Lista telefônica

Por Samara Marcelino - Jornal Cruzeiro do Vale

Por Samara Marcelino

19/05/2017

É inacreditável pensar que o homem conhece mais o espaço do que as profundezas do mar. Refletindo assim, quantas espécies existem que o homem não conhece e não vai conhecer devido as nossas más atribuições ao planeta, onde muitas serão extintas. Quem nunca assistiu ‘Procurando o Nemo’ e se assustou com uma espécie de peixe muito estranha, de dentes afiados, olhos grandes e uma lanterna na cabeça? Parece até coisa de filme, mas não é! Está espécie de peixe realmente existe.

Essa criatura recebe o nome de Melanocetus Johnsonii e é popularmente conhecida como ‘Diabo-Negro’. Ele vive na obscuridade das águas profundas, conhecidas zonas abissais, onde a luz não consegue chega; e seu perfil característico possui estratégicas de sobrevivência. Em sua cabeça, observamos um tipo de vara com uma luz na ponta usada para atrair as presas, como representada no filme já citado acima.



O animal foi visto poucas vezes e filmado em seu habitat apenas uma vez, em 2014, graças a equipamentos modernos. O local não favorece muito os estudos por causa da pressão exercida pela água. Conforme a evolução da tecnologia, o homem está explorando e pode explorar ainda mais.

Falando ainda, sobre o ‘Diabo-Negro’, outro fato muito interessante deste animal e o dimorfismo sexual, a diferença entre o macho e a fêmea. As fêmeas medem em torno de 16 a 20 cm e os machos em torno de 3 cm. O macho é considerado quase um parasita, ele á morde na barriga e vive ali preso.

 

Edição 1801

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.