• Janeiro

Bloco de condomínio residencial é interditado pela Defesa Civil de Gaspar - Jornal Cruzeiro do Vale

Bloco de condomínio residencial é interditado pela Defesa Civil de Gaspar

04/12/2019

A Defesa Civil de Gaspar interditou o Bloco A do Residencial Tivoly, localizado no bairro Gasparinho, em Gaspar. A medida foi tomada no dia 25 de novembro, após avaliação técnica feita por um engenheiro. De acordo com o superintendente das Defesa Civil de Gaspar, Evandro Melo do Amaral, o laudo apontou um recalque no solo e na estrutura do prédio. “A frente do bloco afundou com o passar do tempo e isso causou diversas rachaduras. Elas estavam sendo percebidas há bastante tempo. Porém, nos últimos meses, a situação se agravou. O prédio poderia ou não ruir. Então, entre arriscar ou interditar, optamos por preservar a vida dos moradores”.

Após a interdição, os moradores foram notificados para que saíssem do prédio em um prazo de cinco dias. “Esse prazo encerrou na segunda [dia 2 de dezembro] e todos saíram dos apartamentos, cumprindo o que diz o auto de interdição. Assim que a reforma for concluída, faremos uma nova avaliação e, se ele estiver em condições de receber os moradores novamente, vamos liberar para que as famílias retornem”, garante Evandro.

O prédio possui 16 apartamentos e Maicon Djonatas de Souza morava em um deles com a esposa e a filha. “Começamos a notar as rachaduras há algum tempo e vinham aumentando. Inclusive, tivemos rachadura no piso do banheiro”, conta. Após sair do residencial, Maicon mudou com a família para uma casa alugada em outro bairro de Gaspar.

O residencial

O Residencial Tivoly possui 13 blocos de 4 andares, que comportam 16 apartamentos cada. Conforme laudo da Defesa Civil, os demais prédios possuem pequenas anomalias e não necessitam de interdição.

O síndico do prédio, Serlau Antunes, foi procurado pela reportagem do Cruzeiro do Vale no final da tarde de quarta-feira, dia 4 de dezembro. Ele preferiu não se pronunciar no momento sobre a interdição e disse que iria consultar o advogado do condomínio.


 

 

 

Edição 1930
 

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.