Lista telefônica

Economia e Negócios - Jornal Cruzeiro do Vale

Por Augusto Diegoli

20/01/2017

Perda de produtividade
É de 1 trilhão de dólares o quanto os países devem gastar por ano para tratar problemas de saúde e recuperar a perda de produtividade devido ao uso de tabaco. O levantamento foi feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos (NCI). Eles elaboraram relatório que trata dos impactos do fumo na economia dos países e na saúde da população. 


Solução de conflitos
As vias adequadas de solução de conflitos previstas em lei, como a conciliação, a arbitragem e a mediação, são plenamente aplicáveis à Administração Pública e não se incompatibilizam com a indisponibilidade do interesse público, diante do Novo Código de Processo Civil e das autorizações legislativas pertinentes aos entes públicos. 


As melhores cidades
Florianópolis é a terceira melhor cidade do Brasil para se viver, segundo levantamento feito pelo IBGE, com base no IDH e considerando a qualidade de vida. As duas primeiras são São Caetano do Sul e Águas de São Pedro, em São Paulo. Balneário Camboriú aparece na sexta colocação. Entre as 30 melhores do País, Santa Catarina desponta com 10: Joaçaba (8ª), São José (17ª), Blumenau (19ª), Rio Fortuna (21ª), Jaraguá do Sul (25ª), Rio do Sul (26ª), São Miguel do Oeste (28ª) e Concórdia (30ª). 


Recuperação judicial
Foi de 1.770 o número de pedidos de recuperação judicial no Brasil em 2016, um novo recorde desde que o Serasa Experian deu início à série histórica do levantamento, em 2005. O setor de serviços liderou o ranking: foram 713 ocorrências, a mais famosa delas da Oi. Culpa da recessão econômica, segundo o Serasa Experian. 


Atracadouro em BC
Chega com ânimo ao setor de turismo catarinense a inauguração do mais novo atracadouro do Estado, inaugurado em BC. Além da capacidade para 36 embarcações, a estrutura do Atracadouro Barra Sul, erguido pelo Grupo Tedesco, tem tudo o que é necessário para receber passageiros de cruzeiros para passarem pelo litoral brasileiro. Os navios ficarão ancorados a um quilômetro do molhe da Barra Sul, mas os turistas virão para o balneário por meio de tênderes, pequenas embarcações que também são usadas, por exemplo, em Porto Belo. 

 

Edição 1784

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.