Lista telefônica

Artigos - Jornal Cruzeiro do Vale

Diálogo e crescimento

13/10/2017 09:45
Por Ademir Zanella, presidente da Fundação CELESC de Seguridade Social

Ouvir o outro. Perceber suas necessidades e angústias. Reconhecer suas contribuições e corresponder. É essa atenção capaz de diferenciar qualquer relação e que se torna ainda mais eficiente quando pensamos no atendimento às pessoas.

As pesquisas de satisfação são capazes de revelar muito sobre como os esforços são percebidos por quem realmente importa. Com mais de oito mil famílias atendidas, a Fundação Celesc de Seguridade Social – CELOS completa 44 anos se empenhando em transformar suas ações levando em consideração a opinião dos participantes. Anualmente a instituição realiza esse levantamento, abordando as diversas áreas para identificar os pontos mais fracos e os mais fortes quando o assunto é atender as expectativas. E, felizmente, o retorno de cada entrevistado é muito motivador. As críticas são voltadas para o crescimento da Fundação e aperfeiçoamento das atividades, beneficiando a todos e mostrando que os esforços já empregados com resultados das pesquisas anteriores surtiram efeito muito positivo. Sendo assim, no próximo ano os índices devem ser ainda melhores.

Esse cuidado com a opinião do próximo é ainda mais relevante quando recordamos os reais interesses da CELOS: proporcionar a segurança e conforto aos participantes por meio dos planos de previdência e assistenciais. Desse modo, a confiança depositada na Fundação deve ser retribuída de forma ainda mais significativa, com zelo pelo patrimônio e, sobretudo, transparência.

Muito tem sido feito desde a estruturação de uma governança robusta, constituição de uma carteira de investimentos cada vez mais segura, com ações que visam melhorar a qualidade de vida, por meio do Programa Sua Saúde e diversas outras frentes que a CELOS se empenha em realizar.

O importante de toda essa relação, no entanto, é perceber que ela é construída mutuamente, contando com o apoio e respeito dos participantes que diariamente ajudam a tornar a Fundação melhor e mais plural. Um vínculo que necessita ser preservado e fortalecido. Aprender com as opiniões distintas, transformando as divergências em combustível para voos cada vez maiores é uma das premissas da atuação da CELOS.

 

Edição 1822
 

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.
 

Artigos

Ouvir o outro. Perceber suas necessidades e angústias. Reconhecer suas contribuições e corresponder. É essa atenção capaz de diferenciar qualquer relação e que se torna ainda mais eficiente quando pensamos no atendimento às pessoas.

De forma repetitivamente disruptiva o mundo vive ciclos que continuarão a se aperfeiçoar na medida que eles circulam e avançam na história. Uns mais curtos, outros mais longos, mas o que não podemos negar, é que eles vêm e vão.

Pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia realizaram uma pesquisa buscando avaliar o relacionamento entre mãe e filhos considerando a religiosidade.

Venho através deste texto reforçar as palavras do Marcelo Tiago Marques, publicado neste mesmo jornal – edição 1817, página 15. Parabenizo o Marcelo pelo ótimo artigo mas gostaria de complementar o que ele escreveu, representando a maioria esmagadora das “pessoas do bem” dizendo, BASTA.

O país passa por uma grande crise política, econômica e de desconfiança dos serviços prestados pelo Governo Federal e empresas privadas. 

As chamadas clínicas populares apresentam-se como uma nova opção de negócio que favorece pacientes, médicos e profissionais da saúde. 

Atlas, ou Atlante, na mitologia grega, era casado com Pleione, com a qual teve sete filhas conhecidas como Plêiades (as conhecidas estrelas do céu).

Desde segunda-feira última o empresário gasparense José Altino Comper, diretor da nossa tradicional Círculo, é o novo presidente do Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e do Vestuário de Blumenau (Sintex), a cuja diretoria já vinha integrando como seu vice-presidente.