Lista telefônica

Alunos da Escola Mário Pederneiras reinventam espaços - Jornal Cruzeiro do Vale

Alunos da Escola Mário Pederneiras reinventam espaços

25/07/2017
Alunos da Escola Mário Pederneiras reinventam espaços

Em Gaspar, 145 alunos, do período III da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental, da Escola de Educação Básica Mário Pederneiras, no bairro Lagoa, resolveram colocar a mão na massa e dar uma cara nova aos ambientes externos da escola.

Pensando nos locais já existentes no educandário, um projeto de reestruturação foi desenvolvido com os pequenos de quatro a seis anos do Período da Infância III A e B. Com objetivo de ampliação e criação do repertório de brincadeiras e vivências das crianças, a ação foi elaborada pela professora Débora Cardoso. Outros estudantes da escola, bem como professores e funcionários auxiliaram com sugestões de organização dos espaços.

De acordo com a gestora da EEB. Mário Pederneiras, Claudete Lídia Nagel de Andrade, a escola é um lugar que precisa ser reinventado constantemente. “As áreas externas são organizadas onde a criança possa interagir e vivenciar situações, explorar diferentes materiais e aprender de forma significativa. Assim, podemos proporcionar espaços diferenciados no ambiente externo para as crianças poderem brincar e aprender,” ressalta.

Os ambientes repensados são utilizados por todos os alunos da escola, em todos os períodos como início da aula, recreio e momentos planejados pelas professoras. Uma vez por semana é realizada a interação entre as turmas, onde os alunos se organizam escolhendo os locais.

Entre os espaços revitalizados estão: sala da fantasia, dos jogos, do teatro, da casa, da escrita, da arte, da leitura e também o espaço da natureza. Além disso, no educandário, as crianças podem estudar em um ambiente agradável, aconchegante, com horta, com a efetiva participação dos pequenos.

“Por meio destes espaços repensados conseguimos promover principalmente a integração entre os alunos. Desta forma, é possível desenvolver a autonomia das crianças, além de desafiar os estudantes a resolver situações e problemas cotidianos,” afirma a secretária de Educação, Zilma Benevenutti.

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.