Lista telefônica

OMS alerta para morte de 303 mil mulheres em partos - Jornal Cruzeiro do Vale

OMS alerta para morte de 303 mil mulheres em partos

11/12/2015
OMS alerta para morte de 303 mil mulheres em partos

A Organização Mundial da Saúde, OMS, lançou um guia com orientações às mulheres grávidas e que chama a atenção para 2,6 milhões de bebês natimortos.

Das 130 milhões de mulheres que dão à luz no mundo todos os anos, 303 mil morrem durante o parto, a maioria em países em desenvolvimento.

O órgão também chamou a atenção para o fato de que 2,6 milhões de bebês já nascem mortos todos os anos e outros 2,7 milhões de recém-nascidos morrem nos primeiros 28 dias de vida. Segundo a OMS, grande parte das mortes de mães e recém-nascidos ocorre nas 24 horas seguintes ao parto e a maioria é evitável.

A entidade internacional lançou neste mês de dezembro um novo guia que evidencia as principais complicações que podem aparecer e causar a morte da mãe ou do bebê, como hemorragias pós-parto e pré-eclâmpsia. O objetivo é ajudar os profissionais da saúde a seguir "cuidados essenciais e padronizados" de cada parto, e assim evitar este tipo de morte.

O manual destaca quatro momentos em que o funcionário deve ter a certeza de que "tudo está em ordem": quando a mãe dá entrada no hospital, antes do início do parto, ao longo da hora seguinte ao nascimento, e na hora anterior a mãe e bebê receberem alta.

Segundo a OMS, esses são momentos decisivos para que o trabalhador possa perceber e agir perante qualquer complicação durante o processo.

 

Edição 1728