Lista telefônica

Voluntários da Defesa Civil de Gaspar passam por treinamento em meio à mata - Jornal Cruzeiro do Vale

Voluntários da Defesa Civil de Gaspar passam por treinamento em meio à mata

12/11/2018
Voluntários da Defesa Civil de Gaspar passam por treinamento em meio à mata

Enchente, deslizamentos e enxurradas. Em novembro de 2008, Gaspar sediou uma série de episódios tristes. Além dos danos materiais, a catástrofe fez muitas vítimas. Muitas, inclusive, fatais. Desde então, a história da cidade Coração do Vale tem uma mancha. É um misto de luto com a esperança de que situações como esta nunca mais se repitam. Passada uma década, a atual Defesa Civil do município está focada em prevenir a população e orientá-la para diminuir os danos em desastres naturais que possam atingir a região.

Em novembro, o órgão promove uma programação especial em alusão aos dez anos da tragédia que marcou Gaspar. Nos dias 10 e 11 de novembro, o grupo de voluntários da Defesa Civil participou de um acampamento no parque Mata Nativa, no bairro Gasparinho, com o objetivo de treinar a equipe para situações delicadas. “Nossa finalidade foi capacitar os participante para que possam auxiliar os socorristas em situações de emergência. Queremos tornar Gaspar mais eficiente e preparada para enfrentar essas questões caso seja necessário”, explica Rafael Araújo de Freitas, superintendente da pasta.

Ao todo, 20 voluntários participaram da experiência, que teve início às 5h de sábado, dia 10 de novembro, quando o grupo saiu da frente da Prefeitura de Gaspar e caminhou até o local do acampamento. A caminhada teve cerca de 7 quilômetros e durou quase duas horas. A chegada foi registrada por volta das 6h50, quando aconteceu o hasteamento da bandeira, a revista nas mochilas para recolher os alimentos e também foram repassadas as instruções sobre os momentos seguintes.

O treinamento

Os integrantes receberam treinamento sobre primeiros socorros com o Sargento Gil e o socorrista do Samu Paulo. Na oportunidade, os profissionais repassaram aspectos de mobilização, transporte de pessoas em locais de difícil acesso, verificação de sinais vitais e outras técnicas. Em seguida, houve uma pausa para o almoço: pequena quantidade de alimento, para simular a falta do mesmo, ingerindo apenas o essencial para não ficarem debilitados. Depois, o sargento Fabiano, do Corpo de Bombeiros de Gaspar, liderou buscas terrestres com GPS e bússola em pontos estratégicos.

Os voluntários passaram ainda por provas que fizeram com que eles passassem pelo meio da mata e pela cachoeira e etapas que exigiram muito autocontrole para chegar ao final. Durante o treinamento, quatro participantes desistiram antes do término e 16 concluíram todas as provas.

Conforme destaca Rafael, a ideia deu mais do que certo. “O resultado foi muito positivo. Só quem passa por um treinamento com este que sabe. Foi uma experiência indescritível. As pessoas superaram seus limites de forma voluntária, se dedicaram a isto por uma boa causa. Ficaram sem comer por muitas horas, extremamente cansados, em meio a chuva e lama, caminhando dia e noite. Agradeço a colaboração de todos os voluntários da Defesa Civil, bombeiros militares e comunitários e Ditran”.

Apoiadores

Parte do sucesso do acampamento se deve também ao apoio dos apoiadores. São eles: Cruzeiro do Vale, Círculo S/A, Segalas, JK Carnes, Delícias do Vale, Parque Mata Nativa, BCG, Restaurante Questão de Gosto e Disk Água e Gás Gasparzinho.

Bootstrap Slider

 

Ediçãõ 1879
 

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.