Lista telefônica

Tubulação de esgoto transborda em banheiros de residências no Pocinho - Jornal Cruzeiro do Vale

Tubulação de esgoto transborda em banheiros de residências no Pocinho

09/11/2018
Tubulação de esgoto transborda em banheiros de residências no Pocinho

Imagine a seguinte situação: você está com visita em casa. De repente, começa a chuva forte. Sua visita resolve ir ao banheiro e, quando abre a porta, uma surpresa... o local está inundado de esgoto. Essa é a infeliz realidade dos moradores da rua da Conceição. Localizada próxima a divisa entre Gaspar e Ilhota, a via parece não fazer parte da lista de ruas que precisam de manutenção em Gaspar.

A situação é tão crítica que o pó e a grande quantidade de buraco presentes na rua se tornam problemas pequenos quando comparados com os problemas com a tubulação. Thiago Junio mora no início da rua e está inconformado com esta realidade. Ele conta que em dias de muita chuva o esgoto volta pelo ralo do banheiro e a rua fica inundada. “Nós, moradores, estamos tão cansados que nem pedimos mais pavimentação. Só queremos a manutenção. A tubulação que temos é antiga e não dá conta das chuvas”.

O que mais revolta o morador é a falta de consideração do poder público. “Minha empresa ficava em Ilhota e eu mudei para o endereço de casa. Como de praxe, paguei o alvará na prefeitura e fiz tudo o que o Meio Ambiente pediu: limpeza de fossa, autorização de uso do solo, empresa coletora de resíduos. O mínimo que esperamos é que o esgoto não volte para dentro de casa. Imagine se eu estou com cliente na hora que isso acontece?!”.

Marilze Coradini Sabel mora na rua da Conceição há 35 anos e conhece de perto os problemas relatados por Thiago. “Eu moro mais pro final da rua, mas sei das bactérias e do mau cheiro que o esgoto que volta causa. Em frente à minha casa, os buracos sempre tomam conta. Como é raro fazerem manutenção, meu marido é quem pega o trator e tampa os buracos”, destaca.

Problema de um, problema de todos

Segundo a moradora Maria Elísia Fischer, essa situação se repete há cerca de dois anos. “Quando chove, inunda tudo. Em vez de o esgoto pegar o caminho da rua, ele volta para dentro do meu banheiro. Está há uns dois anos assim”, lamenta.

Anadira Farias chegou a perder inquilinos por causa dessa situação. “Essa situação é ridícula. Quando chove, entra esgoto dentro de casa. Sem falar do pó, que é insuportável. Faz uns 10 anos que moro aqui e sempre prometem que vão arrumar, mas não fazem nada. Meus inquilinos chegaram a sair da casa que eu tinha alugada por causa disso. Quando quem está no poder precisa de nós, moradores, eles são legais. Mas, quando nós precisamos, eles não estão nem aí”.

O que diz a prefeitura

Segundo o Diretor de Obras da Prefeitura de Gaspar, uma equipe da secretaria esteve na rua em agosto deste ano e realizou a limpeza de algumas bocas de lobo. “Abrimos as que estavam com problemas. Agora, temos que avaliar porque está voltando o esgoto. Vamos ver se conseguimos detectar qual é o problema, se é a deslocação entre o tubo e a vala ou a tubulação. Nesta sexta vamos formar a agenda de trabalhos da semana que vem e vamos encaixar para ir lá, provavelmente”, garante.

Sobre o patrolamento na rua, Amauri afirma que a secretaria de Obras está priorizando os principais corredores da cidade e que logo deve realizar a manutenção nas demais vias.

 

Edição 1876

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.