Lista telefônica

Artigos - Jornal Cruzeiro do Vale

Novas tecnologias chegam ao campo

É grande a evolução tecnológica do mercado agrícola ao longo dos últimos anos, sobretudo nas áreas de eletrificação, conectividade e comunicação à distância. Uma das principais tendências no setor é o avanço dos motores elétricos nos diversos sistemas de acionamento de máquinas e implementos, em substituição aos mecânicos ou eletro-hidráulicos.

O foco da eletrificação é elevar a precisão e a flexibilidade dos sistemas, bem como viabilizar novas funcionalidades, que não são possíveis de atingir com os sistemas tradicionais, como fazer ajustes mais rápidos de acordo com as variáveis ambientais, receber alertas de erro e monitorar operações por telemetria, entre diversos outros recursos.

Outra tendência é o avanço de máquinas totalmente conectadas. Exemplo disso é um caminhão ou trator de transbordo canavieiro, que acompanha em piloto automático uma colhedora de cana. Além de operar em velocidade e posição adequadas para o descarregamento, o veículo não trafega sobre as raízes, que sobram dentro e fora da terra, evitando impactos sobre a produtividade do próximo ciclo.

Coração de todo negócio, a conectividade proporciona grandes benefícios para uma fazenda. Com novas tecnologias que dão acesso em tempo real a informações da frota em operação no campo, os produtores rurais podem tomar decisões com maior assertividade, como identificar o momento ideal para iniciar uma colheita ou semeadura, por exemplo.

Atualmente o agricultor deseja conectar todos os meios produtivos de uma fazenda com foco numa gestão mais apurada dos negócios, que possibilite aumentar a produtividade e ampliar a confiabilidade da frota. Em época de safra, evitar paradas não programadas significa impedir grandes prejuízos ao agronegócio.

Um dos principais desafios para o pleno aproveitamento dessas e outras tecnologias é melhorar a infraestrutura no Brasil, sobretudo em telecomunicações extensivas ao campo. Atualmente a infraestrutura já representa um obstáculo para a utilização de tecnologias embarcadas disponíveis em máquinas, inovações que poderiam trazer resultados fantásticos para a economia.

Hoje o agronegócio é o carro-chefe da economia brasileira, uma vez que assegura boa parcela do PIB. Portanto, é fundamental buscar rotas para o pleno aproveitamento desse grande ativo brasileiro, a indústria de máquinas agrícolas, que projeta o Brasil não somente como importante parque de máquinas, mas também como desenvolvedor de máquinas para a agricultura tropical.

Esses e outros assuntos serão debatidos durante o 10º Simpósio SAE BRASIL de Máquinas Agrícolas, que reunirá lideranças de fabricantes, montadoras, entidades e consultorias.

 

Edição 1862

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.
 

Artigos

Depois de uma crise política que abateu o produto interno bruto para valores negativos, Brasil está agora numa fase de recuperação económica. A queda financeira afetou diversas famílias em inúmeras formas, mas o país encontra-se finalmente em ascensão e em uma boa posição para proporcionar melhores condições à população brasileira. 

No fim do ano, todos nós costumamos parar para fazer um “balanço” e tentar entender se cumprimos as nossas metas.

Para gerar excelentes resultados, a liderança precisa de qualidade, que nada mais é que uma filosofia de como gerenciar a sua equipe para criar um ambiente mais produtivo e estimular os colaboradores a trabalharem com entusiasmo e engajamento em direção a objetivos comuns.

Os rumos da economia brasileira em 2016 não foram dos melhores. Por isso, depositamos tanta confiança no ano que estava por vir. 

Ao longo da sua história, Brusque sempre foi um dos municípios dos mais progressistas e admirados do Médio Vale do Itajaí, graças ao espírito ordeiro e trabalhador dos seus filhos.

A título ilustrativo de razão para que seja implantada no país a pena de morte ou de prisão perpétua, leiam abaixo, e tirem as suas conclusões, a notícia de jornal abordando monstruoso crime ocorrido no Conjunto de Maioba, município de Paço do Lumiar, no Maranhão.

O Dia das Nações Unidas ou Dia da ONU, comemorado em 24 de outubro, surgiu com a entrada em vigor da Carta das Nações Unidas, acordo iniciado com a proposta de promover a cooperação internacional entre os países.

É fato repetitivo o questionamento sobre a qualidade do voto popular. O eleitor é em geral despreparado politicamente para exercer esse direito cívico.