Lista telefônica

Intolerância: o mal do século - Jornal Cruzeiro do Vale

Intolerância: o mal do século

29/09/2017

Intolerância, por óbvio, é a ausência de tolerância. Ou seja, a falta de compreensão ou aceitação em relação a algo, que por vezes pode ser demonstrado por meio de ódio, violência ou somente indiferença.

Uma sociedade tolerante deve tolerar o intolerante? Intolerância é sinônimo de ignorância?

Trago três exemplos de diferentes áreas para que possamos nos posicionar melhor, claro, tolerando qual for a decisão:

1) Uma pessoa chega em casa de viagem após duas semanas ausente em trabalho. Ao abrir a porta da residência e entrar no quarto, encontra seu marido ou mulher com outro (a) na cama. O que é ser tolerante neste momento?
2) Alcunhar alguém de fascista ou golpista por ser contra o seu posicionamento político, estariam o militante sendo intolerantes com as diferenças partidárias?
3) Entre 2011 e 2016, 113 torcedores morreram no Brasil vítimas de brigas de torcidas de futebol. Haveria uma intolerância recíproca entre as torcidas rivais?

Há outros infinitos cenários em que a intolerância reina. Por exemplo, na religião e no racismo. Então, qual a “cura” para intolerância? A resposta é simples: tolerar.

Tolerar é sinônimo de respeitar, conviver com diferenças de forma pacífica e harmoniosa.

Se a resposta é tão tola, por qual motivo a intolerância está conquistando o mundo com ameaças de guerras, atentados terroristas e brigas que vão do quintal do vizinho, passam pelo bar da esquina e vão até o trabalho ou lazer do final de semana?

De outro lado, se a intolerância pode ser sinônimo de ignorância ou falta de senso crítico, não seria uma intolerância com os ignorantes?

E você, acha que uma sociedade tolerante deve tolerar o intolerante?

 

Edição 1820
 

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.