Lista telefônica

Em nove dias, Procon catarinense recebe 99 reclamações por preços abusivos - Jornal Cruzeiro do Vale

Em nove dias, Procon catarinense recebe 99 reclamações por preços abusivos

30/05/2018
Em nove dias, Procon catarinense recebe 99 reclamações por preços abusivos

O Procon de Santa Catarina contabiliza 99 denúncias por preços abusivos devido a greve dos caminhoneiros, que na terça-feira, 29, completou nove dias. Destas reclamações feitas pelo telefone 151, 77 foram de combustível, 13 de supermercados, seis de gás de cozinha (Gás Liquefeito do Petróleo, GLP) e três de outros produtos ou serviços.

O diretor do Procon-SC, Michael da Silva, informou que o órgão está apurando as denúncias de cada caso e se forem comprovados os aumentos abusivos, os estabelecimentos podem ser multados e sofrer outras sansões, como aconteceu em alguns postos de combustível na última semana. “Orientamos os consumidores que fiquem atentos, comparem os preços praticados pelos estabelecimentos e denunciem. No caso dos combustíveis, é importante ainda verificar se o valor divulgado é o mesmo que está sendo praticado na bomba”, explicou.

Ações

O diretor Michael relatou que na última sexta-feira, 25, se reuniu com o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Minerais da Grande Florianópolis (Sindópolis), para que seja inibido qualquer reajuste no preço do combustível quando reiniciar o reabastecimento na região. O Procon/SC também emitiu nota ao Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina autorizando os estabelecimentos a limitarem a quantidade de litro de combustível por cliente, visando atender o maior número de consumidores.

Em conjunto com a Associação Catarinense de Supermercados (Acats), ainda na última quinta-feira, 24, o Procon/SC emitiu recomendação técnica aos estabelecimentos comerciais, informando ser possível limitar a quantidade de produtos por consumidor frente aos atuais acontecimentos, desde que tenha a informação clara e precisa e que não haja aumento de preço.

Ainda devido ao elevado número de reclamações, quanto ao aumento do GLP, o Procon/SC emitiu ofício circular aos Procons Municipais, para que realizem levantamento e atos fiscalizatórios sobre a venda do gás.

Como denunciar

Para denunciar o consumidor pode ligar para o telefone 151 do Procon estadual, pelo site www.procon.sc.gov.br ou ainda em um dos 95 Procons municipais.

O Procon estadual está  localizado na Rua Victor Meirelles, nº 53, Centro, Florianópolis, mas atende cidadãos de qualquer cidade do Estado. Já os Procons municipais atendem apenas moradores da cidade em que estão instalados ou onde ocorreu o caso que gerou a reclamação do usuário. Para moradores de cidades onde não há Procon, ou para pessoas que não tenham condições de se deslocar as denúncias podem ser feitas pelo 151.

 

Edição 1853

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.