tempo suas atividades.
Por favor Sr. Prefeito não nos desaponte, faça parte da mudança que queremos ver em nosso país, e faça valer o meu voto que depositei em sua pessoa na última eleição. Se optar pela permanência do Secretário que seja para trabalhar integralmente respeitando o horário da Prefeitura, e providencie a devolução dos vencimentos pagos indevidamente quando o mesmo estava na Furb, vamos acompanhar no portal da transparência os devidos descontos. Obrigado!
Thiago
24/04/2018 16:33
Tive á honra de ser aluno dele na engenharia civil, o professor Gevaerd é um grande professor com uma vasta experiencia em mobilidade urbana, já atuando em vários municípios como Brusque, Blumenau e Gaspar atualmente, quem será mais prejudicado será a população por quem clama a muito tempo por melhoras na mobilidade urbana no município que sempre foi um caos.
Minha opinião que a maioria desses vereadores, se concentrassem em vários problemas mais sérios, que precisam serem resolvidos, em vez de trancar pessoas que gostam de trabalhar e se esforçar em prol da população. Gaspar tem muitos problemas de gestão antiga para resolver, uma delas infraestrutura e a mobilidade urbana entre outras.

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.