Lista telefônica

Editorial - Jornal Cruzeiro do Vale

Estamos seguros?

Se manter livre de ações criminosas. A sociedade brasileira enfrenta, diariamente, a falta de segurança. Há, em todo território nacional, uma constante preocupação em não ser lesado financeiramente e, sobretudo, permanecer com vida. Convivemos com a eterna urgência por medidas preventivas por parte das autoridades. Em Gaspar, há projetos em andamento, além de iniciativas que procuram diminuir o índice negativo e ir na contramão da violência que assusta o país.

Nesta semana, as câmeras de monitoramento instaladas há cinco anos na cidade voltaram a ser pauta. O Coração do Vale é um dos municípios beneficiados com o projeto ‘Bem-Te-Vi’, da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina, com coordenação da Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC). A iniciativa tem o apoio da prefeitura, que contribui com a manutenção mensal dos equipamentos; e da Polícia Militar de Gaspar, que faz o monitoramento diário das imagens.

Em entrevista ao Cruzeiro do Vale, o comandante da PM de Gaspar, major Pedro Carlos Machado Junior, explicou o funcionamento dos aparelhos e repassou dados importantes a respeito da segurança pública. O órgão trabalha de forma ostensiva e de ordem pública, com ações preventivas ou repressivas quando há flagrância de delitos. Além do ‘Bem-Te-Vi’, as autoridades também apoiam a Rede de Vizinhos, a Rede de Segurança Escolar e a Rede Catarina de Proteção à Mulher. Essas iniciativas se baseiam na premissa do envolvimento da comunidade para a resolução dos problemas de segurança e até sociais do meio em que vivem.

 

Edição: 1873

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.